Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

CASA DO CONCELHO DE GÓIS

http://3.bp.blogspot.com/_LHOPdPOJS_g/S9mCK4gYcII/AAAAAAAAAXY/Xttsvpf1ATs/s1600/gois_logo.jpg

http://1.bp.blogspot.com/_LHOPdPOJS_g/S9mCKmOv09I/AAAAAAAAAXQ/98gvSC-wAhQ/s1600/CCgois-cm-24042010.JPG

 

- Conselho Regional -

 

Reuniu em plenário no passado dia 24, o Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis. A mesa foi composta pelo Presidente do Conselho Regional, Dr. Luís Filipe Martins; pela Presidente da Câmara Municipal de Góis, Dra. Maria de Lurdes Castanheira; pelo Presidente da Direcção da Casa do Concelho de Góis, Sr. José Dias Santos e pelo Secretário-Geral do Conselho Regional Sr. Adriano Pacheco.

Com um número bastante significativo de colectividades representadas iniciaram-se os trabalhos com o Sr. Presidente do Conselho Regional a agradecer as presenças dos representantes das agremiações presentes e da Sra. Presidente da Câmara Municipal de Góis. Fazendo uma pequena introdução sobre a ordem de trabalhos, e o modo como iria decorrer, prosseguiu com as suas palavras falando pelo Conselho a que preside, dizendo que sem querer ignorar o passado do Regionalismo, o qual é de uma riqueza inesquecível, é nosso propósito olhar para o futuro e analisar em pleno século XXI como deve ser o relacionamento entre o Movimento Regionalista, representado pelas diversas Comissões e Ligas de Melhoramentos e o Poder Autárquico, representando nesse dia pela Sra. Presidente da Câmara Municipal.

Hoje, continuou; o papel das Comissões de Melhoramentos, não pode e não deve ser o mesmo que foi na segunda metade do século XX. Grande parte do trabalho que as Comissões efectuaram compete ao Poder Local, entidade responsável por realizar as obras necessárias ao desenvolvimento das nossas gentes deixando uma questão. Será que com essa transferência de responsabilidade, se esgotou o papel das Comissões? …”Claramente que não, teremos é que encontrar novos desafios, para o que estamos hoje aqui…”

Descreveu de seguida as três grandes linhas orientadoras para o relacionamento entre as diversas Comissões e Ligas de Melhoramentos com o Poder Local.

Relativamente à primeira: “A representação da consciência das nossas gentes”, salientou que “… deve competir às Comissões, serem a consciência crítica da população da sua aldeia, exigindo junto do Poder Local, a efectivação concreta das necessidades básicas exigíveis para uma qualidade de vida a que temos direito, competindo-nos zelar pelo cumprimento, quer das promessas efectuadas, quer da realização das carências existentes nas nossas aldeias…”

“A descoberta de novos campos de actuação, por exemplo em termos culturais”, foi a segunda linha apresentada, referindo que “…compete às comissões poderem encontrar novos campos de actuação, onde possam trazer mais-valias aos moradores, possibilitando a abertura de novos horizontes quer no campo cultural, quer no campo de lazer, quer noutros campos a identificar, podendo nestes aspectos o Poder Local ajudar nesta procura de novos horizontes, partilhando conhecimentos, e novas ideias...”

A terceira, e última linha: “A efectivação de parcerias com o Poder Local”, foi referenciada pelo Dr. Luís Filipe Martins como sendo, em seu entender, a mais importante para o debate, afirmando que “…devem as Comissões de Melhoramentos ser vistas pelo Poder Local como verdadeiros parceiros sociais, disponíveis para a efectivação de verdadeiras parcerias, tendo como objectivo a melhoria das condições de vida da nossa população…”

Recordou ainda que “…o passado das Comissões é uma garantia clara da qualidade do seu trabalho, sendo esta capacidade de trabalho uma riqueza que não deverá ser ignorada pelo Poder Local, devendo aproveitá-la como um factor “alavancador” para a concretização em parceria, de diversas realizações…”

Completou a sua introdução dizendo, como o tem relatado no passado recente, nos temas de carácter transversal ao nosso Concelho, de que são exemplos, entre outros, temas como a saúde e os transportes, a Casa concelhia deverá ser, em conjunto com as diversas Comissões de Melhoramentos, o referido parceiro social.

De seguida usou da palavra a Sra. Presidente da Câmara Municipal de Góis, Dra. Maria de Lurdes Castanheira, agradecendo o convite que lhe tinha sido endereçado, dando os parabéns por esta iniciativa e dizendo que deveria existir um modelo de colaboração e interacção entre a Casa do Concelho de Góis, as Comissões de Melhoramentos e a Câmara Municipal, devendo estes ser aceites como parceiros sociais da causa do desenvolvimento e interesse público. Referiu também que o poder local não se esgota na Câmara Municipal, na medida em que as Juntas de Freguesia também têm um papel de extrema importância neste campo. Informou que estava a ser preparado um endereço de correio electrónico específico com o objectivo de fazer a ligação entre a Câmara Municipal e o movimento regionalista. Anunciou que este endereço entrará em funcionamento no próximo dia 14 de Maio, sendo responsáveis da parte da Autarquia o seu Chefe de Gabinete e o Técnico de Informática. Disse ainda que está em elaboração um Regulamento de Apoio ao Associativismo a ser apresentado na Assembleia Municipal na sessão agendada para Junho e que nesse Regulamento estarão apresentados, não apenas os apoios a ser concedidos mas também estarão indicados os retornos que a Câmara Municipal pretende obter da parte dessas Associações. A Sra. Presidente da Câmara terminou dizendo que as colectividades não perderam a razão de existir. Pelo contrário, deveriam manter-se atentas às obras que ainda não tinham sido executadas ou que careciam de melhoramentos.

De seguida foi dada a palavra aos representantes das agremiações presentes, com o objectivo de, também eles, poderem apresentar as suas opiniões e ideias.

Assim, e por ordem de inscrição, Avelino Martins da Comissão de Melhoramentos do Esporão começou por dizer que as Comissões de Melhoramentos são as Juntas de Freguesia junto das populações, pois muitos dos encargos dos pequenos melhoramentos que são feitos, são suportados pelas Comissões de Melhoramentos. Fez ainda referência ao projecto antigo da construção da Residencial de Ferias que tinha sido protocolada com o Sindicato de Seguros, onde já tinham sido gastos muitos fundos e que até ao momento esse projecto não era ainda uma realidade. João Henriques da Comissão de Melhoramentos das Estevianas questionou se no Regulamento de Apoio ao Associativismo anunciado pela Sra. Presidente da Câmara Municipal estavam descritos os objectivos e as estratégias dos vários projectos que serão apresentados pois se antigamente o importante era a electricidade ou o tanque, hoje em dia as prioridades são outras e é necessário estar atento às mesmas. António Alves, da Liga dos Amigos da Fonte Limpa, teceu algumas considerações relativamente às dificuldades e obstáculos que muitas vezes são colocados a quem pretenda construir ou reconstruir alguma habitação na Fonte Limpa, pelo que deveria existir mais colaboração da parte da Autarquia para tentar solucionar estas questões. António Rui, da Comissão de Melhoramentos de Alvares recordou que existem problemas relacionados com a pouca adesão de jovens nos órgãos directivos das diversas Comissões. João Reis, da Comissão de Melhoramentos das Cortes, começou por dizer que desde 2001 têm olhado para o Regionalismo de uma forma um pouco “ortodoxa” tendo procedido ao lançamento de “Jornadas Culturais” e estava a ser desenvolvido um projecto, por uma animadora cultural, em parceria com a Comissão de Melhoramentos. Referiu ainda que a Freguesia de Alvares era a segunda maior em termos de área a nível nacional, com uma excelente exposição solar e que esta exposição deveria ser mais explorada e de forma rentável. Finalizou dizendo que o futuro era risonho. Que não são os subsídios que resolvem os problemas das Comissões. O importante entre apresentação dos projectos para poderem obter o respectivo acompanhamento. João Baeta, da Comissão de Melhoramentos do Amioso do Senhor, começou por dizer que era necessário manter, pelo menos, os actuais residentes nas aldeias e também referiu que se deveria olhar para a floresta com outra perspectiva uma vez que está em curso um projecto de constituição da ZIF da Ribeira do Sinhel. Hélder da Comissão de Melhoramentos da Simantorta, teceu algumas considerações, nomeadamente o facto de uma parte da estrada principal da Simantorta estar a abater, tornando-a um perigo para quem nela circula, assim como o facto de por vezes a água que corre nas torneiras não estar própria para consumo. António Domingos dos Santos, da União Progressiva da Freguesia do Colmeal, teceu alguns comentários relativamente a projectos que já tinham sido apresentados anteriormente, nomeadamente o abastecimento de água para o combate a incêndios e, outra necessidade já várias vezes apontada que é a da construção de um recinto para práticas desportivas. Da Comissão de Melhoramentos do Amiosinho, José Luis disse que era urgente entre todos, tentar fixar as pessoas nas aldeias, fazendo um esforço para que essas aldeias não percam as suas características, tentando que as construções existentes sejam e estejam recuperadas. António Marques da Comissão de Melhoramentos da Chã de Alvares sugeriu que existisse uma entreajuda entre as diversas Comissões do Concelho, dando como exemplo a área da saúde, actuando na prevenção através de acções de sensibilização por parte de organizações especializadas. António Bento, da Comissão de Melhoramentos do Esporão, proferiu algumas considerações sobre este debate, enaltecendo a presença da Dra. Maria de Lurdes Castanheira, sinal da existência de uma estratégia para o bom relacionamento entre as Comissões de Melhoramentos e a Câmara Municipal. José Batista da Comissão de Melhoramentos da Sandinha, apresentou algumas preocupações daquela localidade, nomeadamente sobre a estrada recentemente aberta pela Junta de Freguesia do Cadafaz e a falta de cobertura de redes de comunicação móveis e também da Portugal Telecom que raramente satisfaz os sandinhenses. Este problema, referiu, é geral em toda a freguesia do Cadafaz. Jaime Carmo da Sociedade de Melhoramentos de Roda Cimeira, fez referência às potencialidades turísticas na Freguesia de Alvares, dando como exemplo a Ribeira do Sinhel, que chegou a ser conhecida antigamente como a “Ribeira das Trutas” tal era a quantidade e qualidade das trutas existentes, onde recordou um episódio passado na sua juventude com um pescador que veio propositadamente de Chaves em busca das maravilhosas trutas. Apresentou ainda algumas preocupações, nomeadamente à desertificação que se tem verificado, à falta de comunicações em algumas zonas, equacionando a instalação de uma antena de telecomunicações e as muitas dificuldades no que diz respeito à rede viária.

A Sra. Presidente da Câmara Municipal respondeu a todas as questões feitas pelas Comissões e demonstrou claramente a sua preocupação com os assuntos que foram levados ao plenário. Sobre outros aspectos referidos disse que hoje existem outras formas de apoio através da apresentação de candidaturas de projectos em sede própria, nomeadamente o PRODER e o AGRIS, projectos esses que a Câmara Municipal poderá indicar a forma e os critérios para os obter. Terminou reafirmando o apoio da autarquia, quer a nível financeiro, quer a nível logístico dentro das possibilidades da mesma.

O Presidente do Conselho Regional encerrou os trabalhos, agradecendo novamente a presença da Sra. Presidente da Câmara Municipal de Góis assim como dos representantes das diversas Comissões de Melhoramentos, congratulando-se pela forma positiva e enriquecedora como tinha decorrido a sessão e, aproveitando para anunciar um evento a ter lugar na Casa do Concelho de Góis no próximo dia 29 de Maio subordinada ao tema “A Saúde no Concelho de Góis”.

 

O CONSELHO REGIONAL

publicado por penedo às 23:55

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Abril de 2010

“O Estado da Saúde no Concelho de Góis”

 

 

 

  

 

 Debate dia

 

               29 de Maio, pelas 15 horas

 

                                  na Casa do Concelho de Gois

 

com as presenças :

 

 

  Câmara Municipal de Góis,

 

 Serviços Prestadores de Saúde Publica

 

 Prestadores de Medicina Privada.


 

 


                               O Conselho Regional

 

 

 

brevemente mais informações

publicado por penedo às 20:06

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Associativismo no Concelho de Góis

 

Todos reconhecemos as vantagens de trabalhar em equipa e alinhados com objectivos comuns.

Foi neste espírito que no último Sábado se realizou mais um Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis, em Lisboa, para debater o futuro da cooperação entre as associações regionalistas e a Câmara Municipal de Góis.
Estiveram presentes representantes de diversas colectividades e a actual presidente do município, Dra Maria de Lurdes Castanheira.



Existem cerca de 60 colectividades no concelho de Góis, que é constituído pelas freguesias de Alvares, Cadafaz, o nosso Colmeal, Góis e Vila Nova do Ceira, num universo de aproximadamente 4000 habitantes, distribuídos por 263 km2.

A melhoria das condições de vida nas aldeias continua a ser o desafio que se coloca às associações regionalistas, no entanto, o meio para o conseguir deverá ser adaptado aos tempos actuais.
Cada vez mais, as colectividades devem assumir o papel de parceiros sociais dos organismos Estatais, actuando em proximidade com as populações que representam. Cabe-lhes ainda uma maior dinamização cultural das suas aldeias para lá das tradicionais festas de Verão.


Por seu turno, o poder autárquico, deverá procurar alcançar um novo patamar de desenvolvimento na região, indo além das condições básicas oferecidas às populações.
Relativamente ao associativismo, foi apresentado pela presidente da CM Góis um conjunto de iniciativas por forma a aproximar os Paços do Concelho e as Colectividades. Existem actualmente na CM Góis uma estrutura de apoio ao associativismo e juventude, um canal de comunicação dedicado, e para breve está prevista a criação de um regulamento para as nossas actividades.

Falou-se também numa das maiores riquezas do concelho, a floresta, que poderia ser utilizada de forma mais rentável para fins produtivos. Está em curso no nosso concelho, a formação das ZIF - Zonas de Intervenção Florestal, que poderão ser o primeiro passo de uma estratégia de desenvolvimento sustentável.


Ficou marcada nova sessão para o próximo dia 29 de Maio de 2010, Sábado, para analisar a Saúde no Concelho de Góis, uma questão igualmente importante, considerando a composição etária das populações na nossa região.

Aproveite também para recordar como foram celebrados os 80 anos do Regionalismo no concelho de Góis, pela freguesia do Colmeal em Janeiro de 2009, clicando aqui.

Saudações Malhadenses!
in
http://malhadaecasais.blogspot.com/
publicado por penedo às 19:21

link do post | comentar | favorito
|

Comissão de Melhoramentos de Roda Fundeira:

1934  -  75 ANOS  -  2009

CONVOCATÓRIA

Ao abrigo dos estatutos desta Comissão, vimos, pela presente, convocar todos os associados para uma Assembleia Geral Extraordinária, a realizar no dia 30 de Abril de 2010, Sexta-feira, pelas 21h00, na Casa do Conselho de Góis, em Lisboa, com um ponto único na ordem de trabalhos:
1. Eleição dos novos Corpos Sociais para o biénio 2010-2012.

Caso à hora marcada o número de associados não seja suficiente para perfazer o quórum, a reunião terá o seu início meia-hora mais tarde, às 21h30, com o número de associados que estiver presente. As listas constituídas deverão ser entregues à Mesa de Assembleia no início desta.

Relembra-se a todos os sócios que estamos perante um momento decisivo. É vital garantir a continuidade da Comissão de Melhoramentos ou corremos o risco de perder tudo o que a muito custo tem vindo a ser alcançado para e por todos nós.

Agradecemos desde já a sua presença e participação.
Lisboa, 31 de Março de 2010

O Presidente da Assembleia Geral
Fernando Saúl Rodrigues Neves

http://www.roda-fundeira.blogspot.com/


publicado por penedo às 10:50

link do post | comentar | favorito
|

Penedo Gois no Facebook

 

 

Está tambem no

 

www.facebook.com

publicado por penedo às 10:39

link do post | comentar | favorito
|

O ESPORÃO AGORA TAMBÉM NO FACEBOCK



Espectacular foto de Paulo Afonso, publicada no "Facebock" da Aldeia do Esporão, uma brilhante ideia da Cátia Adão

 

in

http://terrasdoesporao.blogspot.com/

tags:
publicado por penedo às 10:37

link do post | comentar | favorito
|

Povorais Gois no Facebook

 

 

tags:
publicado por penedo às 10:32

link do post | comentar | favorito
|

Cerdeira no Facebook

 

A Cerdeira de Góis é uma aldeia serrana do distrito de Coimbra.
A Natureza faz despertar o Olhar....

tags:
publicado por penedo às 10:31

link do post | comentar | favorito
|

Encantos de xisto


Aigra Nova é um paraíso renascido. A aridez da Serra da Lousã abraça a aldeia, agora recuperada. E de novo viva.

Tal como as outras 23 aldeias de xisto, os casarios são simples – como as pessoas – e formosos pela sua singeleza arquitectónica. É distante o caminho, mas vale a pena percorrê-lo.
São quilómetros de trilhos mas, vencida a última curva, a aldeia de Aigra-a-Velha surpreende num contraste intenso das cores da pedra na encosta verde da serra.
O que outrora era terra abandonada foi revitalizado pelo Programa das Aldeias do Xisto, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC). Foi em 2001. Hoje, tudo é diferente: onde havia casas velhas há agora habitações recuperadas; onde havia abandono há agora um orgulho renascido; onde havia solidão há sorrisos partilhados com os visitantes.
Aigra Nova é habitada por quatro pessoas, que vivem os dias entre a maternidade das árvores, o palheiro tradicional ou a Loja do Xisto. Esta última guarda o que de melhor nasce das mãos e dos saberes ancestrais das gentes.
No concelho de Góis, há outras aldeias para desvendar: Aigra Velha, Comareira e Pena. Cada uma delas com a sua singular beleza, inscrita nas típicas habitações em xisto, nos moinhos, nos fornos comunitários ou nas adegas salpicadas de malmequeres e cravos.
O isolamento das aldeias, a pequenez das casas ou a aridez da montanha – razões que outrora afastaram os habitantes – são as mesmas razões que fazem com que o mundo regresse agora até elas.

in As Beiras 24/04/10
tags:
publicado por penedo às 10:30

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

Casa do Concelho de Gois ...Sessão Plenária

 

 

 

Dia 24/Abril, pelas 15 horas

 

 

 

 

 

 

 

Sessão Plenária

 

com a presença da Sra. Dra. Maria Lurdes Castanheira, Dgma Presidente da Câmara Municipal de Góis, e com a presença dos Srs. Presidentes de todas as Colectividades Regionalistas filiadas nesta Casa, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

 

Ponto 1  

 

As Comissões de Melhoramentos e a Câmara Municipal, que futuro ?

 

Ponto 2

 

Outros assuntos do interesse para o Concelho de Góis.

Convidamos desde já todas as Colectividades do nosso Concelho

a marcarem presença nesta sessão.

publicado por penedo às 22:35

link do post | comentar | favorito
|

casa concelho de gois

 

 

 

Cancelamento

 

do Debate sobre o tema “O Estado da Saúde no Concelho de Góis”,

 

do dia

 

15/Maio, pelas 15 horas

 

 

com as presenças  da Câmara Municipal de Góis, de Serviços Prestadores de Saúde Publica e

 

de Prestadores de Medicina Privada.


 

 

Em tempo oportuno imformaremos a nova data

 

 

O Conselho Regional

publicado por penedo às 22:30

link do post | comentar | favorito
|

XIV FEIRA DO LIVRO

 

 

23 a 27 Abril | Góis | 2010

 

 


FeiraLivro

 

23 de Abril (6ª feira) Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor
Horário da Feira: 14h30 – 20h00

14h30

Sessão de Abertura da Feira com a presença do Governador Civil do Distrito de Coimbra, Dr. Henriques Fernandes.
Inauguração da Exposição «100 anos de República e de Associativismo Popular» | Casa do Artista
15h30
Apresentação do livro «Um Auto à República», com a presença da Escritora Cidália Fernandes | Tenda da Feira
Leitura encenada do livro «Um Auto à República», dinamizada pelo Projecto Escolhas | Tenda da Feira

24 de Abril (Sábado)
Horário da Feira: 10h00 – 20h00

16h00
Apresentação do livro «O Beco do Pânico», com a presença do Escritor Clóvis Levi, seguida de leitura encenada por alunos do curso de Teatro e Educação da Escola Superior de Educação de Coimbra | Tenda da Feira

25 de Abril (Domingo) Dia Nacional da Liberdade
Horário da Feira: 10h00 às 19h00


10h00

Recepção das entidades oficiais, convidados e público em geral, seguido de Hastear da Bandeira, com execução do Hino Nacional pela Banda Filarmónica da Associação Educativa e Recreativa de Góis | Jardins da Biblioteca Municipal de Góis «António Francisco Barata»
10h30
Sessão solene |Auditório da Biblioteca Municipal
11h45
Largada de balões «25 de Abril Sempre» | Jardins da Biblioteca Municipal


15h00
Animação de rua, pelo Grupo Marimbondo |Vila de Góis
15h30
O Fantástico Circo de uma Mala Só, pelo Grupo Marimbondo |Tenda da Feira
21h30
Espectáculo Instrumental e Poético, Tributo à Liberdade e à Democracia «Em Abril… Melodias Mil», pelo Grupo In-Ànima |Tenda da Feira


26 de Abril (2ª feira)
Horário: 09h30 às 19h00

09h30

Workshop de Arqueologia Experimental e Pré-História – dinamizado pela Dr.ª Maria Helena Moura e pelo Doutor Thierry Aubry (Arqueólogos do Instituto de Gestão Património Arquitectónico e Arqueológico, I. P.) | Auditório da Casa do Artista e Tenda da Feira
10h30
Workshop de Reciclagem «Passo a Passo Construímos um Livro…», dinamizado pelo Projecto Escolhas | Esplanada do Posto de Turismo

Hora do Conto «República e Republicanos», dinamizado pela Divisão Social, Cultural e Económica da Câmara Municipal | Tenda da Feira
14h00
Workshop de Reciclagem «Passo a Passo Construímos um Livro…», dinamizado pelo Projecto Escolhas | Tenda da Feira e Esplanada do Posto de Turismo

27 de Abril (3ª feira)
Horário: 09h30 às 19h00

09h30
Workshop de Reciclagem «Passo a Passo Construímos um Livro…», dinamizado pelo Projecto Escolhas |Esplanada do Posto de Turismo
Hora do Conto «República e Republicanos», dinamizado pela Divisão Social, Cultural e Económica da Câmara Municipal | Tenda da Feira
14h00
Workshop de Reciclagem «Passo a Passo Construímos um Livro…», dinamizado pelo Projecto Escolhas |Esplanada do Posto de Turismo

21h00
Espectáculo de Encerramento da Feira, pelo Grupo de Cantares Tradicionais de Vila Nova do Ceira | Tenda da Feira




Nota: Programa sujeito a alterações

A XIV Feira do Livro de Góis decorre no Largo Francisco Inácio Dias Nogueira


22-04-2010

in

http://www.cm-gois.pt/

publicado por penedo às 22:26

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 20 de Abril de 2010

Movimento Cidadãos por Góis

 

Assembleia Geral

De acordo com a convocatória reuniu no passado dia 17, pelas 15:30, na sede da associação a Assembleia Geral do Movimento.

Nela foram aprovadas as contas apresentadas pelo respectivo Conselho Fiscal, como também se procedeu à eleição da nova Direcção para o triénio 2010- 2013 ficando assim constituída:

Direcção
José Alves da Rocha Barros – Presidente
Maria Ivone Soares Inácio – Tesoureiro
João Nogueira Ramos – Secretário
Elisabeth Maria Alves A. Dias Nogueira – Vogal
Virgínia de Conceição Aroso C. Ribeiro – Vogal

Assembleia geral
António Bandeira Bento – Presidente
Maria da Graça Rocha Nunes Pinhão – Secretária
Sandra Maria Félix Henriques - Vogal

Conselho Fiscal
António Joaquim Duarte Simões Dias – Presidente
Maria Amélia F. Dias Costa – Secretária
Maria José B. F. Rocha Barros - Vogal

 

http://www.portaldomovimento.com/


tags:
publicado por penedo às 00:02

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Abril de 2010

Comissão de Melhoramentos do Esporão

Assembleia Geral - Abril 2010

Realizou-se no passado dia 3 de Abril, pelas 15:30 e em 2ª convocatória, na Casa de Convívio do Esporão, a assembleia-geral da Comissão de Melhoramentos do Esporão, presidida pelo Dr. António Bandeira Bento, tendo a seu lado Manuela Neves Batista, na ausência dos outros membros da mesa.

O presidente da mesa, deu início à sessão, referindo o reduzido número de presentes, tendo colocado à votação a leitura ou dispensa da acta da sessão anterior, tendo sido aprovado a sua dispensa, com uma abstenção.

De seguida, o presidente da Direcção, Avelino Martins, deu as boas vindas aos presentes, lamentando não terem comparecido mais associados, e justificou a ausência de dois membros da Direcção. Luís Batista, leu a introdução do relatório e actividades do exercício de 2009, tendo Avelino Martins, resumido um pouco de todas as actividades, obras e eventos realizados durante este exercício, assim como do mandato que agora termina.
Deu também alguns esclarecimentos sobre o ponto da situação em que se encontra a obra do Lar/Centro de Férias do Sindicato das Actividades Seguradoras, bem como da correspondência trocada entre os advogados de ambas as partes, obra esta projectada para o terreno doado pela Comissão, mas que há muito esgotou o prazo estipulado para o efeito.

O vice-presidente Luís Filipe Martins explicitou todas as receitas e despesas referentes ao exercício de 2009, e esclareceu dúvidas sobre as receitas do Casal. De seguida a Dra. Marisa Barata, do Conselho Fiscal, pronunciou-se sobre o relatório e contas, ao qual deu um parecer positivo, tendo o presidente da mesa, posto o mesmo à votação pela assembleia, o qual foi aprovado por unanimidade.

Avelino Martins salientou também o facto de muitas das fontes de receita que a Comissão tinha anteriormente, estarem a acabar, apesar de as despesas correntes (água, electricidade, etc.) permanecerem bastante elevadas. O Dr. Bandeira Bento fez uma chamada de atenção para este problema, e apelou a que todos têm que colaborar de forma a haver uma melhor gestão de recursos.

Foram também aprovados os seguintes votos de agradecimento: ao Dr. António Bandeira Bento pela colaboração prestada; a todos os elementos da Equipa de Gestão da Casa de Convívio, pela colaboração e efectivação das festas realizadas, assim como a todos os conterrâneo e amigos que desinteressadamente colaboraram com a nossa comissão; aos elementos do Grupo de Teatro; aos responsáveis pelo Museu Casimiro Martins, biblioteca, Capela de S. Miguel, manutenção do apartamento e instalação sonora; aos nossos conterrâneos que ofertaram utensílios para a casa do convívio, bem como aos sócios que ofertaram livros; aos consócios auxiliares Maria Emília Duarte, Mário Mendes Mateus e José Alberto Russo, assim como aqueles que colaboraram na cobrança de quotas; às firmas patrocinadoras e ofertantes de lembranças para os vários eventos e festividades organizadas no Esporão; à Câmara Municipal de Góis pela pavimentação da nossa estrada; à Direcção da Casa do Concelho de Góis pela colaboração prestada; aos jornais “O Varzeense” e “Jornal de Arganil” pela divulgação das notícias das nossas organizações e reuniões de Direcção.

Foram ainda aprovados votos de pesar pelo falecimento de conterrâneos, sócios e seus familiares, bem como de outros regionalistas e amigos.

De seguida passou-se ao 3º ponto da ordem de trabalhos: eleição dos órgãos sociais para o período 2010-2013. Depois do presidente da mesa, comunicar que não havia recebido nenhuma lista, Avelino Martins, actual presidente da Direcção, disse que pela sua idade e tantos anos na Direcção, entende que deve sair e dar lugar aos mais novos, sem no entanto deixar de colaborar.
Frisou ainda que a actual desmotivação dos restantes membros da Direcção, levou a que não se conseguisse apresentar uma lista nesta assembleia. Bandeira Bento, lamentou que a juventude não assuma responsabilidades nestes movimentos regionalistas, facto para o qual vinha chamando a atenção nos últimos anos, e mostrou-se triste pela hipótese de a Comissão vir a acabar.

Luís Filipe Martins falou da desilusão que sente pelo desinteresse da população da terra, o que não o motiva a apresentar uma lista, onde ficaria como presidente como era o desejo de Avelino Martins.

Assim sendo, e como regem os estatutos, os actuais corpos gerentes, manter-se-ão em exercício até à convocação de novas eleições no prazo máximo de 90 dias.

No ponto 4, referente ao Casal, foram colocadas algumas dúvidas e dadas algumas sugestões sobre os últimos cortes de arvoredo, quer pela Portucel quer pela firma Adões – Exploração de Madeiras, Lda.

Quanto aos abusos que de forma arbitrária se têm continuado a verificar, o presidente confirmou que lamenta, mas têm que seguir a via judicial.

Nos outros assuntos de interesse para o Esporão, levantaram-se entre outros, os problemas do telhado, porta e apartamento da Casa de Convívio, na Capela de S. Miguel, grades de protecção em zonas onde podem ocorrer quedas, etc.

Nada mais havendo a tratar, o presidente da mesa, deu por encerrada esta assembleia.

publicado por penedo às 14:54

link do post | comentar | favorito
|

"A MINHA ALDEIA"



Ao chegar ao alto da portela
Vejo a minha linda terra
Envolvida num lindo cenário
Metida no meio da serra

Ao chegar ao cimo da vinha
Há uma estrada a descer
Que nos leva ao fontanário
Com água pura para beber

Este fontenário à entrada
Com a água nascida na serra
Mata a sede a quem a bebe
E ajuda a regar a terra

Encontramos as casas
Brancas, azuis e Amarelas
Não consigo descrever
Como elas são belas

Também há casas de xisto
Com a sua beleza natural
Que bom seria mantê-las
Com a traça original

É uma aldeia pequenina
Com pouca população
Muitas casas estão vazias
Até chegar o verão

Os vários imigrantes
Durante ano estão afastados
Regressam nesta época
Para matar as saudades

As aldeias de Portugal
São recantos de magia
São imagem do passado
E de toda a sua folia

Poema: Eugenia Cruz
2010

http://cortecega-eugeniasantacruz.blogspot.com/

tags:
publicado por penedo às 13:53

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 11 de Abril de 2010

AX Trail - Corrida de Montanha ...já no próximo fim de semana

AX Trail - Corrida de Montanha

17.04.2010 a 18.04.2010


O AX Trail está de regresso! Dias 17 e 18 de Abril nas Aldeias do Xisto de Góis e da Lousã. Com novos percursos seguindo à risca o conceito que o define: trail em estado puro! Em simultâneo com as provas decorrem os passeios pedestres por Caminhos do Xisto.

Em simultâneo com as provas poderá optar por fazer o percurso pedestre do Caminho do Xisto, para que possa trazer a sua família e passar um fim-de-semana em cheio.
Este é um percurso pedestre na zona envolvente dos percursos. Este passeio disponibiliza aos familiares, amigos dos atletas ou a todos os interessados, uma actividade acessível e um motivo para a visita à região.

Nas Aldeias do Xisto dos concelhos de Góis e Lousã, com os Penedos de Góis como pano de fundo, a primeira prova do circuito promete ser um desafio com trilhos técnicos e algum desnível. A passagem por quatro Aldeias do Xisto: Pena, Aigra Nova, Aigra Velha e Comareira, vão certamente animar a competição. Este ano com a novidade de esta prova ser realizada durante a noite.
Os trilhos da Lousã vão também ser novamente invadidos pelos corredores do AX Trail. O percurso passa pelas Aldeias do Xisto do Talasnal, Chiqueiro e Casal Novo, pelo Castelo de Arouce e não faltando sequer uma incursão na ribeira de S. João.

Programa
Góis, 17 de Abril
Local da partida e entrega de prémios: Aldeia do Xisto de Aigra Nova (Góis)
16h - Abertura do Secretariado
20h - Início da Prova
20h15 - Início do percurso pedestre
Lousã, 18 de Abril
Local da partida e entrega de prémios: Lousã.
9h - Abertura do Secretariado
10h - Início da Prova
10h15 - Início do percurso pedestre

Nota: Aproveite esta oportunidade única de conhecer as Aldeias do Xisto pelo seu próprio pé e na companhia dos melhores guias a um preço muito especial. Saiba mais, ou inscreva-se Aqui.

Restante Calendário da Prova:
25 e 26 de Setembro, nas Aldeias do Xisto de Fajão e Benfeita
23 e 24 de Outubro, nas Aldeias do Xisto de Gondramaz, Ferraria de S. João e em Casal de S. Simão

 

PR AX Trail #1 2010 (PDF)

Organização

.....................................................................................................................................................................................

 

Esta prova passa tambem pela aldeia dos Povorais,

povoação junto aos Penedos

 

publicado por penedo às 11:19

link do post | comentar | favorito
|

Caminho do Xisto

#01 serie

Aproveite o AXtrail®series para percorrer os Caminhos do Xisto com o apoio de guias conhecedores da área e que lhe mostrarão o património e as riquezas naturais, tornando a sua caminhada numa experiência mais enriquecedora.

 

Caminho do Xisto GoisCaminho do Xisto de Góis

9 Km | 639 m de desnível | fácil

Inserido na Sítio da Rede Natura da Serra da Lousã, este Caminho do Xisto percorre uma vereda tradicional que une as quatro aldeias de Góis que fazem parte da Rede Aldeias do Xisto: Aigra Nova, Aigra Velha, Comareira e Pena. Ao longo do percurso é possível avistar aves de rapina, manadas de veados, visitar os bosques ribeirinhos da ribeira da Pena e os soutos centenários.

Ao longo do passeio é possível observar fornos, moinhos, uma eira, palheiros, currais, pocilgas, adegas...

 

Mais info no site das Aldeias do Xisto

 

publicado por penedo às 11:18

link do post | comentar | favorito
|

ALMOÇO DA "AMIZADE"

Bem amigos! Cá estou eu de volta depois de umas mini férias na minha aldeia. Trago muitas novidades e fotos, que publicarei aqui sempre que possível.
Hoje começo pelo início, o almoço da amizade que se realizou no dia 3 do corrente mês.

O dia amanheceu chuvoso, mas a azáfama para que tudo corresse bem começou bem cedinho. O nosso cozinheiro chegou à casa de convívio eram 6.30 da manhã, depois fomos chegando. Algum trabalho já tinha ficado feito do dia anterior, mas ainda faltava muita coisa, acabar de por as mesas, enfeitar a sala com poemas relacionados com a amizade, uma exposição de artesanato da D. Ceteste Neves (Presidente da Associação) que apresentava lindas peças…
A manhã passou rápido e as 13 horas também. Os amigos chegaram, foram se sentando. Eram cerca de 100 amigos, não fosse este o almoço da amizade.
O almoço decorreu numa alegria permanente e numa confraternização contagiante. Contudo, a presidente da Associação tinha algumas surpresas reservadas. Além de agradecer a todos pela presença no nosso almoço, tinha convidado uma banda para animar a tarde. Outra das surpresas foi para comigo.
Inesperadamente, ouço o meu nome para ser homenageada pelo meu trabalho e divulgação da minha terra neste blog, não queria acreditar! Foi me entregue uma medalha com uma foto minha onde diz: “Homenagem dos habitantes da Aldeia de Cortecega” outra foto da minha aldeia onde diz: “A Associação Desportiva e Cultural de Cortecega, a Eugénia Santa Cruz, por recordar e divulgar a nossa terra Natal”. Além de alguns poemas que eu publiquei aqui. Agradeço a todos por esta homenagem, mas tudo o que faço e publico neste blog é com gosto e porque amo a minha terra. Quero que todos a conheçam, possam visitar, e possas também desfrutar de toda a magia que esta tem para dar.
A tarde continuou com bailarico, terminando já tarde com as belas e gostosas filhós feitas pela tia Celeste acompanhadas de mel ou então de açúcar e canela.
Obrigada a todos pela presença neste nosso almoço, e aqui deixo um obrigada especial ao meu amigo Acácio Moreira, que nos brindou com a sua visita e da sua família, pois eu não o conhecia pessoalmente, só nos conhecíamos através dos nossos blogues.
Aqui fica mais uma vez demonstrado como são importantes os bloguistas que só pretendem divulgar o que de mais belo existe no nosso país, as nossas aldeias e as suas gentes!
Deixo aqui algumas fotos, as outras serão publicadas em vídeo mais tarde aqui.

O DIA AMANHECEU CHOVOSO

AMIZADE

O NOSSO COZINHEIRO "Zé" e a D. JÚLIA

A SALA ONDE FOI SERVIDO O ALMOÇO


AS SOBREMESAS

A BELA CARNE "ALENTEJANA"

O COZINHEIRO E ALGUMAS AJUDANTES

PANORÂMICA DAS MESAS

O ALMOÇO ESTAVA DELICIOSO
AMIGOS


OLHA O BELO VINHO!

PRIMEIRA DANÇA FOI COM O COZINHEIRO

HOMENAGEM A EUGÉNIA CRUZ

A SR. PRESIDENTE DA CÂMARA DRº. LURDES e DINA NEVES

MAIS A HOMENAGEADA

O BAILE


OS HOMENS ESTAVAM A CHEGAR DE VISITAR AS ADEGAS

A POMBA "RU RU" " SIMBLO DA LIBERDADE"

BRINDOU A TODOS COM A SUA PRESENÇA

tags:
publicado por penedo às 10:00

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Abril de 2010

Visitar Talasnal e.....

 

 

http://www.youtube.com.GuidinhaPinto

publicado por penedo às 22:35

link do post | comentar | favorito
|

Clics na Serra da Lousã ll


Domingo de Páscoa - Dia limpo de nuvens e sol a brilhar. Mas acabou.

Vale Torto, olhado da Estrada, a caminho de Alváres.

O Penedo.
Vale Torto e Penedo.
Penedo e Vale Torto, Vale Torto e Penedo. As últimas imagens que retenho.
Foram 3 os dias. Dois de frio e de chuva. Até geou. O último, o da viagem de regresso, pelo menos nesse, houve calor e céu azul.
Valeu :)
Adeus, até à próxima ...

http://coisas-de-tia.blogspot.com/

publicado por penedo às 21:58

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Abril de 2010

Clics na Serra da Lousã - As Ladeiras




Descendo a Góis, à procura de qualquer coisa de diferente, passamos por Ladeiras. Lugar edificado à beira da estrada, peca por falta de cuidado dos habitantes no que mostram a quem passa - na última foto, lá ao fundo, há uma curva à direita. Olhando para a esquerda, um amontoado de tijolos, lenha, lixo, redes, galinheiro, que sei eu, desfeia muito um sítio que per si, nada mostra que convide a parar. Já à direita, as casas estão todas arranjadas e os cantinhos limpos. Reparei à vinda para cima. Ficaram muito bonitas as casas que foram arranjadas no fundo deste Lugar. Não deu jeito, mas para a próxima clico-vos.

http://coisas-de-tia.blogspot.com/

tags:
publicado por penedo às 00:09

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

CASA DO CONCELHO DE GOIS

CONSELHO REGIONAL

Vai o Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis realizar duas sessões, nos próximos meses de Abril e Maio, na sua sede, sita na Rua de Santa Marta 47, r/c Dto. em Lisboa.

 

Dia 24/Abril, pelas 15 horas

 

Sessão Plenária

com a presença da Sra. Dra. Maria Lurdes Castanheira, Dgma Presidente da Câmara Municipal de Góis, e com a presença dos Srs. Presidentes de todas as Colectividades Regionalistas filiadas nesta Casa, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

Ponto 1

As Comissões de Melhoramentos e a Câmara Municipal, que futuro ?

Ponto 2

 

Outros assuntos do interesse para o Concelho de Góis.

Convidamos desde já todas as Colectividades do nosso Concelho

a marcarem presença nesta sessão.

 

 

 


Dia 15/Maio, pelas 15 horas

 

Debate sobre o tema “O Estado da Saúde no Concelho de Góis”,

 

com as presenças de representantes da Câmara Municipal de Góis, de Serviços Prestadores de Saúde Publica e de Prestadores de Medicina Privada.

Este debate será aberto não só aos representantes de todas as Colectividades Regionalistas filiadas nesta Casa, como de todos os Goienses em geral.

 

 

Convidamos desde já todos os Goienses a estarem presentes, de forma a podermos debater abertamente um tema que é do interesse de todos.

 

 

O Conselho Regional com estas sessões pretende dar continuidade ao seu plano de acções possibilitando o debate dos problemas existentes no nosso Conselho.

 

Em tempo oportuno apresentaremos o programa do 2º semestre de 2010.

 

 

O Conselho Regional

publicado por penedo às 20:48

link do post | comentar | favorito
|

Cerdeira e Póvoa vistas do Penedo




 

http://aldeiadoesporao.blogspot.com/

publicado por penedo às 16:18

link do post | comentar | favorito
|

DE LISBOA AO ESPORÃO

CANTINHOS DE LISBOA III

SENHORA DA SAÚDE
Devoção nascida por causa das pestes
Quando deambulámos pela cidade deparamos-nos,com um dos mais singelos monumentos lisboetas:A capelinha da Senhora da Saúde,talvez aquela que mais arreigada está ao espírito lisboeta,tocante pela simplicidade que respira e inspira.. A Capela começou por ser dedicada a São Sebastião,há mais de 400 anos

Tudo começou há muitos séculos.Lisboa,pela sua situação,virada ao mar e açoitada pelo vento,entreposto de gentes diversas,foi sempre vítima de epidemias.

A peste,o flagelo da Idade Média e mesmo já da Idade Moderna,grassou por esta cidade diversas vezes,fazendo vitimas sem conto.Ora o santinho a quem os crentes se apegavam nas suas orações a pedir auxílio contra tal doença era São Sebastião.Na verdade,este tinha sido um oficial romano que,por ser cristão,foi condenado a uma tortura requintada: iam-lhe acertando com setas em vários sítios do corpo que não fossem vitais;quer dizer-não visavam os algozes o coração ou um órgão que,atingindo provocasse morte rápida.O moço cristão acabou, pois,por se esvair numa agonia lenta.Mas o seu corpo,apesar das feridas e de abandonado em local ermo,ao ser encontrado mais tarde pelos cristãos,não deitava qualquer cheiro nem apresentava sinais de corrupção.Foi pois tido como advogado contra a peste,maleita que provocava exactamente uma decomposição rápida e um odor horrível.Os artilheiros de Lisboa ergueram então na Mouraria igrejinha em honra de S.Sebastião pedindo-lhe que os protege-se contra a peste.E em1596,o Arcebispo de Lisboa D.Manuel de Castro,mandou que a igrejinha passasse a ser paroquial;passou assim a existir a freguesia de S.Sebastião da Mouraria, curiosamente desanexada da de Santa Justa -para onde,veio parar outra vez.Mas,50 anos depois,a sede da freguesia foi mudada para a igreja do Socorro,a tal que iremos falar numa próxima ocasião,(breve penso eu),e que em tempos se erguia, onde hoje confluem as ruas da Palma,de São Lázaro e de José António Serrano,sensivelmente no sítio onde está agora um outro centro comercial.A actual igrejinha da Saúde continuava,porém, a ter a invocação de São Sebastião,embora já sem as honras de paroquial.

 

"Há festa na Mouraria,É dia da procissão,Da Senhora da Saúde..."


Continua no próximo post com:

A vinda da Imagem;-O seu interior;-A procissão ;

-As Forças Armadas;-Poder central e local.

http://delisboaoesporao.blogspot.com/

publicado por penedo às 16:12

link do post | comentar | favorito
|

"A Comarca de Arganil"

Criada Fundação "A Comarca de Arganil"

A extinta “A Comarca de Arganil” poderá voltar a laborar, com o impulso de uma comissão organizadora que pretende alcançar esse objectivo através da constituição de uma Fundação, dotada de órgãos estatutários e completamente independentes. O anúncio foi feito na última assembleia-geral da Santa Casa da Misericórdia de Arganil que funcionará como a «fiel depositária de donativos» e oferecerá as instalações da futura Academia Condessa das Canas para o jornal laborar.

Para que isso seja possível, é necessário comprar o título daquela empresa que abriu falência, orçado em 35 mil euros e que irá a licitação muito em breve. E para o efeito serão endereçadas cartas, subscritas pelo provedor José Dias Coimbra, a «uma ou duas centenas de pessoas que estejam interessadas em subscrever um valor de 500 e 1000 euros», encontrando-se actualmente já subscritos 5000 euros.

Refira-se que a comissão organizadora que pretende criar a Fundação A Comarca de Arganil é constituída por José Dias Coimbra, pelo presidente da mesa da assembleia-geral, presidente do conselho fiscal e tesoureiro da Santa Casa da Misericórdia de Arganil e ainda por António Carvalhais da Costa, António Lopes Machado, Carlos Andrade, Mário Vale, Nuno Gomes, Nuno Mata e Pedro Pereira Alves. Após a compra do título, será nomeado um conselho de administração para gerir e governar a «futura entidade». Até porque, segundo Dias Coimbra, a Santa Casa da Misericórdia de Arganil, «não tem interesse nenhum nisto», sustentando que o único motivo que o leva a interessar-se por reabilitar a antiga Comarca de Arganil «é a memória de um grande homem arganilense, João Castanheira, que me ensinou que amava a terra e que deu a vida pela Comarca».

As autarquias da Beira Serra – Arganil, Tábua, Oliveira do Hospital, Góis e Pampilhosa da Serra – também foram auscultadas no sentido de darem o seu apoio, no entanto, segundo o presidente da Câmara de Arganil, numa fase inicial «as cinco câmaras acordaram que não iriam estar envolvidas no projecto, mas depois ajudam de forma a que o jornal possa arrancar com força e vitalidade».

2009 foi ano de crescimento e expansão

A assembleia-geral da Santa Casa da Misericórdia de Arganil aprovou ainda, por unanimidade, o relatório de actividades e contas referentes a 2009. Um ano que, segundo José Dias Coimbra, «ficou marcado pela concretização do objectivo de prolongamento por mais 12 meses do projecto inscrito na medida 1 – PROGRIDE e designado “Revitalizar um Território Rural”, transitando o seu terminus para Julho de 2010, facto que teve um impacto positivo significativo na acção da instituição».

O ano passado, sublinhou ainda o provedor, caracterizou-se também pelo «relançar da Santa Casa num novo período de crescimento e expansão, através da apresentação de um leque alargado de novas iniciativas e projectos, nomeadamente no campo da saúde e da intervenção comunitária». De entre os diversos projectos concretizados, destaque para o início dos trabalhos integrados na candidatura aprovada no ano de 2008 e referente ao programa MASES, Medida de Apoio e Segurança dos Equipamentos Sociais, em que foram lançados dois concursos destinados à realização de obras inerentes às áreas de apoio e serviços do lar. Já através do Programa Operacional Regional Mais Centro, foi efectuado um investimento de quase 270 mil euros para manutenção, preservação e requalificação da Mata da Misericórdia. Por outro lado, após a apresentação de uma candidatura ao PRODER, para remodelação da antiga escola do Paço, «cada vez mais ganha forma a futura Academia Condessa das Canas».

A referida candidatura foi formalizada junto da ADIBER e reuniu um vasto leque de entidades parceiras, apresentando um valor de investimento de 200 mil euros

.
in Diário de Coimbra,

3 de Abril de 2010

publicado por penedo às 16:07

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

Páscoa

tags:
publicado por penedo às 11:19

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Comendadores de Góis

. Comendadores de Góis em L...

. Comendadores de Góis

. GASTRONOMIA E AS GAMELINH...

. ...

. ll jantar solidário em Gó...

. CASA do CONCELHO de GÓIS ...

. Esporão

. II Noite Musical Solidár...

. II Jantar Solidário da Ca...

.links

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO