Quarta-feira, 30 de Junho de 2010

Não rarefeito da eliminação

Saem as glórias atrás
De um pretérito inacabado
Por não ter sido conjugado

No meio vão as virtudes
Cabisbaixo no semblante
Depois da peleja possante

Mas que situação macabra
Ousadia da nova táctica
Com movimentação estática

O mestre não foi capaz
Pelo plano estruturado
Ter sido mal interpretado

Continuam as vicissitudes
Pela atitude inoperante
Que não permitiu ir por diante

Receio que defesa não abra
Sem aquela jogada mágica
Tem simples avaliação trágica

Não passa de jogo de bola
Apesar da contestação
Alguém não está bom da tola
E alterou a concentração
Perdemos de modo artola
Que nos sirva de lição


António MR Martins

2010.06.29

 

in facebook

publicado por penedo às 00:11

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

ESPORÃO

ANTIGO ARRAIAL DE SANTO ANTÓNIO DO ESPORÃO DE GOES 2010








Lá foi mais um Arraial. E aqui ficam as fotos que já dão uma ideia. São fotos do Fernando Bandeira, mas brevemente iremos colocar mais.




A familia Batista é sempre aquela máquina, uma familia de artistas.


http://terrasdoesporao.blogspot.com/

tags:
publicado por penedo às 00:55

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Junho de 2010

Amiosinho

Programa da Festa

 

 

Festa de Verão, 16, 17 e 18 Julho de 2010


Sexta feira, 16


Inicio dos festejos pelas 13 Horas com a abertura do Bar

e música de aparelhagem sonora


Sabádo 17


10:00 Horas: Abertura do Bar e musica de aparelhagem sonora
16:00 Horas: Missa a realizar pelo Pároco da Freguesia de Alvares
17:00 Horas: O já tradicional Porco assado no espeto
21:30 Horas: Actuação do Organista RUI MIGUEL


Domingo 18


10:00 Horas: Abertura do Bar e musica de aparelhagem sonora
14:30 Horas: Torneio de cartas (Sueca), com prémios até ao 3º Lugar

 

amiosinho.blogspot.com

 

publicado por penedo às 23:40

link do post | comentar | favorito
|

A Serra e a Cidade


Recebemos em nossa casa o livro ''A Serra e a Cidade" que aborda, em toda a sua dimensão, o nosso regionalismo, como até hoje ainda não tínhamos visto assim condensado e agrupado em todas as vertentes físicas e humanas. Trata-se duma obra ricamente documentada e sabiamente ao desenvolvimento do tema, com a acuidade e esmero próprios de quem admira, preza e ausculta o pulsar da gente beirã.

Não sendo de origem beirã, a autora da obra, Prof." Maria Beatriz Rocha-Trindade, consegue, neste trabalho, desbravar veredas e ir ao âmago da nossa alma com toda a naturalidade, tornando visível a força do ideal que nos move, que nos motiva e empolga, revelando-nos através de pequenos e simbólicos marcos, como se de grandes obras se tratasse, dum povo de grande ânimo e de sentimentos arreigados. Nas últimas décadas, ninguém foi tão longe e aprofundou tanto -as nossas raízes, nem avaliou com tanta verdade este nosso regionalismo que se ergue do fundo da alma envolto de sentimentos. Quem mais sentiu e esclareceu esta nossa rara particularidade?

Estamos a falar dum livro de grande qualidade, bem organizado, onde se vê reflectido todo o espaço da Beira-Serra (Concelhos de Arganil, Góis e Pampilhosa da Serra), região onde desabrochou o movimento e o conceito do Regionalismo "que nada tem a ver com a criação de Regiões Administrativas, ou com a organização dos poderes do Estado [ ... ]. É um sentimento que resulta da iniciativa civil. Dito de outro modo: o Regionalismo não depende de Governos, de decisões legislativas ou referendos; depende apenas dos sentimentos das pessoas que o sentem, o defendem e o praticam". Assim se lê nas pags. 67 a 68.
Nós, que o vivemos por dentro, não transmitiríamos melhor, nem com tanta autenticidade este sentimento que nos acompanha e nos faz sentir próximos desta verdade que é só nossa, mas que a Prof. Maria Beatriz Rocha-Trindade explana deste modo: "Diz-se que os portugueses inventaram a palavra saudade para traduzirem esse sentimento de ligação nostálgica àquilo e àqueles que ficaram longe, mas não esquecidos."

"Muitos e variados podem ser os objectos que lhes servem como peças evocadoras daquelas origens: a assinatura do jornal regional ou local [ ... ] o quadro mural com fotografias da paisagem [ ... ] da ponte ou da casa são utilizados como decoração. Todos estes objectos ou menções especiais são memórias de saudade, são afirmações duma pertença bem viva e presente de quem quer reclamar as suas próprias origens. Encontramo-las nas casas dos residentes em Lisboa (muito mais do que nas residências da Serra, pois que não há saudade sem ausência).
[ ... ] São, talvez, gritos de amor à terra onde se nasceu." Aqui está parte daquilo que se pode ler na pag.113.

Por entre os vários títulos e sub-títulos que o livro contém, alguns deles bem sugestivos e interessantes tais como: "o associativismo regionalista": "os eventos regionais"; "pontes de solidariedade"; "construção da notoriedade"; fomos encontrar com todo espanto o que procurávamos: "o futuro do regionalismo: Por este caminho quisemos seguir em busca de eventuais pontos de vista convergentes com os da própria autora. Tantos foram os alvitres, as sugestões e os apelos que temos deixado escarrapachados neste jornal para que se encontre um novo caminho que nos conduza a outro tipo de relacionamento com o Poder Local e modo de actuar dentro do próprio regionalismo, até que encontrámos o seguinte:

"O Movimento Regionalista será, indubitavelmente, um dos interlocutores privilegiados da estrutura do governo regional a criar' eventualmente, a par das autarquias envolvidas. Beneficiando do empenhamento dos seus membros, do seu conhecimento das realidades e da representatividade dos seus membros que lhes é unanimemente reconhecida [ ... ] Significa isto que o alvo genérico e os objectivos do Movimento Regionalista deverão transferir-se do nível dos interesses locais e da dimensão algo restrita destes, pag.133. [ ... ] Os Regionalistas da Serra construíram e deram à luz uma forma modelar de iniciativa da sociedade civil, sem por isso menosprezar o poder do Estado: não são súbditos ou servos - são parceiros de direito pleno pag.138."
Com este estudo e desenvolvimento, o Poder Local da região não pode ficar indiferente, nem as colectividades poderão ficar alheias.
Adriano Pacheco

publicado por penedo às 23:12

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 22 de Junho de 2010

À volta dos Penedos .... Cerdeira


No próximo dia 27, domingo, pelas 11:30h, será celebrada uma missa de 10 anos por alma de Manuel Braz Simões, na Igreja Matriz de Góis.
De seguida haverá uma romagem à sua campa no cemitério de Góis, onde será colocado um ramo de flores. Dado o passado Regionalista daquele que foi o fundador e Presidente durante muitos anos da nossa Comissão de Melhoramentos, estamos certos que a divulgação desta notícia será importante para conhecimento de tantos e bons regionalistas que conheceram e conviveram com Manuel Braz Simões.
Américo Simões, Presidente da Assembleia-geral
in Jornal de Arganil,17/06/2010

tags:
publicado por penedo às 00:07

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Junho de 2010

Sto Antonio da Neve 2010

publicado por penedo às 00:00

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

Góis - Maria Beatriz Rocha-Trindade exalta o regionalismo


A Serra e a Cidade – O Triângulo Dourado do Regionalismo, com fotografia de Jorge Barros foi o livro apresentado em Góis, no Dias de Portugal.

DSC_0026.JPG

O encanto do regionalismo começou quando, há muitos anos atrás, alguém lhe mostrou o poder da migração interna e a levou a conhecer três concelhos da Beira Serra: Góis, Arganil e Tábua. Neste triângulo dourado, onde o regionalismo é vida, Maria Beatriz Rocha-Trindade, professora, investigadora e escritora, encontrou uma nova família e o sentido de solidariedade. Entre almoços de domingos e encontros em festividades, começou-se a desenhar a vontade de escrever sobre um movimento de entrega e conquistas, explanado no livro que apresentou no dia 10, na Biblioteca Municipal António Francisco Barata, «A Serra e a Cidade – O Triângulo Dourado do Regionalismo», com fotografia de Jorge Barros. A obra é um tributo aos homens e mulheres que empenharam-se por melhores condições de vida nas suas aldeias. Conta, portanto, o papel que o regionalismo teve em muitos lugares da Serra, fomentado por naturais que estavam ausentes na cidade, mas que sempre estiveram presentes no seu torrão natal. Entre episódios narrados, a autora escreve sobre “rituais extraordinários” do movimento e de como este esteve de mãos dadas com o poder político. Através do título e o índice do livro, o autora indica, precisamente, a ligação do mundo rural com o mundo urbano, onde demonstra a “beleza” da Serra, a migração da Serra para a Cidade e o sentimento de pertença em torno do regionalismo.

Certa de que o movimento“não morreu e não vai morrer”, Maria Beatriz Rocha-Trindade alerta, porém, para a necessidade de se encontrar um novo alento para o movimento, bem como a participação de mais joven s

Com a apresentação do livro nas Comemorações Municipais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas,a autarquia de Góis pretendeu homenagear todos quantos se dedicaram e dedicam à causa regionalista. Daí o convite a alguém que, não tendo “nada a ver com a Beira-Serra”, dedica-se mais a ele que “muitos goienses”, através da sua presença em convívios na Casa do Concelho, conforme vincou a presidente da Câmara Municipal, Lurdes Castanheira. Elogiosa do movimento, falou dos regionalistas como fiéis acompanhantes do trabalho do poder local e do desenvolvimento das suas terras, bem como da obra que o retrata com exactidão. “Não esquece todos os trabalhos de ilustres goienses e outros que fizeram trabalhos notáveis. Ficam para a história”, disse, referindo-se ao livro como uma obra de “qualidade que há muito não via”.



Por: Jornal de Arganil - Diana Duarte
publicado por penedo às 23:57

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 15 de Junho de 2010

"ENCONTRO DE BLOGGERS"



No dia 10 de Junho, dia de Portugal, estive presente no 1.º encontro de bloggers na linda cidade de Trancoso e no lançamento do livro "Aldeias Históricas de Portugal - Guia Turístico" editado pela empresa "Olho de Turista

O evento iniciou-se pelas 10 da manhã no Centro Cultural de Trancoso, onde fui recebida pela simpática Helena e Tiago, que fazem parte da equipa organizadora do evento e colaboradores da empresa "Olho de Turista”, mais tarde pelos não menos simpáticos Susana Falhas e o Sr. Serafim Faro e sócio da empresa, marido da Susana e autora do livro "Aldeias Históricas de Portugal - Guia Turístico"


Além de outras personalidades, tive a honra de ser uma das oradoras com o tema "Cortecega -Aldeia em Movimento” divulgando um pouco da minha aldeia e do meu concelho – Góis .

Da sua cultura, tradições e das suas gentes simples mas humildes, sempre prontos a receber bem quem nos visita.

Para além de mim com o blog Notícias da minha Terra - Cortecega (http://cortecega-eugeniasantacruz.blogspot.com/ foram oradores Luís Silva do blog Oceano das Palavras (http://fotosdoc4.blogspot.com/), António Galante, representante da vila de Idanha-a-Nova, Sr. José Carlos e Paulo Leitão do famoso blog do Sabugal, Capeia Arraiana(http://capeiaarraiana.wordpress.com/), Acácio Moreira, do conhecido blog A minha Aldeia - Carvalhal do Sapo (Carvalhal do Sapo), apresentando a sua querida aldeia, o Concelho de Góis e o nosso maravilhoso Vale do Ceira.

Não posso deixar de falar e agradecer aos amigos que me acompanharam, o meu marido e filhas, Celeste Santos, Dina Neves, Dalila Neves, Gonçalo Santa Cruz e Rafaela Neves.


Momento em, que os Bloggers apresentavam as suas aldeias e concelho.



A meio da manhã fomos para a primeira degustação do dia, onde tivemos a oportunidade de provar as iguarias de Trancoso, e alguns petiscos regionais: queijos, pão caseiro, doces...e claro, as famosas Sardinhas Doces de Trancoso.


No final dos trabalhos seguimos então para o almoço no Hotel Turismo de Trancoso, juntando-se a nós bloguistas e o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Trancoso, Exmo. Sr. Dr. Júlio Sarment, onde foi servido um delicioso almoço.


Pelas 16 horas outro momento alto do dia, o tão ansioso e desejado lançamento do livro "Aldeias Históricas de Portugal - Guia Turístico" da autoria da Dr.ª Susana Falhas e sua equipa a quem agradeceu toda a ajuda e colaboração. Com o auditório cheio, a apresentação do livro decorreu no Convento de São Francisco – Teatro Municipal, onde tivemos o pervilégio de apreciar uma exposição ali presente, tendo as primeiras palavras sido proferidas pelo Sr. Presidente da Câmara que agradeceu o facto de Trancoso ter sido a localidade escolhida para lançar o livro das 12 aldeias históricas de Portugal, uma iniciativa de grande importância não só pelo que representa e pela qualidade do livro mas também por ter sido apresentado no dia 10 de Junho, Dia de Portugal.

Após as palavras do Sr. Presidente coube à autora do livro a explicação e no final Serafim Faro, marido da autora complementou o lançamento do livro com outros dados relevantes complementados com a apresentação do novo site da empresa Olho de Turista onde o leitor através da internet pode encomendar o livro e ter acesso a informações sobre gastronomia, locais onde ficar, actividades, conjuntos hoteleiros e de turismo rural na nossa região.



A meio da tarde seguiu-se o lanche, outra maravilhosa degustação, com vários doces e iguarias desta região.

Seguiu-se um momento, para mim não menos importante, um passeio pela parte histórica da cidade, subir ao Castelo e poder apreciar a bela paisagem que nos é dada ver, é simplesmente lindo....
Da minha parte agradeço o convite para ser oradora no encontro de bloggers e agradeço o dia magnifico, que proporcionaram a mim, à minha família e amigos que me acompanharam. Penso que o Concelho de Góis esteve muito bem representado por mim e pelo Sr. Acácio Moreira, pelo menos tudo fizemos para representar bem as nossas aldeias, Cortecega e Carvalhal do Sapo – Concelho de Góis.

A todos muito obrigado por darem a conhecer o que vão fazendo pelas vossas aldeias e pelos vossos Concelhos , aproveito para deixar um convite, visitem a minha linda aldeia Cortecega e o meu concelho.
À empresa Olho de Turista desejo as maiores felicidades e muitos sucessos.

http://cortecega-eugeniasantacruz.blogspot.com/

tags:
publicado por penedo às 02:01

link do post | comentar | favorito
|

Junta de Freguesia do Colmeal

Passeio a Fátima promovido pela Junta de Freguesia do Colmeal



No dia 29 de Maio, a Junta de Freguesia do Colmeal, promoveu um passeio a Fátima, sendo a maioria dos participantes idosos.
O passeio contou com 55 pessoas, que encheram o autocarro disponibilizado pela Câmara Municipal de Góis.
A viagem contou com uma paragem para o pequeno-almoço, no Manjar do Marquês, que permitiu aos participantes descansar um pouco.



Ao chegar a Fátima, os excursionistas dirigiram-se para o Santuário e puderam assistir à celebração da Santa Missa, às 11 horas, na Igreja da Santíssima Trindade.
Algumas pessoas, ainda visitaram todo o recinto do Santuário.
Seguiu-se o almoço na Casa das Irmãs Dominicanas, localizado em Fátima, que muito agradou a todos os participantes.
Ao final do almoço, encaminharam-se para Miranda do Corvo, para uma visita à Quinta da Paiva, um parque biológico da Serra da Lousã, resultante de uma parceria entre a Associação para o Desenvolvimento e Formação Profissional de Miranda do Corvo e o Município.



Na referida quinta, puderam visitar a Quinta Pedagógica, com animais domésticos de raça Portuguesa, plantas vulgares na actividade agrícola, o labirinto de árvores de fruta e o Zoo e vida selvagem, onde observaram: cágado-mediterrânico, cão Rafeiro Alentejano, cão Serra da Estrela, coelho-bravo, corvo, esquilo, furão, gamo, garrano, ginete, javali, lebre, milhafre, muflão, pato-real, perdiz, rã-comum, raposa, rato, rola, sacarrabos, veado, lama, entre outros.
Desfrutaram ainda do Museu de Miranda, com as oficinas de artesanato, olaria de barro vermelho, tapeçaria regional, cestaria e mobiliário de vime.
O referido museu é um “museu vivo” garantido por artesãos, portadores de deficiência ou doença mental.
A chegada ao Colmeal, fez-se por volta das 20h.00m. e era visível a satisfação de todos os participantes na actividade.
A Junta de Freguesia do Colmeal, tendo em conta o sucesso desta iniciativa, pretende realizar outras de carácter semelhante, de modo a promover o convívio e o bem-estar da população residente na Freguesia.

Fotos de Catarina Domingos

http://upfc-colmeal-gois.blogspot.com/

publicado por penedo às 01:20

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 8 de Junho de 2010

Sto Antonio da Neve 13 de Junho 2010

 

 

 

 

 

 

Penedos de Gois , vistos do Sto Antonio da Neve
NÂO  FALTE, e já agora  visites os Penedos e as aldeias circundantes
Freguesia do Coentral, Concelho de Castanheira de Pera.
Serra da Lousã - Centro de Portugal

São actualmente três os poços do antigo real neveiro, de onde saía gelo para a corte, em Lisboa.
Dada a sua raridade foram classificados imóveis de interesse público pelo decreto I/86, de 3 de Janeiro.
Estes três poços tem o seu interior redondo, sendo que dois são octogonais no exterior e um é circular.
Estão cobertos por abóbadas de pedra em forma de sino achatado, tendo sido construídos com a pedra negra da região.
A porta é estreita, virada para nascente, para evitar que, quando o sol é mais forte, possa entrar pela estreita porta e derreter
a neve ali guardada.
Os homens desciam ao fundo destes poços, usando escadas de mão, feitas em madeira. A neve conservava-se nestes reservatórios até ao verão.
A neve era levada para Lisboa, no verão, cortada em blocos, cuidadosamente envolvidos em palha, fetos, mesmo em serapilheiras ou, ainda, metidos em caixotes.
O transporte era feito, numa primeira etapa, em carros de bois.
Este transporte de neve era assistido por protecções legais, como as que abrigavam os povos dos múltiplos lugarejos encontrados pelo caminho a repararem ou substituírem, com rapidez, as carroças danificadas. Do mesmo modo eram facilitadas as passagens de neve pelas portagens ao tempo existentes.

No Antigo Cabeço do Pereiro ergue-se também uma capela (ao fundo na foto) em honra de Santo António e porque foi mandada construir por Julião Pereira de Castro, neveiro-mor da casa Real, passou o local a designar-se por Santo António da Neve. Esta capela tem a seguinte inscrição: "Esta capela do glorioso Santo António de Lisboa a mandou fazer Julião Pereira de Castro reposteiro do nosso reino da câmara de Sua Majestade e neveiro de sua Real Casa em terra sua ano 1786".
O  Santo António (13 de Junho), é celebrada uma Missa com procissão e uma feira no topo da Serra, celebremente conhecido por St. António da Neve
publicado por penedo às 21:39

link do post | comentar | favorito
|

Saúde do Concelho de Góis na Casa Regional


Tem de haver um olhar diferente para os concelhos e freguesias do interior

Saúde do Concelho de Góis na Casa Regional

Intervenções de profissionais e da Presidente da Câmara

 





A Casa estava razoavelmente cheia, apesar de àquela mesma hora, ali ao lado, no Marquês de Pombal e Avenida da Liberdade, uma multidão de muitos milhares de pessoas se preparassem para a manifestação organizada pela C.G.T.P

António Machado Lopes

A Casa do Concelho de Góis, através do seu Conselho Regional, ocupou-se no passado sábado do "estado da saúde no concelho", convidando pessoas conhecedoras do assunto, como o Dr. Figueiredo Fernandes, presidente do Conselho Clínico do Agrupamento de Centro de Saúde do Pinhal Interior Norte (Lousã); Dr. Avelino Pedroso, vogal do mesmo Conselho Clínico; Dr. Manuel Gama, clínico geral no sector privado no Concelho de Góis; e a Drª Maria de Lurdes Castanheira, presidente da Câmara Municipal de Góis.

A Casa estava razoavelmente cheia, apesar de àquela mesma hora, ali ao lado, no Marquês de Pombal e Avenida da Liberdade, uma multidão de muitos milhares de pessoas se preparassem para a manifestação organizada pela C.G.T.P contra as políticas do governo, designadamente subida de impostos. Mas os regionalistas interessam-se sobretudo por aquilo que às suas terras diz respeito e pela assistência à saúde nessa região do interior do País, que sempre foi uma preocupação dos rurais.

Constituída a mesa pelos referidos convidados e ainda pelo vice-presidente do Conselho Regional, Dr. Fernando Cunha, o presidente do mesmo Conselho Regional da Casa, Dr. Luís Martins, saudou e agradeceu a presença de convidados e explicou as razões e oportunidade
daquele encontro e aquilo que lhe estava inerente.

Interveio em primeiro lugar, o Dr. Figueiredo Fernandes, que começou por agradecer a presença da presidente da Câmara de Góis, cuja colaboração é muito importante para os profissionais de saúde. Analisou a importância do médico de família (ter um médico desde que se nasce até que se morre), e fez uma análise o mais completa possível sobre
a saúde e a medicina na área do Pinhal Interior Norte, que abrange oito Concelhos da Beira Serra, em que estão incluídos os da nossa antiga comarca. Enalteceu o que se tem conseguido após o 25 de Abril na área do serviço nacional de família com a participação do poder local.

O Dr. Avelino Pedroso, vice-presidente da Câmara de Arganil, ocupou-se de aspectos sociais e administrativos naquela área dos 8 concelhos, citando números e percentagens, salientando a baixa percentagem de natalidade que se tem verificado e um grande índice de envelhecimento que exige acrescidos cuidados de saúde. Citou diversos indicadores de saúde e recordou os avanços que se tem conseguido ao evitar mais mortalidade infantil, havendo todavia um longo caminho a percorrer no que se refere ao tratamento e utilização de esgotos e também no abastecimento de água. Citou números de - profissionais de saúde e unidades de internamento. De seguida interveio o Dr. Manuel Gama, que sublinhou que a medicina particular, que tem exercido nos concelhos de Góis e de Arganil, ainda é cara para os utentes que têm de pagar os exames necessários, acrescentando que nos devemos voltar mais para a acção da saúde preventiva.

A presidente da Câmara Municipal de Góis, Dr.ª Maria de Lurdes Castanheira, felicitou o Conselho Regional da Casa de Góis por esta iniciativa e saudou os presentes, designadamente os representantes das colectividades regionalistas, sempre interessados pelas coisas das suas terras e especialmente no que se refere à assistência na saúde. Enalteceu as intervenções dos médicos intervenientes e salientou o facto de termos em Góis, o Dr. Manuel Gama como médico residente.


Afirmou que a Câmara está sempre preocupada com a assistência à saúde no Concelho, aludindo à situação na área de cada uma das cinco freguesias.

O Dr. Figueiredo Fernandes manifestou a sua simpatia pela acção da presidente da Câmara de Góis e pelas palavras dirigidas ao Dr. Manuel Gama. Realçando os riscos e urgência quando se trata, por exemplo, de um A.V.C, e da importância que nisso têm as acessibilidades, citando a reconstrução da estrada 342, que é para nós mais urgente que o TGV". Concluiu apontando o avanço que se tem conseguido na diminuição das taxas de mortalidade infantil, assim como na mortalidade materna.

O Dr. Fernando Cunha, farmacêutico, fez algumas oportunas considerações sobre medicamentos, que também irão ficar mais caros com a subida dos impostos.

O tema mereceu o maior interesse dos presentes, havendo um período de perguntas, designadamente por parte do Dr. Álvaro Henriques de Almeida (Mega Cimeira), João Reis (Cortes) e Victor Marques (AIvares), a freguesia mais distante de Góis e muito ligada a Pedrogão Grande, e ainda de Victor Manuel Nogueira Dias (Vító)." que respondeu o Dr. Figueiredo Fernandes.

O presidente da direcção da Casa de Góis, José Dias, agradeceu por fim aos intervenientes neste debate, que despertou muito interesse e convidou-os para um beberete no Bar da Casa
.

 

in Jornal de Arganil, 3/06/2010

publicado por penedo às 21:36

link do post | comentar | favorito
|

MUNICÍPIO DE GÓIS / COMISSÕES ....CRIAÇÃO DE ENDEREÇO ELECTRÓNICO -

 

A senhora Presidente da Câmara informou que o Município de Góis criou um
endereço electrónico destinado a melhorar a comunicação com as Comissões
de Melhoramentos e outras colectividades , o qual foi apresentado em sessão
pública, no dia 24.04.2010 organizada pela Casa do Concelho de Góis. Mais
informou, que esta proposta foi acolhida favoravelmente e pretende agilizar as
respostas às diversas solicitações. Informou ainda, que este trabalho foi criado
pelo Gabinete de Informática da Câmara Municipal sendo o

 

E-mail:   regionalismo@cm-gois.pt, o qual está activo desde o dia 14.04.2010

 

in

 

Acta da reunião de 11 de Maio de 2010

publicado por penedo às 21:35

link do post | comentar | favorito
|

ADIBER está a renovar a sua página na Internet

 

Na próxima quinta-feira, dia 10 de Junho, estará online o novo site da ADIBER. Segundo um comunicado enviado ao RCA NOTICIAS, a renovação da página da ADIBER na Internet, “para além de construir uma aposta na modernidade, pretende melhorar e facilitar a interacção das populações locais com os maiores volumes de informação, bem como aumentar a visibilidade da Região da Beira Serra e garantir a proximidade entre os que aqui se fixaram ou que se pretendem instalar”. “Este é também um veículo de promoção da coesão social e de inclusão das populações que se encontram em isolamento geográfico”, refere o comunicado, onde se informa que a ADIBER estará mais acessível e mais próxima em www.adiber.pt.

in

www.rcarganil.com

tags:
publicado por penedo às 21:34

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

PENA e o seu Mercado.....

 

 

Um evento a repetir, e se possivel  com mais divulgação,

 

para o ano lá  estarei

 

tags: ,
publicado por penedo às 21:37

link do post | comentar | favorito
|

Tributo ao Regionalismo - 10 de Junho


http://3.bp.blogspot.com/_LHOPdPOJS_g/S9mCK4gYcII/AAAAAAAAAXY/Xttsvpf1ATs/s1600/gois_logo.jpg


O Município de Góis exorta todas as Colectividades e Munícipes a participarem na apresentação do livro

"A Serra e a Cidade - O Triângulo Dourado do Regionalismo", com a presença da autora, a Professora Doutora Maria

Beatriz Rocha-Trindade e da Âncora Editora, a qual terá lugar no Auditório da Biblioteca Municipal de Góis "António

Francisco Barata", pelas 10.00 horas


Gabinete de Imprensa CMG

publicado por penedo às 20:46

link do post | comentar | favorito
|

Movimento Regionalista.


Os Municípios não podem ignorar estudos que, como o da
investigadora, ensaísta e professora Maria Beatriz Rocha-Trindade dignificam o Movimento Regionalista.



Chegou “o estudo que faltava”, dissemos no prefácio de A Serra e a Cidade, mas os municípios de Arganil, Góis e Pampilhosa da Serra ainda não o leram com a devida atenção. E assim pode talvez explicar-se que só tardiamente costumamos reconhecer o valor intelectual e artístico de certas obras realizadas pelos autores da Beira-Serra.

Assim foi com Tomás Garcia Mascarenhas, que permaneceu inédito por largos anos embora estimado pelos seus conterrâneos avoenses: deixou-nos em 1656, mas o Viriato Trágico só foi editado em 1699 por devoção de Bento Madeyra de Castro, seu parente longínquo. Os anos tornaram esquecidos o autor e o poema, até que um e o outro foram redescobertos em 1846 por Albino d’Abranches Freire de Figueiredo, que por sua conta tou o livro, sob a forma tipografada à moderna. E sobreveio outro largo sono, até que somente em 1996 voltou o poema, agora fac-similado, com apresentação do ensaísta José V. de Pina Martins.

Não obstante, os estudos crítico-biográficos de Simões Dias, Visconde de Sanches de Frias, Teófilo Braga, António de Vasconcelos, Fidelino de Figueiredo (que o considerou entre os nossos maiores épicos, na linha de Camões) e de outros estudiosos obra de Brás Garcia Mascarenhas continua a ser ignorada pela maioria dos historiadores literários) e este desconhecimento omite o poeta do Alva das nossas antologias de divulgação e ensaio. A burrice não sabe que a Literatura Portuguesa se projecta além de Lisboa, Porto e Coimbra.

Com outros escritores válidos acontece a mesma coisa e os autores da Beira vivem isolados na Serra. E pior estariam se o silêncio não fosse quebrado por intelectuais da estirpe de Maria Beatriz Rocha-Trindade, que encontrou uma razão cultural para analisar o Movimento Regionalista, que rompeu a partir da década de 20 do século passado com o atraso material e social população da nossa Terra: “Como acontece na gênese de qualquer movimento de cariz associativo, tal como o que veio a ser caracterizado no Regionalismo das Gentes da Serra, a formação de uma estrutura sólida, regular e cristalina inicia-se em geral, com encontros recorrentes de ocorrência mais fluida e irregular que, por várias vezes repetido, se tornaram habituais”. Em conclusão, declara a socióloga que “os Regionalistas da Serra construíram e deram à luz uma forma modelar de iniciativa de sociedade civil, sem por isso menosprezar o poder do Estado: não são subditos ou servos - são parceiros de direito pleno.”

Ora, chegamos ao fim: os Municípios não podem ignorar estudos que, como o da investigadora, ensaísta e professora Maria Beatriz Rocha-Trindade dignificam o Movimento Regionalista que há perto de um século , com base nos arganilenses, goienses e pampilhosenses luta pela valorização material e cultural da Beira-Serra.


in Jornal de Arganil, 04/05/2010

publicado por penedo às 20:39

link do post | comentar | favorito
|

ANTIGO ARRAIAL DE SANTO ANTÓNIO DO ESPORÃO DE GOES

11 e 12 de Junho de 2010

tags:
publicado por penedo às 20:37

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Junho de 2010

PENA- GOIS





Domingo é "dia D" na aldeia da Pena, concelho de Góis. Isto porque ali se vai realizar um mercado tradicional das aldeias do xisto. O evento tem início marcado para as 10H00 e o encerramento previsto para as 16H30.
Em causa está um projecto desenvolvido por uma jovem, aluna do Curso de Animação Sócio- -Educativa da Escola Superior de Educação de Coimbra, ESEC, que actualmente está a realizar um estágio na Lousitânea, Liga dos Amigos da Serra da Lousã, instituição com sede na aldeia da Aigra Nova, no concelho de Góis.
"Evidenciar as potencialidades dos produtos locais destas aldeias é o objectivo que preside à realização deste evento. E o mercado tradicional promete ser isso mesmo, tradicional, típico e genuíno.
Assim, os responsáveis pela organização já fizeram as diligências e contactos. necessários e a aldeia do xisto da Pena vai afirmar-se como um espaço de encontro de um conjunto de outras aldeias, entre as quais, Aigra Nova e Aigra Velha, mas também a Comareira e a Ribeira, sem esquecer a Pena, claro está.
De acordo com a organização, que tem a chancela da Liga dos Amigos da Serra da Lousã, "os habitantes destas aldeias - cinco - serão os vendedores deste mercado tradicional" e à venda e também em exposição, vão estar os "produtos endógenos destas terras", adianta. Ou seja, trata-se de uma vivência que se pretende seja absolutamente real, com os protagonistas mais autênticos e os produtos mais genuínos.
O artesanato promete marcar presença, com destaque para os trabalhos elaborados a partir do xisto, a pedra que serviu para erguer casas e muros e hoje é, também, usada, para efectuar miniaturas que reproduzem essas mesmas habitações tradicionais, junte-se o mel, urna das produções mais emblemáticas daquela região, mas também um vasto conjunto de compotas. licores, biscoitos, entre outras especialidades locais.


in Diário de Coimbra,

1 de Junho de 2010


tags: ,
publicado por penedo às 00:14

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 1 de Junho de 2010

PIC-NIC aberto a todos os nossos amigos.

Estimado amigo da Malhada e Casais,

Chegou o magnífico mês de Junho, mês do Verão e de emoções, temperaturas altas, Mundial de Futebol, Santos Populares, exames escolares, casamentos...

É neste espírito que a nossa Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais está a preparar mais um encontro no próximo Domingo, 13 de Junho de 2010, no Parque Florestal do Monsanto em Lisboa, no tradicional Pic-Nic aberto a todos os nossos amigos.
A festa terá lugar na Cruz das Oliveiras, próximo do Quartel dos Bombeiros.


Ver mapa maior

À sua espera vamos ter muito boa disposição, ar puro, amigos de longa data, e ainda os grelhados no carvão, frangos, bifanas, sardinhas, saladas, caldo verde, caracóis e bebidas fresquíssimas.

Durante a tarde vamos também dar música, com a presença do músico Albano Gonçalves.

Para mais esclarecimentos contacte-nos para malhadaecasais@gmail.com ou telefone para:

  • Nuno Santos, 967 887 555 - 913 876 676
  • António Santos, 212 438 195
  • Jaime Santos, 212 105 271

Apareça a partir das 11h e traga um amigo,

Saudações Malhadenses!

IN

http://malhadaecasais.blogspot.com/

publicado por penedo às 23:55

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Comendadores de Góis

. Comendadores de Góis em L...

. Comendadores de Góis

. GASTRONOMIA E AS GAMELINH...

. ...

. ll jantar solidário em Gó...

. CASA do CONCELHO de GÓIS ...

. Esporão

. II Noite Musical Solidár...

. II Jantar Solidário da Ca...

.links

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO