Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Bolsa Turismo Lisboa

BEIRA SERRA promove-se na BTL

 

 foto de 2011

Face ao êxito alcançado com a participação de 2011, a ADIBER e os Municípios de Arganil, Góis, Oliveira do Hospital e Tábua irão novamente representar a Região da Beira Serra, num stand conjunto, na próxima edição da BTL – Feira Internacional de Turismo, que decorrerá de 29 de Fevereiro a 4 de Março, nos Pavilhões da FIL (Parque das Nações), em Lisboa. Aproximar o potencial turístico da Região da Beira Serra - natural, patrimonial, cultural, gastronómico - aos mercados e agentes do sector, na que é a mais importante Feira do sector no nosso País, é um dos principais objectivos desta presença, permitindo assim incentivar a atracção de novos turistas e visitantes, fundamentais ao desenvolvimento e crescimento deste
sector económico na nossa Região. No espaço Beira Serra serão destacados os principais factores que identificam e distinguem este Território, numa lógica de afirmação desta Região como destino turístico de qualidade, a qual passa por obter escala e dimensão a partir da promoção e divulgação das complementaridades que os vários Concelhos apresentam entre si, bem como na identificação de factores que contribuam para o aumento da competitividade das empresas e da qualificação dos empresários locais. Durante a BTL será conferido destaque à presença dos diversos agentes turísticos que desenvolvem a sua actividade nestes Concelhos, que terão oportunidade de efectuar novos negócios e diversificar os seus mercados
emissores, assim como serão promovidas a apresentadas as diversas iniciativas de animação que decorrerão nos vários Concelhos ao longo do ano, numa demonstração clara da capacidade empreendedora e do dinamismo característico das gentes da Beira Serra, que têm esperança num futuro mais promissor para este Território. Esta participação, que conta com o apoio do Subprograma 3 do PRODER, vem responder ao definido na Estratégia Local de Desenvolvimento para esta Região, que elegeu o Turismo como o sector de alavancagem para o seu desenvolvimento, a partir do qual será possível criar mais riqueza e novos empregos, essenciais para a fixação da população jovem. É com enorme satisfação que a ADIBER e os Municípios de Arganil, Góis, Oliveira do Hospital e Tábua estão disponíveis para receber e acolher todos quantos demonstrem interesse em visitar o espaço da BeiraSerra patente na BTL 2012.

 

in http://www.radioboanova.com/

publicado por penedo às 00:45

link do post | comentar | favorito
|

Casa do Concelho de Góis (I) – A essência do Regionalismo


  Fernando J. Bandeira da Cunha (Dr*)

O êxito que constituiu a presença (pela primeira vez) da Casa do Concelho de Góis, com stand próprio, na FACIG 2011 em Góis, teve também a virtude de concluirmos que várias gerações desconhecem a história do Regionalismo no Concelho de Góis e também as migrações que levaram á constituição da Casa do Concelho de Góis em Lisboa.
Antes da criação da Casa do Concelho no ano de 1954 já a história do Regionalismo Goiense se escrevia com a constituição de várias Comissões de Melhoramentos e nas dificuldades do fluxo migratório para Lisboa.
     A primeira Comissão de Melhoramentos de Góis fica para a história como sendo a Comissão de Melhoramentos de Roda Cimeira fundada em 1923, oficialmente constituída em 1928 como Sociedade de Melhoramentos de Roda Cimeira. Fruto das primeiras necessidades que conduziram ás migrações da população da freguesia de Alvares para Lisboa, mas também do apelo da terra de nascimento e do sonho da sua modernização. Homens e mulheres sentiram que se deveriam reunir e juntar esforços para que a sua terra tivesse para os que teimaram em ficar e para os que dela nunca se esqueceram, maior qualidade de habitabilidade numa zona de
pinhal interior onde as vias de comunicação eram o bem mais escasso, mas essencial para o comércio, cultura e modernidade.
A migração para Lisboa tem o seu inicio, se bem que incipiente nos finais dos anos 20 (Ditadura Militar), atingindo o seu pico nos anos 40 e 50, em pleno Estado Novo Salazarista, com o empobrecimento (a bem do País) e a ausência de expectativas das populações do pinhal interior, onde se situa Góis. Não é pois de estranhar a ânsia do Associativismo Regionalista, um arrojo para a época, só possível pela forma estatutária com que se objectivava a dedicação desta gente á sua terra de origem, motivo de sonhos, em transportar para ela vivências, qualidades e modos de vida que sentiram com a sua presença vivida e esforçada em Lisboa.
Se no inicio nada foi fácil, muitos vivendo colectivamente nas Casas de Malta e abraçando trabalhos ditos menores como, varredores (almeidas), engraxadores, barbeiros, estivadores, aguadeiros, limpa-chaminés e moços de esquina, após a fase de instalação e consolidação surge a preocupação académica como factor de acesso a uma vida melhor no comércio ou na pequena industria.
Foi assim que se constituíram pequenos e depois grandes empresários nos ramos de pastelaria, mercearia, drogaria, armazéns de géneros alimentares, actividade gráfica e mais tarde, restaurantes e cervejarias.
Homens de experiência feitos muitos ficaram na capital outros mudaram-se para a “terra”, agora já com outros meios, conhecimentos e formação, montaram comércios e empresas que ainda hoje perduram em mãos familiares, ou não, de segunda ou terceiras gerações.
Se o fluxo de migração, teve origem na pobreza e na falta de expectativas de futuro, já a possibilidade do Associativismo Regionalista tem origem numa vida melhor e consolidada em Lisboa permitindo que o seu pensamento se virasse para as origens, na ânsia de contribuir para a sua modernização.
Nascem assim todos os anos Comissões de Melhoramentos constituídas por residentes locais e por goienses em Lisboa: Freguesia de Alvares: Sociedade de Melhoramentos de Roda Cimeira (1928), Sociedade de Melhoramentos de Amioso Cimeiro (1929), Comissão de Melhoramentos de Cortes (1930), Comissão de Melhoramentos de Relva da Mó (1933), Comissão de Melhoramentos de Roda Fundeira (1934), Comissão de Melhoramentos de Amioso Fundeiro e Lomba (1935), Liga de Melhoramentos de Chã de Alvares (1937), União Progressiva de Amioso do Senhor (1941), Comissão de Melhoramentos do Povo de Amieiros (1944), Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira (1946), Liga de Melhoramentos da Telhada (1946), Comissão de Melhoramentos de Alvares (1947), Comissão de Melhoramentos de Obrais (1950), Comissão de Melhoramentos de Simantorta (1950), Comissão de Melhoramentos de Algares (1951), Comissão de Melhoramentos de Amiosinho (1953) e Sociedade de Melhoramentos de Casal Novo (1953); Freguesia do Cadafaz: Liga de Melhoramentos da Freguesia de Cadafaz (1932) e Comissão de Melhoramentos da Cabreira (1953); Freguesia do Colmeal: União Progressiva da Freguesia do Colmeal (1931), Comissão de Melhoramentos de Ádela (1936), Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais (1953) e Comissão de Melhoramentos de Soito (1954); Freguesia de V.N. Ceira: Comissão de Lisboa de Propaganda e Melhoramentos em Vila Nova do Ceira (1931) e Freguesia de Góis: Sociedade de Iniciativas e Propaganda de Góis (1929), Associação de Melhoramentos e Assistência de Ponte do Sotam (1931) e  Liga de Melhoramentos da Folgosa (1950), Comissão de Melhoramentos de Cerdeira de Góis (1952), Comissão de Melhoramentos de Ribeira Cimeira e Fundeira (1952), Comissão de Melhoramentos de Ladeiras de Góis (1953), União Regionalista das Povoações do Sotam (1953) e Comissão de Melhoramentos de Piães (1954).
Surge assim em 1954 a necessidade de uma estrutura de apoio em Lisboa, concretizada na fundação da Casa do Concelho de Góis, que teve a sua primeira Assembleia Geral em 4 de Dezembro de 1954 de aprovação dos estatutos e corpos sociais. De imediato a Casa do Concelho de Góis em Lisboa, além de servir de espaço de convívio dos goienses residentes em Lisboa, torna-se espaço de apoio e de colaboração das Comissões de Melhoramentos, onde, por vezes pela noite dentro, se sonhava, se discutia e planeava formas de suprir carências com o objectivo de modernizar o Concelho de Góis.
Como o poder local, na época com escassos meios distribuídos pelo poder central e com pouco poder executivo, via no associativismo regionalista um importante apoio de ideias concretizadoras, fomenta o continuo aparecimento de Comissões de Melhoramentos que se foram multiplicando até aos nossos dias: Na Freguesia de Alvares: União Progressiva de Milreu e Povoações Limítrofes (1956), Comissão de Melhoramentos de Estevianas (1978), Comissão de Progresso Amigos da Coelhosa (1983) e Comissão Os Amigos de Fonte Limpa (1985); Freguesia de Cadafaz: Comissão de Melhoramentos de Candosa (1955), Grupo dos Amigos de Capelo (1960), União Recreativa do Cadafaz (1962), Grupo “A Bem da Sandinha” (1962), Liga dos Amigos de Mestras (1966), Comissão de Melhoramentos de Corterredor (1975) e Comissão de Melhoramentos e Preservação do Tarrastal (1999); Freguesia de Colmeal: Liga dos Amigos de Aldeia Velha e Casais (1964), União e Progresso do Carvalhal (1970), Grupo de Amigos do Sobral, Saião e Salgado (1977) e Associação Amigos do Açor( 2002) Freguesia de V. N. Ceira: Associação dos Amigos da Várzea Pequena (1978); Freguesia de Góis: Comissão de Melhoramentos do Esporão (1955), Comissão de Melhoramentos de Povorais (1956), Comissão de Melhoramentos do Vale Torto (1957), Liga dos Amigos de Bordeiro (1960), Comissão de Melhoramentos da Póvoa de Góis (1974), Comissão de Melhoramentos do Vale do Ceira-Costa de Góis (1979), Comissão de Melhoramentos das Luzendas e Casalinhos (1985), Comissão de Melhoramentos de Casêlhos e Portelas (1994), Associação de Moradores, Naturais, Descendentes e Amigos de Carcavelos (1995), Associação de Melhoramentos das Aigras, Comareira e Cerejeira
(1996), Associação de Melhoramentos de Vale de Godinho (1999), Comissão de Melhoramentos da Pena (2000), Associação Desportiva, Recreativa, Cultural, Juvenil e de Solidariedade Social dos Amigos de Vale de Moreiro e Manjão (2002) e a Associação dos Naturais e Amigos do Liboreiro (2003) que até hoje mantém o estatuto da mais recente Comissão de Melhoramentos do Concelho de Góis. Mais conhecida por ANALIB esta Comissão é a primeira do século XXI a fazer apelo no seu nome a todos os naturais do Liboreiro (independentemente da sua residência) e a todos os seus amigos.    
Estas últimas Comissões formadas no séculos XXI, nada têm a ver com os fluxos migratórios do passado mas sim pela possibilidade de obterem mais facilmente apoios financeiros para agregados populacionais onde faltem ainda estruturas básicas ou culturais para um mínimo de qualidade de vida.
Com as mudanças estruturais autárquicas que se avizinham, para concretização em 2012, com as fusões entre freguesias e o desaparecimento de algumas, contribuindo para um certo centralismo do poder autárquico a nível do Município, estamos em crer que as Comissões de Melhoramentos, titulares da consciência das suas populações, terão um amplo e importante papel no futuro na captação de fluxos financeiros para as suas populações.

(Fontes: “Memórias e Esperanças”, João Nogueira Ramos, 2004; Dez Reis de Gente, Adriano Pacheco, 2007; “sites”, Comissões de Melhoramentos)
                                                                                                                                                 
(*) Farmacêutico

publicado por penedo às 00:44

link do post | comentar | favorito
|

7 Maravilhas - Praias de Portugal---Gois

 

A Câmara Municipal de Góis candidatou formalmente a PRAIA DAS CANAVEIAS e a PRAIA DA PENEDA - PÊGO ESCURO às 7 Maravilhas - Praias de Portugal. A organização do evento, que conta com o apoio do Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, já oficializou estas nomeações.

 

 

No próximo dia 27 de fevereiro serão conhecidas as 70 praias pré-finalistas e, posteriormente, serão selecionadas as 21 finalistas, que poderão ser votadas entre os dias 7 de maio e 7 de setembro.

 

 

in  www.cm-gois.pt/

 

publicado por penedo às 00:43

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012

Á VOLTA DOS PENEDOS...CARNAVAL

publicado por penedo às 16:56

link do post | comentar | favorito
|

Carnaval por Gois


 


 

 


 

 

entrudo

 

 

 

 

 

 

publicado por penedo às 12:42

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Freguesia do Colmeal - Reforma da Administração Local

 

 

 

 

No passado sábado, dia 11 de Fevereiro, as colectividades regionalistas da freguesia do Colmeal responderam afirmativamente ao convite formulado pelo seu Presidente da Junta e comparecerem na Casa do Concelho de Góis para, em conjunto, se analisar a proposta de Reforma da Administração Local.
Carlos da Conceição de Jesus, presidente da Junta de Freguesia do Colmeal, acompanhado de José Brás Victor, secretário da mesma Junta e de Manuel Martins dos Santos, deputado na Assembleia Municipal de Góis, antes de iniciar a sua intervenção, propôs um minuto de silêncio em memória de Manuel Simões Júnior, grande regionalista e que havia falecido na véspera.
Foi pelo senhor presidente da Junta de Freguesia feita uma apresentação dos pontos mais importantes e também dos que mais polémica e preocupações poderão causar e que constam do denominado Documento Verde da Reforma da Administração Local.
Analisada igualmente a proposta de lei, que se encontra ainda em versão de trabalho, mas que é considerada mais gravosa que o referido documento verde.
Os dirigentes presentes, que representavam todas as associações regionalistas da freguesia, nas suas várias intervenções foram esclarecendo algumas situações e manifestaram a sua enorme preocupação quanto ao desfecho de todo este processo.
A solidariedade colectiva existe e é evidente na firme defesa da manutenção da nossa freguesia. Não só pela acção das colectividades regionalistas, mas também pelo trabalho já desenvolvido e a desenvolver pela Junta de Freguesia e pela Assembleia de Freguesia do Colmeal.
A união dos Colmealenses é fundamental em todo este processo.
A. Domingos Santos
Fotos de Francisco Silva
in
http://upfc-colmeal-gois.blogspot.com
publicado por penedo às 22:07

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012

Á Volta dos Penedos......Roda Fundeira.

Assembleia Geral 28 de Janeiro de 2012

 
Começo este post deixando o reconhecimento devido a quem se deslocou à Casa do Concelho de Góis para a Assembleia Geral
da Comissão de Melhoramentos de Roda Fundeira. O nosso muito obrigada pelo vosso sentido de cidadania.
Ao longo da reunião, foi apresentado resumidamente o trabalho desenvolvido ao longo do mandato da última Direcção,
desde o esforço por apostar nos "novos" meios de comunicação, à reunião de documentos oficiais sobre o património da
Comissão, dos eventos realizados ao longo dos dois anos, aos projectos de futuro. Foi dado grande realce ao
Complexo de Lazer da Foz Palheiros por ser o projecto que implica grande investimento quer financeiro,
quer emocional por parte dos rodafundeirenses, constatando-se que têm estado a aderir à campanha de angariação de fundos.
No entanto, a verba necessária é muito elevada, havendo a necessidade de se expandir as iniciativas.
O relatório e contas foram aprovados por unanimidade e foi eleita a única lista colocada a sufrágio, sendo os corpos sociais
 para o biénio 2012-2013:
 
ASSEMBLEIA GERAL 
 
Presidente: Fernando Saúl Rodrigues Neves
Vice-Presidente: José Carlos Lopes Coelho
Secretária: Cristina Isabel Henriques Coelho

DIRECÇÃO
Presidente: Rui Manuel Tomás Henriques Neves
Vice-Presidente: João Manuel Afonso da Silva
Secretário: Paulo Manuel Mateus Coelho
Tesoureiro: António Joaquim Coelho
1º Vogal: Ilda Maria Neves Barata
2º Vogal: Antero Lopes Fonseca
CONSELHO FISCAL
Presidente: José Carlos Mateus Coelho
1º Secretário: Rui Manuel Moreira Saraiva Farlens
2º Secretário: José Manuel Coelho Caetano

 


DELEGAÇÃO RODA FUNDEIRA

António Manuel Alves Lomba
Carlos Simões Lopes
Paulo Alexandre Mateus Silva
Apresentados os objectivos do seu trabalho, foi agradecida a confiança depositada e também anunciados os próximos passos. A meta é ambiciosa...mas a determinação é equivalente!
 
Foram ainda ouvidas palavras da Assembleia sobre outros assuntos como a Capela Velha ou a toponímia, foram relembrados os sócios que já não estão connosco e anunciada a renumeração dos ainda no activo.
 
Foi, de facto, uma reunião em que o trabalho esteve presente - o do passado, o de futuro, a vontade de o fazer e o apoio dos sócios. Afinal os Rodafundeirenses sempre se uniram para o bem da sua aldeia...
 
Um abraço.
publicado por penedo às 19:09

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2012

Malhada e Casais

 

 

 

Assembleia Geral 2012

Já se iniciou o ano novo, e de acordo com os nossos estatutos é altura de apresentar aos associados
 
da Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais (CMMC) o balanço da actividade de 2011.
A Assembleia Geral de 2012 realiza-se a 26 de Fevereiro, Domingo, na Casa do Concelho de Góis em Lisboa,
 
na Rua de Santa Marta, 47 R/C Direito. A partir das 15h, a ordem de trabalhos é a seguinte:
1º - Apreciação e votação do Relatório, Contas e parecer do Concelho Fiscal
 
2º - Eleição dos corpos gerentes da CMMC para 2012
 
3º - Análise e discussão de assuntos de carácter associativo ou regionalista
Apareça e contribua também para o futuro das nossas aldeias.
Conhece alguém que pretenda associar-se à nossa colectividade?!
 
Preencha o formulário e entregue a um dos elementos da CMMC, para fazer parte desta equipa em crescimento!
Saudações Malhadenses!
---------------------------------------------------------------------------

 

tags:
publicado por penedo às 09:26

link do post | comentar | favorito
|

Jovem da Beira Serra (Gois) vence Concurso Europeu de Tradutores )

Escrito por Manuela Ventura   

 

TRÊS MIL CANDIDATOS

 

 
Foto de perfil

 

«É um grande orgulho, não só por mim, mas pela minha escola, uma escola da Beira Serra». Palavras de Margarida Sampaio, aluna do Argumento de Escolas de Arganil, vencedora nacional do Concurso Europeu de Jovens Tradutores. Estudante do 12.º ano do curso de Línguas e Humanidades, Margarida participou este ano pela primeira vez no concurso e “chegou, viu e venceu”.«Não estava nada à espera», disse ontem ao princípio da tarde ao Diário de Coimbra, minutos depois de terminar uma prova. «Foi uma surpresa», diz ainda, fazendo notar que concorreram 22 escolas de todo o país.
A prova foi realizada no dia da greve geral, que praticamente parou o país a24 de Novembro. Um facto que, conta a directora do Agrupamento, Anabela Soares, “obrigou” a abrir a escola, de forma a permitir que os cinco alunos – Joana Alves, Maria Pimentel, Margarida Sampaio, Daniel Carvalho e Ana Lopes – fizessem a respectiva prova de tradução, que decorreu na biblioteca. «Gostei do texto, era acessível, não foi muito difícil», conta Margarida, recordando que o texto, que traduziu de inglês para português, retratava a experiência de uma jovem estudante num lar de idosos, de uma forma simples, mas particularmente afectiva.

(Leia mais na edição impressa do Diário de Coimbra)

in

http://www.diariocoimbra.pt/

publicado por penedo às 09:06

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. III Noite Solidária-C.C.G...

. Trajecto do Elèctrico  28

. Comendadores de Góis

. Comendadores de Góis em L...

. Comendadores de Góis

. GASTRONOMIA E AS GAMELINH...

. ...

. ll jantar solidário em Gó...

. CASA do CONCELHO de GÓIS ...

. Esporão

.links

.arquivos

. Setembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO