Quinta-feira, 26 de Junho de 2014

Pena- Góis

publicado por penedo às 16:44

link do post | comentar | favorito
|

Volta dos Penedos

BY BIKEDRIFTERS    JUNHO 2, 2014     

Na última semana fomos até ao conjunto de rocha quartzítica, no vale de Vila Nova do Ceira, desta feita fomos ao início da crista que atravessa a nossa zona, nos Penedos de Góis.

Inicialmente estava previsto irmos ao Carvalhal do Sapo, ainda fomos até às Cabeçadas, onde fizemos o primeiro reforço, no café da zona. Daqui decidimos voltar para trás (2-3 kms) para irmos aos Penedos.

A 1040 m de altitude podemos deslumbrar-nos com a vista beirã sobre a Serra da Estrela, Serra do Açor e Serra do Trevim.

 

Miniaturas

 

A magnificência destas maravilhas da natureza, impressiona! Ainda levámos as bikes (às costas) até ao topo para ver se encontrávamos alguns trilhos até lá em baixo, mas a vegetação alta e densa tornou impossivel a descida por esse lado. Lá em cima “perdemo-nos” com a vista, escalámos uma das rochas e a paisagem…só indo lá! O céu limpo ajudou e de que maneira, Stº António foi nosso amigo.

Descida aos Povorais para novo reforço e dois dedos de conversa com 3 habitantes locais antes de iniciarmos a descida até à Pena, por um dos caminhos pedestres. O trilho tem muita rocha solta, fetos da nossa altura que por vezes torna a visibilidade do chão 

 

Telhados da Pena

 

praticamente nula , obrigando a um pouco de “PTT” e alguma paciência, a queda era inevitável, desta vez foi o Joãozito (pensavas que aquilo era uma sanita?!).

Da Pena fomos até Góis, por alcatrão e parte por terra, descida ao castelo de Góis. Antes de chegarmos a casa ainda houve tempo para bebermos um copo no Restaurante do Beira Rio.

Foram 42 kms bem puxados, com um acumulado de quase 1200 mts e com um dia de fazer inveja a muitos dias de Agosto. No final conta o convívio entre os bttistas, a paisagem e o desafio superado. Para a semana há passeio em Serpins com boa comida e bom vinho…

Boa semana e boas pedaladas :)

Artigos relacionados: Fotos Track Gps Video

Tracker: Volta_dos_Penedos.gpx.gpx

publicado por penedo às 16:39

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Junho de 2014

Parque de Campismo de Góis

Foto: O Município de Góis informa todos/as os/as  campistas e/ou visitantes que o Parque Municipal de Campismo (PMC) de Góis irá reabrir no dia 18 de junho, mantendo-se o seu funcionamento até ao dia 21 de setembro.Neste sentido, mais se informa que, durante os próximos dias, o serviço de receção do PMC irá proceder à confirmação de reservas e/ou resposta aos pedidos de esclarecimento, por ordem de receção dos mesmos.Para mais informações poderá contactar o Posto de Turismo Municipal através do telef. 235 770 113, a receção do PMC através do telem. 962 048 255 ou dos seguintes email’s: parque.campismo@cm-gois.pt ou turismo@cm-gois.pt.

 

 

O Município de Góis informa todos/as os/as campistas e/ou visitantes que o Parque Municipal de Campismo (PMC) de Góis
irá reabrir no dia 18 de junho, mantendo-se o seu funcionamento até ao dia 21 de setembro.
Neste sentido, mais se informa que, durante os próximos dias, o serviço de receção do PMC
irá proceder à confirmação de reservas e/ou resposta aos pedidos de esclarecimento, por ordem de receção dos mesmos.

Para mais informações poderá contactar o Posto de Turismo Municipal através do telef. 235 770 113,
a receção do PMC através do telem. 962 048 255 ou dos seguintes email’s: parque.campismo@cm-gois.pt ou turismo@cm-gois.pt.

 

publicado por penedo às 10:26

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 17 de Junho de 2014

Marchas em Gois

marchas

publicado por penedo às 14:37

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Junho de 2014

PROGRAMAÇÃO CULTURAL DOS 900 ANOS DE GÓIS

publicado por penedo às 11:09

link do post | comentar | favorito
|

Serra da Lousã! recriação nos Neveiros de Sto. António da Neve

Foto: Para breve na Serra da Lousã! :)

publicado por penedo às 11:07

link do post | comentar | favorito
|

Feira sustentável do Concelho de Góis em Simantorta

publicado por penedo às 11:01

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Junho de 2014

500 anos do Foral Manuelino da Vila de Alvares

 

Os 500 anos do Foral Manuelino da Vila de Alvares foram assinalados no dia 31 de Maio no Fórum Lisboa, numa cerimónia moderada pelo Engº João Baeta Henriques,  que contou com a presença da Presidente da Câmara Municipal de Góis, do Presidente da Assembleia Municipal de Góis, do Presidente da Junta de Freguesia de Alvares e do Presidente da Direcção da Casa do Concelho de Góis.

A Vila de Alvares, que foi sede do município com o mesmo nome, entretanto extinto, e cuja parte do território pertenceu também ao extinto município de Álvaro (hoje freguesia do município de Oleiros), é actualmente uma das freguesias do município de Góis.

A cerimónia teve início com a intervenção do Doutor José Manuel Garcia, a que se seguiu a intervenção da Professora Doutora Regina Anacleto e um apontamento musical pelo Mestre Silvestre Fonseca. Depois dum breve intervalo, seguiu-se a intervenção do Dr. Nuno Barata-Figueira, Director da Associação Portuguesa de Genealogia e Vice-Presidente da Direcção da Casa da Comarca da Sertã, que apresentou o tema “Notas Genealógicas da Herdade de Alvares”, no qual, depois duma breve explicação sobre o que era a Genealogia e quais as suas fontes, elucidou, para efeitos de pesquisa, onde pesquisar nos assentos paroquiais desta antiga herdade, referindo-se, nomeadamente, às freguesias de Álvaro e da Madeirã, seguido depois duma breve resenha dalgumas famílias com origem na antiga Herdade de Álvares e suas ligações familiares, e a explicação heráldica da pedra de armas da Quinta dos Padrões. De seguida, procedeu-se à apresentação do livro "Herdade de Álvares - Forais e a sua História", da autoria do Engº António Manuel Barata da Fonseca, ficando a intervenção final a cargo do Professor Doutor Carlos Poiares, Presidente da Assembleia-Geral da Casa do Concelho de Góis.

Marcaram presença diversas entidades, nomeadamente a Associação Portuguesa de Genealogia, através do seu Secretário-Geral, Dr. Fernando d'Abranches Correia da Silva, a Casa da Comarca da Sertã, através do Presidente da Direcção, Engº Pedro Amaro, a Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra, através do Vice-Presidente da Direcção, Comandante-Engº António Barata Lopes, a Casa do Concelho de Tondela, através do Presidente da Direcção, Dr. Elísio Chaves, e o Presidente da Direcção da Associação de Juristas de Pampilhosa da Serra, Desembargador Luís Lameiras.

 

in

http://www.casacomarcaserta.org/

Read more: http://www.casacomarcaserta.org/news/a500-anos-do-foral-manuelino-da-vila-de-alvares/

publicado por penedo às 12:57

link do post | comentar | favorito
|

SESSÃO SOLENE DO FORAL DE ALVARES (Lisboa )

Adriano Pacheco

 

Se no dia 4 de Maio as comemorações do quinto centenário do Foral da Herdade de Alvares foram a verdadeira festa do povo, que envolveu entusiasmo do mais genuíno e autêntico, que percorreu as ruas da Vila até ao sol-posto. No dia 31, no Fórum de Lisboa, as celebrações atingiram a mais elevada e solene festividade perante figuras públicas da nossa região e uma grande concentração de gente anónima vinda dos quatro cantos da Herdade, as quais foram obsequiadas com instalações condignas e equipamento bem adequado ao momento.

Abriu a sessão António Rui Dias, presidente da Comissão de Melhoramentos de Alvares que ao dar as boas vindas a todo o auditório, foi esclarecendo as motivações que ali o traziam e o orgulho que sentira em ter ajudado a promover o evento da publicação do livro do Foral da Herdade de Alvares. De seguida tomou a palavra o eng. João Baeta Henriques que viria a moderar a sessão, preenchida pelos dignos palestrantes: Doutor José Manuel Garcia, Prof.ª Regina Anacleto e pelo Mestre Silvestre Fonseca que preencheu um belo momento musical. O dr. José Manuel Garcia apresentou uma panorâmica das preocupações do Rei D. Manuel em apetrechar o seu reino com uma boa máquina administrativa, atribuindo forais às regiões necessitadas de desenvolvimento e de proteção, bem como pelo zelo da fazenda pública, com um conjunto de regras administrativas que lhe chamaram de Foral.

Da Prof.ª Regina Anacleto, oriunda de Arganil, com vasta obra publicada sobre o Mosteiro de Folques, tivemos o esclarecimento da forte ligação existente entre este Mosteiro e a Herdade de Alvares, não só por serem os senhorios dela, como também duma grande parte do território serrano. A sua abordagem ao tema, foi largamente aplaudida não só pelo belo sotaque beirão, mas também pelos largos e profundos conhecimentos que deixou naquele auditório. Para finalizar a primeira parte, tivemos um belo momento musical preenchido pelo virtuosismo vertido dos sons da guitarra clássica de Silvestre Fonseca, oriundo de Cortes de Alvares. 
A segunda parte foi preenchida por Nuno Barata-Figueira que se ocupou da genealogia das famílias da região deixando notas curiosas de interesse regional. Por sua vez o eng.º António da Fonseca, autor do livro o Foral, desenvolveu vários entendimentos sobre teorias já abordadas sobre a região, falou das dificuldades na recolha da documentação que está muito dispersa. Fechou a sessão o Prof. Doutor Carlos Poiares com uma brilhante análise às várias intervenções ocorridas, dando realce às reais potencialidades da região, aos belos momentos ali vividos que resultaram numa bela aprendizagem.

Por fim o moderador, não quis encerrar a sessão sem dar oportunidade a quem quisesse intervir dando a palavra a Luís Henriques de Alvares que quis agradecer o evento à comissão organizadora, pelo belo momento que ali tinha proporcionado, sendo logo secundado pelo dr. Amaro Rosa de Portela do Fojo que ao elogiar o evento lembrou que, com ele, outras portas podiam ser abertas e novos desenvolvimentos podiam surgir. O entusiasmo ficou no ar… 
Para terminar, a presidente da Camara M. de Góis, dr.ª Maria de Lurdes Castanheira, não quis deixar de agradecer e enaltecer o que ali se tinha passado, congratulando-se com o trabalho da comissão organizadora, com os homens da cultura da nossa região ali presentes, com a Casa do Concelho de Góis e seu Conselho Regional, reconhecendo os momentos de muita elevação que puderam ser vividos, proporcionados, nomeadamente pelos palestrantes convidados. 
Por momentos o nosso mundo ficou maior e mais luminoso…

publicado por penedo às 12:38

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Junho de 2014

Lisboa ‎Sessão Histórico-Cultural Herdade de Alvares

publicado por penedo às 22:34

link do post | comentar | favorito
|

Dia Nacional das Colectividades em Lisboa

 

Este fim de semana fui até à Alameda D. Afonso Henriques, em Lisboa, local onde as Casas Regionais celebraram o Dia Nacional das Colectividades, e onde mais uma vez a Casa da Comarca de Arganil esteve presente, e se fez representar por uma barraquinha com produtos lá da terra, e com a actuação do Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa, o Rancho residente da Casa da Comarca. Esta foi a principal razão que me levou até lá. Mas há sempre muito  mais para ver, ouvir e provar.

 

 

Do Rancho da Ribeira de Celavisa, Armindo Ladeira.

 

 

A descrição etnográfica de cada dança é exemplar.

 

 

Um actuação para muita gente que veio até à Alameda neste fim de semana.

 

 

Os usos e costumes da nossa região em palco.

 

 

É sempre reconfortante sentir os ventos da Serra do Açor na capital.

 

 

 

No dia anterior, sábado, também não estavam longe as minhas raízes. A Pampilhosa da Serra também esteve representada, esteve em palco com o seu grupo de concertinas, e tocando o bombo, na ausência do titular, o meu primo Sérgio Vicente, vice-presidente da Casa da Pampilhosa da Serra.

 

 

Em palco, o folclore mexido e exuberante nas suas cores dos trajes minhotos. O rancho Folclórico Dançar é Viver, que representou a Casa Cerveirense. E foi na tasquinha de Vila Nova de Cerveira que ontem botei abaixo um chouricito com broa, empurrado com uns copitos de tinto verde, daquele de cor rubra como o nosso sangue.

 

 

Se há coisas coloridas que nos chamam a atenção são os tabuleiros de Tomar, e esses também estiveram presentes.

 

 

E por falar em coisas coloridas, esta são porventura as melhores cerejas que comi até hoje. Não foram baratas, mas nos dois dias que lá fui, marcharam duas caixas, e nem uma cereja estragada. Quanto ao queijo, ainda está ali à espera da faca, mas pelo cheiro, promete! A barraquinha da Covilhã passou a ser um ponto de passagem obrigatória...

 

 

..até pela simpatia com que somos atendidos. As cerejas esgotaram...eu vi!!!

 

 

Ao longo de uma das laterais da Alameda perfilavam-se as barraquinhas visitadas por muita gente.

 

 

E na apresentação dos intervenientes em palco, o Sr. Joaquim Brito, Presidente da ACRL (Associação das Casas Regionais de Lisboa), uma das entidades promotoras, à qual a Casa da Comarca de Arganil pertence.

 

 

E em actividade, o amigo Carlos Manuel, Presidente da Casa da Comarca de Arganil.

 

 

E como podem ver, vale sempre a pena vir visitar estas iniciativas, porque há sempre muita coisa para ver e provar...

 

in
rouxinoldepomares.blogs.sapo.pt
publicado por penedo às 22:14

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Trajecto do Elèctrico  28

. Comendadores de Góis

. Comendadores de Góis em L...

. Comendadores de Góis

. GASTRONOMIA E AS GAMELINH...

. ...

. ll jantar solidário em Gó...

. CASA do CONCELHO de GÓIS ...

. Esporão

. II Noite Musical Solidár...

.links

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO