Terça-feira, 1 de Janeiro de 2013

OS TALENTOS E O REGIONALISMO


Adriano Pacheco

 

Grande encontro com os jovens goienses, promovido pelo Conselho Regional da Casa do Conselho de Góis (CR) evento que, desde algum tempo, estava nas cogitações deste órgão regional e que, por esta ou aquela dificuldade, não tinha sido encontrado “o fio à meada” para que fosse feito o seu caminho. Depois de vários contactos desenvolvidos por um membro do CR com dirigentes das Associações do concelho, foi encontrada a possibilidade, o ambiente e contexto adequados para que o evento tivesse o seu desfecho. Ainda que não tivesse sido atingido o objectivo congeminado, encontraram-se porém outras janelas igualmente importantes, que podem futuramente serem utilizadas para novos rasgos.

 

Desta feita houve oportunidade para dar a conhecer jovens talentosos e campeões nacionais nas áreas do atletismo e do motocross, Enduro, que a todos os goienses encheram de orgulho com as suas capacidades de entrega ao desporto e à música sem descurarem o ensino académico. Assim nos foi relatado pelo presidente da Associação Nuno Alves, atletas Diogo Ventura no Enduro e André Paiva no Atletismos de Surdolímpicos. Deste modo foi constatado que, por desconhecimento, não valorizamos devidamente os nossos jovens campeões, ou porque eles não se mostram, se calhar também não lhes é dada a montra indicada para serem conhecidos os seus feitos.

 

O principal objectivo do evento, era (e é) conhecer as razões pelas quais, levaram os jovens ao afastamento do regionalismo, desiderato que permanece no espírito do CR como grande preocupação, para conseguir alcançar o antídoto indicado para colmatar esta lacuna que aos veteranos passou despercebido ao longo destas décadas. Quem sabe se por sua própria incapacidade de enxergar, ou ver mais longe o caminho do futuro?

 

Não fora duas excelentes intervenções (Jorge Fontes do Colmeal, e de António José Gil da Cabreira) e tudo ficaria no MAIS DO MESMO, tal como no reino dos céus, entre Deus com os anjos, que é como quem diz sem uma pista que nos levasse a uma conclusão consistente! De facto nem tudo está bem no regionalismo, antes pelo contrário. É verdade que “só tem tempo quem não tem tempo”, mas há que inovar e criar condições para atrair jovens, e isso não se vê em todas as colectividades, salvam-se duas ou três!

 

Jorge Fontes, deixou-nos o relato da iniciativa dos jovens do Colmeal que se organizaram em Comissão na Capital, ligada à União Progressiva do Colmeal através do slogan “regionalismo à distância” que demonstra bem a imensa força de quem se quer colocar como alternativa ao modelo tradicional demasiado gasto, levando a outros patamares os seus efeitos. A outra intervenção, rica em conhecimentos e boas práticas, veio de António Gil da Cabreira que nos falou da sua experiência como militante do regionalismo no qual se foi adoptando a “táctica da tartaruga” seguida pelos jovens seus companheiros.

 

Na verdade, com as suas práticas, os veteranos do interregno geracional dos anos sessenta fim de século, em conjunto com as grandes mudanças comportamentais ocorridas na sociedade, foram gerando constrangimentos que deram este resultado com que hoje nos deparamos e tentamos corrigir.

 

Por último tivemos a apreciação da Dr.ª Lurdes Castanheira, edil da Câmara que, com desassombro, tocou em vários pontos importantes que raramente são abordados em público, dizendo que “ai do autarca que não valorize o regionalismo património cultural riquíssimo da nossa região”, pelo seu contributo e pela sua histórica afirmação. Hoje não deve ser preocupação prioritária da Câmara o arranjo do lavadouro ou do fontanário, mas sim criar condições para a fixação dos jovens e seu crescimento dentro do espaço concelhio. Esta apreciação vinda do seu olhar de lince, resulta dos muitos anos de traquejo e conhecimento da estrutura social do Concelho.

 

Ainda falaram depois o Dr. Miguel Ventura como presidente da ADIBER e a Dr.ª Fernanda Maria do Instituto de Formação e Emprego de Arganil, dizendo do seu contentamento por ter assistido a tal evento que envolveu jovens com valor.

 

 

publicado por penedo às 23:15

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 1 de Dezembro de 2012

A Casa do Concelho de Góis acolhe a Juventude

 


 ccgois  azuleijo.JPG  

 

 

O Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis em parceria com a Associação de Juventude de Góis, Alvares e Colmeal, informa que vai organizar o Seminário

“A Juventude do Concelho de Góis” a decorrer a 8 de Dezembro, pelas 14:30 horas, no Auditório da Casa do Concelho de Góis, na Rua de Santa Marta, 47, r/c, Dto, em Lisboa.

O Seminário tem como objectivo estabelecer uma ligação entre a juventude e o regionalismo, e como estratégia dar a conhecer a existência de jovens de excelência em Góis, cujo trabalho, dedicação e qualidade resultaram em sucesso reconhecido em Góis, em Portugal e na Europa.

 

Programa:

 

14,30 – Abertura

14,45 – Painel A:

                           “O afastamento dos jovens do associativismo

 

* Luísa Baeta, Associação de Jovens da Freguesia de Alvares –

“Actividades Realizadas e Projetos para o Futuro”


* Fábio Brito. Associação de Juventude de Góis e AERG –

“O Associativismo em Góis”


* Jorge Fonte, Comissão de Juventude do Colmeal –

“Longe/perto das nossas raízes”


* Joaquim Mateus, Associação de Jovens da Freguesia de Alvares/Cortes –

“Ligação Regionalismo/Associativismo Juvenil/Actividade Profissional”


* Nuno Alves, Presidente da Associação de Juventude de Góis –

“A Juventude”


16,15 – Debate

 

16,45 – Painel B:

                              “Jovens com Valor

 

* Ricardo Ventura, Arquiteto Paisagista -

“A experiência de um Jovem a exercer a sua atividade profissional em Góis.


* Diogo Ventura, Campeão Nacional de Enduro -

“Um Campeão do Interior”


* André Paiva, Atleta de Alta Competição –

“A minha participação nos Surdolímpicos”


* Margarida Sampaio, Vencedora do concurso nacional de Jovens Tradutores –   “A minha viagem”


18,00 – Debate

18,30 – Fecho

 

Convidamos, desde já, todas as Comissões de Melhoramentos do Concelho de Góis, Goienses, sócios da Casa, amigos e todos os jovens a brindarem-nos com a vossa presença participativa, em particular no amplo debate final.

Contamos convosco.

 

                       O Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por penedo às 20:49

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Junho de 2012

Colmeal...Voltámos ao Cabeço do Gato

U. P. F. C.
UNIÃO PROGRESSIVA DA FREGUESIA DO COLMEAL
 

No sábado o dia começou mais cedo para os que tinham a responsabilidade de ter tudo em ordem no Parque de Merendas das Seladas para receber os participantes na Caminhada após a ida ao Cabeço do Gato. As condições atmosféricas pareciam estar a querer colaborar com uma temperatura mais agradável.
No Largo, antes das nove o “escritório” estava montado e após breves palavras de acolhimento e sugestões para o caminho foi dada a partida.
Do Cabeço do Gato a vista é deslumbrante. Buçaco, Caramulo e Estrela são algumas das serras que se vislumbram e até onde o olhar alcança. Mas houve quem levasse binóculos para ver ainda mais além. Serranias polvilhadas de aldeias, casais e lugarejos. Arganil sobressaía.
Olhando para o outro lado, Carvalhal, Aldeia Velha, Malhada, e o Soito um pouco mais abaixo, sinalizavam a presença da freguesia do Colmeal.
 Lá no alto as eólicas, no gigantismo das suas silhuetas, iam girando.
Havia como que uma Comissão de Boas Vindas, com flores e tudo, à espera dos caminheiros.
 E eles foram chegando, uns mais frescos do que outros, talvez pelos chuviscos breves que entretanto apareceram tocados pelo vento.
Foram muitos os que com alguma ginástica subiram o marco geodésico para a fotografia, aquela recordação para mais tarde atestar que estiveram no “tecto do mundo” aquando da caminhada.
 
Porque no itinerário atravessávamos a bonita e pequena aldeia, a Associação Amigos do Açor tinha-nos preparado uns “miminhos” para o retempero de forças.
 Visitámos o mini museu organizado pela incansável Lisete de Matos, onde antigos utensílios usados pelos nossos pais e avós,
 hoje são mesmo “peças de museu”.
Disponível ainda uma pequena brochura sobre o Açor, cuidadosamente preparada e recheada de  excelentes fotografias.
A etapa seguinte iria terminar no simpático Parque de Merendas das Seladas onde os participantes eram aguardados para o almoço.
Carlos de Jesus, presidente da Junta de Freguesia do Colmeal, dirigiu palavras de saudação a todos, especialmente aos que pela primeira
 vez se deslocaram ao Colmeal e não deixou de recordar António Alcindo de Almeida, colega do seu executivo e que prematuramente nos deixou.
 
Não podemos terminar este apontamento sem fazer uma referência ao grupo de profissionais da AXA Seguros que veio de Lisboa,
 aos amigos que se deslocaram dos Cepos e de Tábua, ao Som Argus que nos proporcionou o ambiente musical e às senhoras que
 nos presentearam mais uma vez com os seus excelentes bolos e doces.
 
 José Álvaro Domingos, Francisco Silva e A. Domingos Santos
 
 
in
 
nota: noticia completa com fotos no blog
tags: ,
publicado por penedo às 17:30

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 10 de Abril de 2012

Manifestação contra extinção de freguesias














Colmeal marcou presença na mega manifestação que reuniu Juntas de Freguesia de todo o país e que vieram a Lisboa mostrar o seu desacordo contra a intenção do Governo de levar por diante esta reforma da administração local.
As colectividades regionalistas da freguesia do Colmeal que se encontram sediadas na capital e que já em várias ocasiões tiveram oportunidade de demonstrar a sua discordância quanto a este projecto da reforma administrativa também estiveram presentes.
Vila Nova do Ceira foi a outra freguesia do concelho de Góis que solidariamente esteve ao lado da do Colmeal nesta grande manifestação.
Fotos de Francisco Silva e A. Domingos Santos

tags: ,
publicado por penedo às 21:26

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Março de 2012

António Alcindo de Almeida

 


António Alcindo de Almeida, filho de Manuel de Almeida e de Felicidade de Jesus Braz, nasceu no Loural (Colmeal – Góis), em 21 de Julho de 1944.
Por proposta de António dos Santos Almeida (Fontes) em 31 de Outubro de 1963 foi admitido como sócio na União Progressiva da Freguesia do Colmeal tendo vindo a desempenhar o cargo de Vogal da Direcção entre 21 de Março de 1971 e 26 de Janeiro de 1975.
Após alguns anos sem qualquer função atribuída voltou como Tesoureiro em 31 de Março de 1984, cargo que desempenhou até 26 de Março de 1994, data em que assumiu a presidência do Conselho Fiscal. Em 4 de Outubro de 1997 reassume o cargo de Tesoureiro que mantém até 26 de Junho de 2003.
Desenvolveu a sua vida profissional na actividade seguradora, não descurando outras oportunidades complementares que lhe surgissem.
No campo associativo e regionalista foi também fundador e dirigente da Liga dos Amigos de Aldeia Velha e Casais. Era membro da Comissão da Fábrica da Igreja Paroquial do Colmeal e desde há vários mandatos que desempenhava o cargo de Tesoureiro na Junta de Freguesia do Colmeal.
Aproveitava o pouco tempo disponível para se dedicar à família e à apicultura.
A notícia do seu falecimento a todos nos deixou incrédulos. Cedo demais partiu do nosso convívio. Vamos despedir-nos dele na próxima sexta-feira, no Colmeal.
À família enlutada apresentamos as nossas mais sentidas condolências.

Foto de arquivo da UPFC
Memorial da UPFC
publicado por penedo às 18:41

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Março de 2012

ENCONTRO DE TUNAS ACADÉMICAS na Casa do Concelho de Gois

publicado por penedo às 23:58

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Freguesia do Colmeal - Reforma da Administração Local

 

 

 

 

No passado sábado, dia 11 de Fevereiro, as colectividades regionalistas da freguesia do Colmeal responderam afirmativamente ao convite formulado pelo seu Presidente da Junta e comparecerem na Casa do Concelho de Góis para, em conjunto, se analisar a proposta de Reforma da Administração Local.
Carlos da Conceição de Jesus, presidente da Junta de Freguesia do Colmeal, acompanhado de José Brás Victor, secretário da mesma Junta e de Manuel Martins dos Santos, deputado na Assembleia Municipal de Góis, antes de iniciar a sua intervenção, propôs um minuto de silêncio em memória de Manuel Simões Júnior, grande regionalista e que havia falecido na véspera.
Foi pelo senhor presidente da Junta de Freguesia feita uma apresentação dos pontos mais importantes e também dos que mais polémica e preocupações poderão causar e que constam do denominado Documento Verde da Reforma da Administração Local.
Analisada igualmente a proposta de lei, que se encontra ainda em versão de trabalho, mas que é considerada mais gravosa que o referido documento verde.
Os dirigentes presentes, que representavam todas as associações regionalistas da freguesia, nas suas várias intervenções foram esclarecendo algumas situações e manifestaram a sua enorme preocupação quanto ao desfecho de todo este processo.
A solidariedade colectiva existe e é evidente na firme defesa da manutenção da nossa freguesia. Não só pela acção das colectividades regionalistas, mas também pelo trabalho já desenvolvido e a desenvolver pela Junta de Freguesia e pela Assembleia de Freguesia do Colmeal.
A união dos Colmealenses é fundamental em todo este processo.
A. Domingos Santos
Fotos de Francisco Silva
in
http://upfc-colmeal-gois.blogspot.com
publicado por penedo às 22:07

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Novembro de 2011

À Volta dos Penedos....Duas gerações

 




No recente almoço de aniversário da União duas gerações do regionalismo confirmaram que este movimento está vivo e terá os seus continuadores. José Dias Santos e Nuno Miguel Santos, presidentes da Casa do Concelho de Góis e da Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais, com percursos naturalmente diferentes marcados pela idade que os separa, são a prova provada de que o regionalismo está actuante e a integrar camadas mais jovens.
Sobral, Saião e Salgado, Ádela, Soito, Açor, Aldeia Velha e Casais, que também integram um número considerável de jovens, delegaram em Nuno Santos as felicitações à aniversariante.
Fotos de Francisco Silva
in
http://upfc-colmeal-gois.blogspot.com/
publicado por penedo às 16:33

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Março de 2010

Á Volta dos Penedos....Colmeal....Limpar Portugal



No sábado passado e apesar do tempo chuvoso os participantes compareceram para ajudar a "Limpar Portugal". A população da freguesia do Colmeal, apesar de maioritariamente envelhecida, não deixou de participar e do Largo D. Josefa das Neves Alves Caetano, após as instruções do seu Presidente da Junta, partiu para os locais previamente assinalados para a recolha do lixo.



Na povoação da Malhada, a viatura cedida pela Câmara Municipal de Góis, aguardava pelos sacos que os voluntários iam trazendo.


Outros pontos serviram para concentração provisória dos lixos para recolha posterior pelas viaturas camarárias.


De novo no Colmeal, a equipa que trabalhou na zona da Malhada, posa para a fotografia com a satisfação evidente do dever cumprido.

A União Progressiva foi uma das colectividades regionalistas da freguesia que esteve presente nesta iniciativa.

Fotos de A. Domingos Santos
tags:
publicado por penedo às 18:42

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

Canoagem no Ceira

 

 
 



No último sábado a Eira tinha um movimento anormal com as dezenas de praticantes de canoagem que iam chegando dos mais variados pontos do país. A névoa matinal já se tinha dissipado e dado lugar a um Sol radioso.
Depois no rio, na placa, davam-se os últimos retoques nos preparativos e algumas instruções necessárias antes da descida.
 
 
 



Passado o primeiro obstáculo fez-se concentração junto ao velho moinho da ponte. Um belo colorido a que já nos habituámos.

 
 



Ultrapassar o salto da Cortada nem sempre é fácil mas depois rio abaixo a calma voltou ao pelotão.

 
 


A chegada à bonita aldeia da Candosa proporciona sempre fotos espectaculares em que o leito do rio parece ficar coberto de estrelas á passagem dos canoístas.
 
 
 


Mais um salto no açude junto à velha serração movida pela força das águas (em outros tempos).

 

Sem sobressaltos de maior a descida terminou na Cabreira e a boa disposição era evidente.

 

O Carlos Dias foi o cozinheiro de serviço (com muitos ajudantes) e a tachada de "rancho" levará o mesmo caminho que já levou a da sopa. A antiga Escola encheu-se de alegria e boa disposição e no ar ficou a promessa de voltarem mais vezes.

À "Kompanhia das Águas", Mário Martins, Carlos Dias, Pedro Carvalho e a todos os que participaram, o nosso muito obrigado por terem vindo. As nossas aldeias e as nossas gentes ficam mais felizes e mais alegres com a vossa presença.

UPFC
Fotos de A. Domingos Santos
.
 

http://upfc-colmeal-gois.blogspot.com/

 

publicado por penedo às 19:23

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Dia da Freguesia do Colmeal

 

 
 
Há um ano atrás as colectividades da freguesia do Colmeal, num trabalho conjunto,
levaram a efeito na Casa do Concelho de Góis e por convite do Conselho Regional,
o Dia da Freguesia do Colmeal.
Foi um dia memorável como podemos recordar pelas fotografias que se seguem.
 











.
Um ano passado após essa grande realização, as colectividades voltaram a encontrar-se para comemorar esse Dia da Freguesia, que por muitos anos ficará na nossa memória.
Todos aqueles que mais directamente estiveram envolvidos no evento assinalaram
a passagem deste "aniversário" e reuniram-se num almoço em Lisboa.
Dirigentes das oito colectividades da freguesia mostraram mais uma vez que é possível trabalhar conjuntamente e como é saudável e proveitoso estreitar os laços existentes entre si.
 
.
.
.





UPFC
 
Fotos de António D. Santos e Francisco Silva
 
 
publicado por penedo às 21:08

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

À Volta dos Penedos .... Colmeal...e "LIMPA-NEVES "

LIMPA-NEVES

 
 










Nevou ontem e durante a noite uma nevezita soprada a vento que não chegou a produzir imagens de especial beleza. Mas que produziu consequências desastrosas, como impedir a ida à escola, ao trabalho ou a tratamento.
Solidariamente, porque se preocupou com a possível urgência de uma carta, o carteiro veio, mas teve de ser resgatado, depois de ele próprio ter resgatado o carro, que descia a rua por conta própria! Aí, as pessoas decidiram agir, e constituíram-se em equipa limpa-neves! Num feliz encontro de gerações, eram velhos e novos irmanados no objectivo comum de limpar a neve, antes que gelasse mais, e continuasse ali a impedir a circulação. As ferramentas eram as mais diversas, e até havia quem andasse de botas vermelhas de biqueira!Bonito de ver!

Lisete de Matos
Açor, Colmeal, 11 de Jan. de 2009

 

 

 

in

http://upfc-colmeal-gois.blogspot.com/

 

tags: ,
publicado por penedo às 19:20

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 2 de Janeiro de 2010

À Volta dos Penedos -A Pedra Letreira

 

 
 


“Quem, no concelho de Góis, tomar a estrada nacional n.º 2, de Chaves a Faro, e ao km 290,85, na Portela do Vento, onde se forma o desvio para Castelo Branco (estrada n.º 112), meter pelo caminho carreteiro que das traseiras da Casa dos Cantoneiros segue, rumo a sudoeste, pelo viso do monte da Fonte Fria, não tem mais do que, à terceira barroca ou linha de água, cortar monte abaixo pela vertente voltada a noroeste para, andada uma centena de passos, avistar ao fundo, à esquerda do leito do talvegue, uma espécie de plataforma debruçada, a meia encosta, para o amplo anfiteatro de montanhas que se lhe abre em frente: é a Pedra Letreira.

Trata-se de um afloramento de xisto ante-câmbrico, de estratificação vertical correndo de Sudoeste a Noroeste, em cuja superfície, horizontalmente aplanada, há uma série de figuras gravadas e tidas, pela gente das imediações, por estranhos caracteres de enigmático letreiro, obra de mouros que teriam ali deixado apontamento dos seus legendários tesouros encantados ou das suas fabulosas riquezas escondidas por aqueles sítios.
 


Em frente à Pedra Letreira
há três minas em carreira:
uma de ouro, outra de prata
e outra de peste que mata!


É que não há tradição sem lenda, como não há ruína sem hera. Ela é como um penhor da sua antiguidade, por vezes tão remota que se lhe perde o sentido. Foi o que se deu com o nosso monumento.

No panorama circundante, não constitui a Pedra Letreira um documento que digamos único da presença do homem por aquelas paragens em tempos mais ou menos recuados.

Em frente, na linha do poente, lá estão as minas romanas da Escádia, em cujos nichos dos hastiais, abertos a 1,20m acima do solo e distanciados cerca de 2m uns dos outros, ainda se encontravam, quando há anos se procedeu ao desentulhamento das respectivas galerias, algumas lucernas…

Mais adiante, na mesma direcção, mas já dobrada a encosta, há o lugar dos Povorais com as suas minas antigas de que procedem dois picões de ferro, de época romana, depositados no Museu dos Serviços Geológicos de Portugal, em Lisboa…

Cara ao norte, no Alto das Cabeçadas, temos os poços romanos, de exploração mineira, conhecidos pelas Covas dos Ladrões…

E mais para além, vencida a serra da Folgosa e ultrapassado o Rabadão, não podemos deixar de referir as minas pré-históricas da Eira dos Mouros, na encosta da Devouga, ao Liboreiro, com materiais de feição eneolítica e demais períodos do Bronze.
Estes e outros vestígios do passado, ainda mal conhecidos, são indícios para já suficientemente reveladores de uma longa e activa permanência humana por aquelas redondezas, motivada ao que parece pela sua relativa abundância de minérios, o ouro e o estanho sobretudo. São como anéis desarticulados e dispersos de imaginária cadeia forjada, na bigorna dos séculos, por gerações atrás de gerações. Pobres restos materiais, aparentemente sem valor, que encerram no entanto a alma e a mentalidade dos povos que ali se sucederam e os deixaram, é através deles que teremos de refazer e articular de novo os elos da cadeia, se quisermos vir a ter um pálido vislumbre da sua trajectória pela penumbra dos milénios. Em tal sentido, não é a Pedra Letreira senão um de entre tantos. Procurando atribuir-lhe o lugar que lhe pertence, intentamos mais que nada preencher uma das muitas lacunas da Pré-história local.”
 

 






 
 
 
Limitámo-nos a transcrever e a mostrar um pouco do que poderá encontrar nesta preciosa obra editada em 1959, primeiro volume das “Memórias Arqueológicas do Concelho de Góis – A Pedra Letreira”, num excelente trabalho conjunto de João de Castro Nunes, A. Nunes Pereira e A. Melão Barros.
Composto e impresso na Tipografia de A Comarca de Arganil, é de fácil leitura e poderá encontrá-lo na Biblioteca da União, no Colmeal.

A. Domingos Santos
 
 

 

publicado por penedo às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Casa do Concelho de Góis ,80.º Aniversário do Regionalismo Goiense

O Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis e a União Progressiva da Freguesia do Colmeal (colectividade mais antiga da freguesia), no âmbito do 80.º Aniversário do Regionalismo Goiense, vêm por este meio informar que a festa da Freguesia do Colmeal se realiza no dia 31 de Janeiro, na Casa do Concelho de Góis em Lisboa.
As entidades organizadoras convidaram todas as agremiações congéneres da freguesia para que, em conjunto, seja garantido o sucesso desta festa.



 

in Jornal de Arganil, de 22/01/2009

 

publicado por penedo às 17:54

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

À Volta dos Penedos ---Festa do Regionalismo da Freguesia do Colmeal

             

                                    80.º Aniversário do Regionalismo Goiense

 

  31 de Janeiro de 2009

Casa do Concelho de Góis
Rua de Santa Marta, nº 47, r/c dto.

1150 – 293 LISBOA
 



Programa

15:00 Sessão de Abertura
          Exposição
           Mostra de Artesanato

16:00 Gerações Regionalistas
            Henrique Mendes, Miguel Mendes e António Duarte

16:30 Apresentação do livro "U.P.F. - Memorial"
          Viajando pela Freguesia

17:00 Regionalismo e Futuro
           Lisete de Matos

17:30 O Colmeal em Teatro

18:00 Tocata do Rancho Serra do Ceira

18:30 Sons do Carvalhal

19:00 Sons da Malhada

19:30 Jantar Volante

21:00 Baile Serrano


Organização


Casa do Concelho de Góis – Conselho Regional

Colectividades da Freguesia do Colmeal:
Associação Amigos do Açor
Comissão de Melhoramentos de Ádela
Liga dos Amigos de Aldeia Velha e Casais
União e Progresso do Carvalhal
União Progressiva da Freguesia do Colmeal
Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais
Grupo de Amigos do Sobral, Saião e Salgado
Comissão de Melhoramentos do Soito



Apoio
Casa do Concelho de Góis

Junta de Freguesia do Colmeal

publicado por penedo às 17:03

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. OS TALENTOS E O REGIONALI...

. A Casa do Concelho de Gói...

. Colmeal...Voltámos ao Ca...

. Manifestação contra extin...

. António Alcindo de Almeid...

. ENCONTRO DE TUNAS ACADÉMI...

. Freguesia do Colmeal - Re...

. À Volta dos Penedos....D...

. Á Volta dos Penedos......

. Canoagem no Ceira

.links

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO