Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Góis --Lisboa....Juntas vêem à cidade

 

 

O Conselho Regional da Casa Concelho Góis Lisboa, informa que vai organizar uma Sessão Plenária com a presença dos senhores Presidentes das 4 Juntas de Freguesia do nosso Concelho, no próximo dia 11 de Outubro, pelas 14:30 horas, no Auditório da Casa do Concelho de Góis, na Rua de Santa Marta, 47, R/C, Dto, em Lisboa.

Convida-se todas  as Comissões /Associacões do concelho de Góis a estarem presentes, para em conjunto ,debater-se ideias ,problemas ,etc...

 

 

 

publicado por penedo às 12:39

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Ladeiras de Góis.

 


Faleceu  a Presidente da Comissão de Melhoramentos das Ladeiras de Góis. 

 

Helena Dominguez


 As nossas condolências à família.

publicado por penedo às 17:51

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Junho de 2013

O CONSELHO REGIONAL DA CASA CONCELHIA DE GÓIS





 Bem gostaria de frizar algumas situações e começo por mais uma vez dar os parabéns a esta iniciativa do Conselho Regional em tratar destes assuntos tão permentes que são para o Concelho de Góis e para o pais.Não diminuindo de qualquer modo as intenções desta apresentação e o seu consequente debate,se dúvidas não tiver, pelo menos incertezas tenho.
U ma  incerteza é talvez a falta de apoio que o projecto da Cáprigóis possa vir a sofrer,  devido ao receio no investimento,não dar garantias de um total sucesso, eu acredito desde que as devidas participações e intenções não fiquem só no papel.Espero que as Comissões estudem o assunto e se abram a esta questão que poderá ser proveitosa para as aldeias 
e comunidades que  sustentam seu nome, dar-lhes  mais prosperidade e uma sustentabilidade  económica e social num  o futuro que seja próximo e concreto.
As energias renováveis são hoje uma realidade no Concelho, pode ou não haver sempre dúvidas  quanto devida destribuição dos valores económicos que dai podiam advir para as populações,pois foi essa a impresão que fiquei depois de ouvir as duas últimas intervenções.
Todas as energias apontadas são no nosso território "ouro" é pena que a sua implementação peca por tardia,mas mais vale tarde que nunca,e desde que a burocracia deste pais ou melhor dos serviços que super-intendem na matéria sejam menos lentos e subservientes.
Outra incerteza é se tudo isto não passará de uma situação pontual politico-partidária,é que com eleições á porta tudo é de esperar.
Salão rezoávelmente composto, aonde a falta da presença dos mais jovens continua a ser notória,talvez se esta e outras temáticas começarem a ser tratadas através  das novas tecnologias entre os prometores e as Comissões e outros orgãos o resultado seja diferente,questão que já foquei num destes inventos,se não me falha a memória foi no primeiro tema que o Conselho Regional levou a efeito. 
Gostava  de ter ouvido mais intervenções ao nivel dos responsáveis de algumas Comissões coisa que não aconteceu,pois a dúvidas ficaram e a resposta se não me enganar será mais do mesmo, e tudo o vento levou ,ou talvez não!
Fotos e texto de: 
Adriano Filipe  
publicado por penedo às 16:16

link do post | comentar | favorito
|

AS CASAS REGIONALISTAS E O REGIONALISMO

 
Não vou aqui me pronunciar nem alongar sobre aquilo que penso e que já em determinado lugar apontei alguns males do dito regionalismo.Aliás apontei caminhos,executou-se experiências,dinâmicas humanas foram aplicadas,infelizmente nem sempre foram apoiadas e devidamente desenvovidas.Nestas imagens que aqui deixo,no texto está bem implicito algumas razões e males dos quais eu comungo e sublinho .O tempo demasiado longo e permanente em determinados lugares de chefia,por alguns dirigentes de comissões ,torna-os como uns Dinossauros estratificados que ficaram  no dito longo tempo!
publicado por penedo às 16:12

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Maio de 2013

“Energias Renováveis em Góis, que futuro” - Casa do Concelho de Góis

                                                                       1 Junho 2013

 

O Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis vai organizar o Seminário “Energias Renováveis em Góis, que futuro” a decorrer a 1 de Junho (sábado), pelas 14:45 horas, no Auditório da Casa do Concelho de Góis, na Rua de Santa Marta, 47, r/c, Dto, em Lisboa.

O Seminário, para o qual contaremos com a presença de técnicos especialistas, tem como objectivo a reflexão sobre o potencial atual e futuro das Energias Renováveis no Concelho, (Energia Eólica, Energia de Biomassa, Energia Solar e Energia Hídrica), que custos e benefícios para Góis, para as Comissões de Melhoramentos, para as Associações de Compartes, Juntas de Freguesia, Empresas e Privados habitacionais, e, que coordenação e incentivo da Autarquia visando a poupança em custos energéticos.

 

Convidamos, desde já, todas as Comissões de Melhoramentos do Concelho de Góis, goienses, sócios da Casa e amigos a brindarem-nos com a vossa presença participativa, em particular no amplo debate final.

Contamos convosco.

 

O Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis

 

publicado por penedo às 00:10

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Abril de 2013

À volta dos Penedos- Povorais

          Comissão de Melhoramentos de Povorais

 



No passado dia 17 do mês de Março de 2013, realizou-se a Assembleia Geral Ordinária da Comissão de Melhoramentos de Povorais, na Casa do Concelho de Góis, pelas 15H30 horas, presidida pelo Sr. Daniel Lopes de Carvalho e pela Sra. Gina Pimentel, secretariado pela Sra. Elisabete de Carvalho Pinto, onde contou com uma boa presença de associados, tendo a seguinte ordem de trabalhos:

 

1 – Análise e votação do Relatório e Contas e Parecer do Conselho Fiscal;

 

2 – Eleição dos novos corpos gerentes da C.M. P. para o biénio 2013-2015;

 

3 – Assunto de interesses para os Povorais;

 

Aberta a assembleia pelo Presidente da mesa, foi posto á discussão o 1º ponto de ordem de trabalhos, dando a palavra à Direcção e de seguida intervieram alguns associados sobre a matéria, tendo sido posto á votação que foi aprovado por unanimidade.

De seguida, foi lido o Parecer do Conselho Fiscal, que foi colocado à votação, onde foi também aprovado por unanimidade.

Do relatório consta a proposta de votos de agradecimentos às seguintes entidades e conterrâneos:

·     Câmara Municipal de Góis

     Junta de Freguesia de Góis

      A Comarca de Arganil

     O Varzeense

      O Jornal de Arganil

        Voto pesar pelos sócios e Conterrâneos falecidos.

 

Passou-se ao segundo ponto da ordem de trabalhos, “Eleição dos novos Corpos Gerentes“.

 

Foi apresentada uma única lista para o biénio 2013/2015, que, após ter sido colocada à votação,

foi aprovada por maioria.

 

 

 Lista dos Corpos Gerentes eleitos:

 

 

Assembleia-geral

 

Presidente – Fernando Carlos Cerqueira Pinto

Vice-Presidente – Anselmo Carvalho Baeta

Secretário – Elisabete Jesus Lopes Carvalho Pinto

 


Direcção

 

Presidente – Paulo Alexandre dos Santos Henriques

Vice-Presidente – Mário Luís Domingos Barata

Tesoureiro -  Rui Manuel Henriques Alves

1º Secretário -  Marco Paulo Pereira Sousa

2º Secretário – Fernando Barata Henriques

1º Vogal – José Manuel Batista

2º Vogal – Mária de Fátima Alves Henriques

Suplente – Anselmo Miguel Figueira Baeta

 


Conselho Fiscal

 

Presidente -  José Gentil Henriques Pimentel

Secretário -  José das Neves Gonçalves

Relator -  Daniel Lopes de Carvalho


 De seguida fizeram-se algumas considerações gerais acerca da nossa  Aldeia

e por fim o Presidente da Mesa agradeceu o modo como a Assembleia tinha decorrido,

dando-a por terminada.

 

No final os novos Corpos Gerentes tomaram posse para o novo mandato.

 


in

http://povorais.blogs.sapo.pt/

publicado por penedo às 23:45

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Março de 2012

ADIBER convida...Casa Concelho de Gois...Lisboa

dia 31 de Março, pelas 17 horas na sede da Casa do Concelho de Góis


 
A União Progressiva da Freguesia do Colmeal recebeu da ADIBER a carta que a seguir se transcreve e que pelo interesse do assunto nela contido leva ao seu conhecimento, convidando-o também a participar nesta reunião.
 
“A ADIBER – Associação de Desenvolvimento Integrada da Beira Serra, é a Entidade Coordenadora Local no Concelho de Góis do Projecto Consolidar Laços, Disseminar Solidariedade”, aprovado no âmbito dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social, o qual inclui no seu Plano de Acção um conjunto de acções a implementar com a finalidade de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, promover a sua inclusão social, numa intervenção multi-sectorial e integrada, através de acções a executar em parceria e que contribuam para combater a pobreza e exclusão social, permitindo fomentar dinâmicas e mobilização local.

Este Projecto prevê a realização de actividades ligadas ao Associativismo Activo, um novo paradigma com objectivos mais adequados à realidade actual e que promovam uma nova abordagem do Movimento Regionalista no processo do desenvolvimento do Concelho de Góis, enquadrando-se nestas iniciativas a realização do “Congresso Regionalista Goiense”, previsto para o próximo dia 10 de Junho, em Góis.

Neste sentido, irá decorrer uma reunião de trabalho no próximo dia 31 de Março, pelas 17 horas na sede da Casa do Concelho de Góis, em Lisboa, com o objectivo de reflectir, recolher sugestões e contributos para a organização desta iniciativa, bem como para debater outros assuntos de interesse para o Concelho, no âmbito do referido Projecto.

Face ao exposto, a ADIBER tem a honra de convidar V. Ex.ª e outros membros da Instituição que representa a participar na referida reunião, partilhando a vossa opinião sobre as temáticas em discussão.

Com os melhores cumprimentos,

Eduardo Miguel Duarte Ventura, Dr.”
publicado por penedo às 18:45

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Março de 2012

Assembleia Geral da Casa do Concelho de Góis

 

 

 

 

Dia 31 de Março pelas 15,00 horas,

 

 da Casa do Concelho de Góis,

 

Rua de Sta Marta, 47 r/c em Lisboa,

publicado por penedo às 23:04

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Casa do Concelho de Góis (I) – A essência do Regionalismo


  Fernando J. Bandeira da Cunha (Dr*)

O êxito que constituiu a presença (pela primeira vez) da Casa do Concelho de Góis, com stand próprio, na FACIG 2011 em Góis, teve também a virtude de concluirmos que várias gerações desconhecem a história do Regionalismo no Concelho de Góis e também as migrações que levaram á constituição da Casa do Concelho de Góis em Lisboa.
Antes da criação da Casa do Concelho no ano de 1954 já a história do Regionalismo Goiense se escrevia com a constituição de várias Comissões de Melhoramentos e nas dificuldades do fluxo migratório para Lisboa.
     A primeira Comissão de Melhoramentos de Góis fica para a história como sendo a Comissão de Melhoramentos de Roda Cimeira fundada em 1923, oficialmente constituída em 1928 como Sociedade de Melhoramentos de Roda Cimeira. Fruto das primeiras necessidades que conduziram ás migrações da população da freguesia de Alvares para Lisboa, mas também do apelo da terra de nascimento e do sonho da sua modernização. Homens e mulheres sentiram que se deveriam reunir e juntar esforços para que a sua terra tivesse para os que teimaram em ficar e para os que dela nunca se esqueceram, maior qualidade de habitabilidade numa zona de
pinhal interior onde as vias de comunicação eram o bem mais escasso, mas essencial para o comércio, cultura e modernidade.
A migração para Lisboa tem o seu inicio, se bem que incipiente nos finais dos anos 20 (Ditadura Militar), atingindo o seu pico nos anos 40 e 50, em pleno Estado Novo Salazarista, com o empobrecimento (a bem do País) e a ausência de expectativas das populações do pinhal interior, onde se situa Góis. Não é pois de estranhar a ânsia do Associativismo Regionalista, um arrojo para a época, só possível pela forma estatutária com que se objectivava a dedicação desta gente á sua terra de origem, motivo de sonhos, em transportar para ela vivências, qualidades e modos de vida que sentiram com a sua presença vivida e esforçada em Lisboa.
Se no inicio nada foi fácil, muitos vivendo colectivamente nas Casas de Malta e abraçando trabalhos ditos menores como, varredores (almeidas), engraxadores, barbeiros, estivadores, aguadeiros, limpa-chaminés e moços de esquina, após a fase de instalação e consolidação surge a preocupação académica como factor de acesso a uma vida melhor no comércio ou na pequena industria.
Foi assim que se constituíram pequenos e depois grandes empresários nos ramos de pastelaria, mercearia, drogaria, armazéns de géneros alimentares, actividade gráfica e mais tarde, restaurantes e cervejarias.
Homens de experiência feitos muitos ficaram na capital outros mudaram-se para a “terra”, agora já com outros meios, conhecimentos e formação, montaram comércios e empresas que ainda hoje perduram em mãos familiares, ou não, de segunda ou terceiras gerações.
Se o fluxo de migração, teve origem na pobreza e na falta de expectativas de futuro, já a possibilidade do Associativismo Regionalista tem origem numa vida melhor e consolidada em Lisboa permitindo que o seu pensamento se virasse para as origens, na ânsia de contribuir para a sua modernização.
Nascem assim todos os anos Comissões de Melhoramentos constituídas por residentes locais e por goienses em Lisboa: Freguesia de Alvares: Sociedade de Melhoramentos de Roda Cimeira (1928), Sociedade de Melhoramentos de Amioso Cimeiro (1929), Comissão de Melhoramentos de Cortes (1930), Comissão de Melhoramentos de Relva da Mó (1933), Comissão de Melhoramentos de Roda Fundeira (1934), Comissão de Melhoramentos de Amioso Fundeiro e Lomba (1935), Liga de Melhoramentos de Chã de Alvares (1937), União Progressiva de Amioso do Senhor (1941), Comissão de Melhoramentos do Povo de Amieiros (1944), Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira (1946), Liga de Melhoramentos da Telhada (1946), Comissão de Melhoramentos de Alvares (1947), Comissão de Melhoramentos de Obrais (1950), Comissão de Melhoramentos de Simantorta (1950), Comissão de Melhoramentos de Algares (1951), Comissão de Melhoramentos de Amiosinho (1953) e Sociedade de Melhoramentos de Casal Novo (1953); Freguesia do Cadafaz: Liga de Melhoramentos da Freguesia de Cadafaz (1932) e Comissão de Melhoramentos da Cabreira (1953); Freguesia do Colmeal: União Progressiva da Freguesia do Colmeal (1931), Comissão de Melhoramentos de Ádela (1936), Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais (1953) e Comissão de Melhoramentos de Soito (1954); Freguesia de V.N. Ceira: Comissão de Lisboa de Propaganda e Melhoramentos em Vila Nova do Ceira (1931) e Freguesia de Góis: Sociedade de Iniciativas e Propaganda de Góis (1929), Associação de Melhoramentos e Assistência de Ponte do Sotam (1931) e  Liga de Melhoramentos da Folgosa (1950), Comissão de Melhoramentos de Cerdeira de Góis (1952), Comissão de Melhoramentos de Ribeira Cimeira e Fundeira (1952), Comissão de Melhoramentos de Ladeiras de Góis (1953), União Regionalista das Povoações do Sotam (1953) e Comissão de Melhoramentos de Piães (1954).
Surge assim em 1954 a necessidade de uma estrutura de apoio em Lisboa, concretizada na fundação da Casa do Concelho de Góis, que teve a sua primeira Assembleia Geral em 4 de Dezembro de 1954 de aprovação dos estatutos e corpos sociais. De imediato a Casa do Concelho de Góis em Lisboa, além de servir de espaço de convívio dos goienses residentes em Lisboa, torna-se espaço de apoio e de colaboração das Comissões de Melhoramentos, onde, por vezes pela noite dentro, se sonhava, se discutia e planeava formas de suprir carências com o objectivo de modernizar o Concelho de Góis.
Como o poder local, na época com escassos meios distribuídos pelo poder central e com pouco poder executivo, via no associativismo regionalista um importante apoio de ideias concretizadoras, fomenta o continuo aparecimento de Comissões de Melhoramentos que se foram multiplicando até aos nossos dias: Na Freguesia de Alvares: União Progressiva de Milreu e Povoações Limítrofes (1956), Comissão de Melhoramentos de Estevianas (1978), Comissão de Progresso Amigos da Coelhosa (1983) e Comissão Os Amigos de Fonte Limpa (1985); Freguesia de Cadafaz: Comissão de Melhoramentos de Candosa (1955), Grupo dos Amigos de Capelo (1960), União Recreativa do Cadafaz (1962), Grupo “A Bem da Sandinha” (1962), Liga dos Amigos de Mestras (1966), Comissão de Melhoramentos de Corterredor (1975) e Comissão de Melhoramentos e Preservação do Tarrastal (1999); Freguesia de Colmeal: Liga dos Amigos de Aldeia Velha e Casais (1964), União e Progresso do Carvalhal (1970), Grupo de Amigos do Sobral, Saião e Salgado (1977) e Associação Amigos do Açor( 2002) Freguesia de V. N. Ceira: Associação dos Amigos da Várzea Pequena (1978); Freguesia de Góis: Comissão de Melhoramentos do Esporão (1955), Comissão de Melhoramentos de Povorais (1956), Comissão de Melhoramentos do Vale Torto (1957), Liga dos Amigos de Bordeiro (1960), Comissão de Melhoramentos da Póvoa de Góis (1974), Comissão de Melhoramentos do Vale do Ceira-Costa de Góis (1979), Comissão de Melhoramentos das Luzendas e Casalinhos (1985), Comissão de Melhoramentos de Casêlhos e Portelas (1994), Associação de Moradores, Naturais, Descendentes e Amigos de Carcavelos (1995), Associação de Melhoramentos das Aigras, Comareira e Cerejeira
(1996), Associação de Melhoramentos de Vale de Godinho (1999), Comissão de Melhoramentos da Pena (2000), Associação Desportiva, Recreativa, Cultural, Juvenil e de Solidariedade Social dos Amigos de Vale de Moreiro e Manjão (2002) e a Associação dos Naturais e Amigos do Liboreiro (2003) que até hoje mantém o estatuto da mais recente Comissão de Melhoramentos do Concelho de Góis. Mais conhecida por ANALIB esta Comissão é a primeira do século XXI a fazer apelo no seu nome a todos os naturais do Liboreiro (independentemente da sua residência) e a todos os seus amigos.    
Estas últimas Comissões formadas no séculos XXI, nada têm a ver com os fluxos migratórios do passado mas sim pela possibilidade de obterem mais facilmente apoios financeiros para agregados populacionais onde faltem ainda estruturas básicas ou culturais para um mínimo de qualidade de vida.
Com as mudanças estruturais autárquicas que se avizinham, para concretização em 2012, com as fusões entre freguesias e o desaparecimento de algumas, contribuindo para um certo centralismo do poder autárquico a nível do Município, estamos em crer que as Comissões de Melhoramentos, titulares da consciência das suas populações, terão um amplo e importante papel no futuro na captação de fluxos financeiros para as suas populações.

(Fontes: “Memórias e Esperanças”, João Nogueira Ramos, 2004; Dez Reis de Gente, Adriano Pacheco, 2007; “sites”, Comissões de Melhoramentos)
                                                                                                                                                 
(*) Farmacêutico

publicado por penedo às 00:44

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Freguesia do Colmeal - Reforma da Administração Local

 

 

 

 

No passado sábado, dia 11 de Fevereiro, as colectividades regionalistas da freguesia do Colmeal responderam afirmativamente ao convite formulado pelo seu Presidente da Junta e comparecerem na Casa do Concelho de Góis para, em conjunto, se analisar a proposta de Reforma da Administração Local.
Carlos da Conceição de Jesus, presidente da Junta de Freguesia do Colmeal, acompanhado de José Brás Victor, secretário da mesma Junta e de Manuel Martins dos Santos, deputado na Assembleia Municipal de Góis, antes de iniciar a sua intervenção, propôs um minuto de silêncio em memória de Manuel Simões Júnior, grande regionalista e que havia falecido na véspera.
Foi pelo senhor presidente da Junta de Freguesia feita uma apresentação dos pontos mais importantes e também dos que mais polémica e preocupações poderão causar e que constam do denominado Documento Verde da Reforma da Administração Local.
Analisada igualmente a proposta de lei, que se encontra ainda em versão de trabalho, mas que é considerada mais gravosa que o referido documento verde.
Os dirigentes presentes, que representavam todas as associações regionalistas da freguesia, nas suas várias intervenções foram esclarecendo algumas situações e manifestaram a sua enorme preocupação quanto ao desfecho de todo este processo.
A solidariedade colectiva existe e é evidente na firme defesa da manutenção da nossa freguesia. Não só pela acção das colectividades regionalistas, mas também pelo trabalho já desenvolvido e a desenvolver pela Junta de Freguesia e pela Assembleia de Freguesia do Colmeal.
A união dos Colmealenses é fundamental em todo este processo.
A. Domingos Santos
Fotos de Francisco Silva
in
http://upfc-colmeal-gois.blogspot.com
publicado por penedo às 22:07

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Novembro de 2011

Associações Regionalista ( Comissões etc...) Atenção ás datas

publicado por penedo às 19:48

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 10 de Maio de 2011

O TANQUE ESPORÃO

O TANQUE



MAIS UMA OBRA DE GRANDE VULTO!...

 

A nossa Aldeia, toda a zona circundante, o Conselho de Góis e toda a Floresta em particular,estará mais defendida, do flagelo que todos os anos, destrói aquilo que tanto custa a cada um, e a todos de um modo em geral.

 

Obra levada a efeito pela Comissão de Melhoramentos do Esporão e custeada pela mesma num valor elevado.

 

Tem uma capacidade superior aos duzentos mil litros.

 

Aqui fica demonstrado o quanto o Regionalismo tem a sua razão de existir.

 

O Esporão e o Conselho estão de parabéns.

 

Deixo aqui o meu reconhecimento à direcção da Comissão e a quem mais directamente levou a efeito esta realização.

 

Bem hajam

 

 

Texto de A.R Filipe

 

foto de L.Martins

http://lugarvelhosobreiras.blogspot.com/

publicado por penedo às 17:37

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010

CASA DO CONCELHO DE GÓIS

 

 

ANÁLISE SOBRE O ANO CULTURAL


DA CASA DO CONCELHO DE GÓIS


P’lo Conselho Regional

 

Adriano Pacheco

 

Terminado este ciclo de manifestações culturais, no presente ano, de iniciativa do Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis, é tempo de se fazer uma análise sobre o trabalho produzido e dos resultados culturais alcançados, partindo do princípio que, aquilo que foi feito, pode sempre parecer pouco, face aos anseios e perspectivas dos elementos que se propuseram trazer à “cena” qualquer coisa mais. Mas são apenas desejos que, por variadíssimas razões, nem sempre alcançam a sua realização.

 

Apesar disso e modéstia à parte, entendemos que este ano foi um tempo de grande dinamismo por parte do Conselho Regional, que realizou meia dúzia de reuniões e vários contactos para levar a efeito quatro eventos culturais de interesse regional: como sejam a palestra sobre a Saúde no Concelho, suas insuficiências e carências; a temática importante da arqueologia do território concelhio, que tão esquecida tem andada das preocupações dos munícipes.

 

Promoveu-se também a mobilização entusiástica dos jovens goienses para uma representação teatral na cidade que tão boa impressão deixou. Por último, deu-se relevo ao plenário das colectividades, sobre regionalismo, onde foram debatidos vários problemas locais de incidência camarária, perante a presença da Senhora Presidente Dr. Maria de Lurdes Castanheira, num diálogo franco e aberto pouco usual. Pois os problemas sempre existiram, mas a boa vontade para encontrar soluções só agora vai aparecendo.

 

Neste contexto, a senhora Presidente não deixou de reconhecer às colectividades trabalho profícuo de entreajuda importante, razão pela qual não quis deixar de aceitar o Movimento Regionalista, através da Casa, como um válido parceiro social. Foi a primeira vez que um autarca disse isto de viva voz e com toda a frontalidade! Não podemos deixar de registar, com agrado, tal reconhecimento.

 

Com estas actividades pretendemos, não só fazer regressar os goienses à sua Casa, da qual têm andado arredados, como também de dar a conhecer ao Concelho de Góis da existência desta Casa em Lisboa, proporcionando-lhes a vivência do que, nestes campos, se faz pelo Concelho e precisa de ser divulgado para ser apreciado.

 

Nas décadas mais recentes, não temos memória de uma actividade tão intensa e frutuosa no âmbito cultural, desenvolvida nesta Casa, o que não quer dizer que não seja possível fazer-se mais e melhor, basta lembrarmos o desenvolvimento sócio-económico que esta colónia beirã incrementou na Cidade de Lisboa, numa época em que dispunha de infra-estruturas antiquadas e pouco funcionais, o que lhe trazia necessidade de muita mão-de-obra barata para suprir tal lacuna. Agora, é o tempo da autarquia lisbonense reconhecer o préstimo que este povo deu à cidade.

 

Esta sugestão pode ser encarada quando a Casa conseguir pôr em marcha um evento tal, que suscite a presença dum representante da autarquia lisbonenses, a qual terá de ter em conta a existência da Casa do Concelho de Góis. Colectividade que deve merecer o reconhecimento da parte da edilidade lisbonense, ao ponto de a distinguir com estatuto próprio. Não creio que, com isto, tenhamos “lançado uma lança em Africa”, mas pelo menos tentamos lembrar que ainda estamos vivos, já que outras casas regionais o fizeram e com êxito.

 

Não ganhamos nada em continuarmos mudos e calados dentro da nossa concha, sem que ninguém dê conta da nossa existência. O Presidente da Autarquia de Lisboa e o Presidente da Junta da Freguesia local têm de saber que nós existimos, trabalhamos na cidade, pagamos os nossos impostos e ainda promovemos eventos culturais que só enriquecem a Cidade.

 

 

 


 

 

 

Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis,

debate entre cooperação  das associações regionalistas

e a Câmara Municipal de Góis

 

 



publicado por penedo às 19:17

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 28 de Agosto de 2010

ESPORÃO

 

 

 

Realizou-se na Casa de Convívio do Esporão, no passado dia 13 do corrente mês a Assembleia-geral da nossa comissão para a eleição dos corpos gerentes para o período de 2010/2013 begin_of_the_skype_highlighting2010-2013 end_of_the_skype_highlighting, que foram eleitos por unanimidade. Realçamos o elevado número de presenças, de conterrâneos,
assim como a sua participação nos assuntos presentes no ponto "outros assuntos de interesse para o Esporão e Comissão", sobe a presidência do Dr. António Bandeira Bento, que orientou o desenrolar da Ordem do Trabalhador.
O presidente de direcção, Avelino Martins, deu conhecimento dos assuntos que estão de momento a, ser tratados com saliência para a construção do tanque contra incêndios [com capacidade para125.000 litros de água por intermédio da PRODER; colocação de resguardos na Estrada do Esporão e povoação; arranjo dos bancos do parque; construção do centro de férias pelo Sindicato dos Seguros; contratos efectuados com à PORTUCEL/SOPORCEL relativos às propriedades do Casal, assim como a futura colocação de marcos nos mesmos; efectivação das festas de S. Miguel e os custos nas obras efectuadas na Capela e Telhado da Casa de Convívio no valor de 25.00 euros.
Depois foram solicitados vários pedidos de esclarecimentos pelos conterrâneos relativos aos terrenos do Casal do Esporão e alguns problemas resultantes no aproveitamento das atestadas antigamente que mereceram a devida resposta pelos directores presentes.
O presidente de direcção deu ainda uma palavra de agradecimento a todos os seus colegas que consigo trabalharam no último mandato, salientando emocionadamente o excepcional trabalho da sua colega lIda Celeste Ferreira, não só na organização anual das festas de S. Miguel, como na cobrança da quotização e, em inúmeras funções pedidas, lamentando;
mas compreendendo a sua ausência temporária como efectiva na Direcção unas estando crente que continuará connosco.
'Por fim, Ilda Ferreira ofertou um enorme quadro em moldura com o , emblema da Comissão bordado à mão por si para o Salão da Casa de Convívio, que mereceu os nosso agradecimentos e fortes aplausos de todos os presentes.
Finalmente foi solicitado um apelo para' admissão de novos sócios (familiares e amigos) e oferecido um pequeno lanche no Bar pelos conterrâneos João Simões e Manuela Batista.

Corpos Gerentes para2010/2013 - Lista A


Assembleia Geral

Presidente - Dr. António Bandeira Bento
Vice-presidente -António Francisco Brito
1.º Secretário - Maria Manuela Bandeira das Neves Batista
2.ºSecretário - Abílio Antunes Bandeira
Suplente -José Cardoso Bandeira
Suplente - João Alberto Ferreira Russo

Direcção

Presidente - Avelino Lopes Martins
Vice-presidente - Dr. Luís Filipe Pinheiro Martins
Tesoureiro - Adriano Rodrigues Filipe
Tesoureiro-adjunto - Luís Manuel Bandeira das Neves Martins
1.º Secretário - Edgar Barata Batista
2.º Secretário - Pedra Miguel Pinheiro Martins
1.ºVogal- Dr. Alberto Manuel Henriques Barata
2.º Vogal - Maria Olinda Bandeira Neves Almeida Simões
3.º Vogal - Casimira Martins Rodrigues
1.º Suplente - Ilda Celeste Barata Ferreira
2.º Suplente - Abílio Eusébio Sequeira Cardoso Bandeira
3.º Suplente - Maria Olinda Bandeira Simões
4. Suplente - Casimira Antunes Bandeira
5.º Suplente - Maria Isabel Barata Bandeira
6.º Suplente - Cátia Andreia Ferreira Adão
7.º Suplente - Joaquim Ramalho Domingos

Conselho Fiscal

Presidente - Dr.ª Marisa Clara Bandeira Barata
1.º Secretário - Paulo Jorge Dias Afonso
Vogal - Pedro Manuel Campos Dias Nogueira
Suplente - Dr. José António Bandeira Domingos
Suplente - Luís Maria Rebelo de Oliveira

publicado por penedo às 22:21

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Maio de 2010

Roda Fundeira

O passado e o futuro

1934  -  75 ANOS  -  2009

 

Vão-se reunindo as comissões de melhoramentos, vão-se discutindo as mudanças, vai-se discutindo o futuro. A Comissão de melhoramentos da Roda Fundeira que em 2009 completou 75 anos de história, após uma assembleia geral ordinária e outra extraordinária, não viu aparecer uma lista que dê continuidade ao trabalho feito em 75 anos! Desta forma quais são as perspectivas para o futuro?
Após quatro anos na direcção da CMRF, fico com a sensação do dever cumprido, reabilitamos a Casa de Convívio e o espaço envolvente, através de convívios procurámos (e conseguimos!) trazer mais pessoas à Roda Fundeira fora dos períodos de Verão, muito ou pouco estivemos lá, fizemos cartazes para as festas de verão que espalhamos pelas aldeias vizinhas, trouxemos muitas concertinas aos nossos convívios e à nossa festa, mantivemos uma boa ligação com a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal, com o apoio destes, por exemplo na conclusão do alcatroamento do que faltava na estrada de baixo, caminho da capela velha e algum apoio nas obras da Casa de Convívio. Fizemos largadas de pombos, rifas, sorteios, sessão de fados em Lisboa, teatro,magustos entre outras coisas.
Fizemos alguma coisa, mas muito mais havia e há para fazer!
Chegada a hora da assembleia geral para eleição de novos corpos gerentes, ninguém aparece! Não sei se se aperceberam, mas isto pode por em causa a festa de verão e mais grave a continuidade da CMRF!! O que estamos a assistir neste momento é a uma equipa a querer passar o testemunho, e na bancada, a assistir, estão muitas pessoas que poderiam formar outra equipa para continuar com o dito e não avançam ou porque já correram ou porque correr cansa! Enfim é o que temos. Na parte que me toca, a sensação é de dever cumprido, foram quatro anos de dedicação, não me sinto na obrigação de continuar, outros talvez estejam com a consciência um pouco mais pesada, ou não,  por pouco ou nada fazerem, mas a criticarem, aí estão sempre na frente...
Será que em cerca de 300 sócios, não existe ninguém com vontade de dar continuidade ao trabalho de 75 anos?
A ver vamos... Neste momento importa agitar e despertar consciências.
Até breve.

http://www.roda-fundeira.blogspot.com/

publicado por penedo às 23:53

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

Comissão de Melhoramentos de Povorais

 

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

 

 

 

 

Convocatória

 

De harmonia com os estatutos, no seu art.7º, desta Comissão de Melhoramentos, convoco todos os associados para Assembleia-Geral Ordinária, a realizar em 08 de Maio de 2010 pelas 16 horas, na Rua de Sta. Marta, nº 47 R/C, em Lisboa, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

 

 

1 . Apreciação e votação do Relatório e contas da Direcção, e parecer do Conselho

 

 

 

Fiscal

 

 

2 . Eleição dos Corpos Gerentes da C.M.P

 

 

 

3  . Assuntos de interesse para os Povorais

 

 

 

Não havendo número suficiente para Assembleia se realizar à hora marcada, a mesma funcionará uma hora depois com qualquer número de sócios.

 

 

 

 

O Presidente da Assembleia Geral

 

 

 

Daniel Lopes de Carvalho

 

 

 

 

 

 

 

publicado por penedo às 21:21

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

CASA DO CONCELHO DE GÓIS

http://3.bp.blogspot.com/_LHOPdPOJS_g/S9mCK4gYcII/AAAAAAAAAXY/Xttsvpf1ATs/s1600/gois_logo.jpg

http://1.bp.blogspot.com/_LHOPdPOJS_g/S9mCKmOv09I/AAAAAAAAAXQ/98gvSC-wAhQ/s1600/CCgois-cm-24042010.JPG

 

- Conselho Regional -

 

Reuniu em plenário no passado dia 24, o Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis. A mesa foi composta pelo Presidente do Conselho Regional, Dr. Luís Filipe Martins; pela Presidente da Câmara Municipal de Góis, Dra. Maria de Lurdes Castanheira; pelo Presidente da Direcção da Casa do Concelho de Góis, Sr. José Dias Santos e pelo Secretário-Geral do Conselho Regional Sr. Adriano Pacheco.

Com um número bastante significativo de colectividades representadas iniciaram-se os trabalhos com o Sr. Presidente do Conselho Regional a agradecer as presenças dos representantes das agremiações presentes e da Sra. Presidente da Câmara Municipal de Góis. Fazendo uma pequena introdução sobre a ordem de trabalhos, e o modo como iria decorrer, prosseguiu com as suas palavras falando pelo Conselho a que preside, dizendo que sem querer ignorar o passado do Regionalismo, o qual é de uma riqueza inesquecível, é nosso propósito olhar para o futuro e analisar em pleno século XXI como deve ser o relacionamento entre o Movimento Regionalista, representado pelas diversas Comissões e Ligas de Melhoramentos e o Poder Autárquico, representando nesse dia pela Sra. Presidente da Câmara Municipal.

Hoje, continuou; o papel das Comissões de Melhoramentos, não pode e não deve ser o mesmo que foi na segunda metade do século XX. Grande parte do trabalho que as Comissões efectuaram compete ao Poder Local, entidade responsável por realizar as obras necessárias ao desenvolvimento das nossas gentes deixando uma questão. Será que com essa transferência de responsabilidade, se esgotou o papel das Comissões? …”Claramente que não, teremos é que encontrar novos desafios, para o que estamos hoje aqui…”

Descreveu de seguida as três grandes linhas orientadoras para o relacionamento entre as diversas Comissões e Ligas de Melhoramentos com o Poder Local.

Relativamente à primeira: “A representação da consciência das nossas gentes”, salientou que “… deve competir às Comissões, serem a consciência crítica da população da sua aldeia, exigindo junto do Poder Local, a efectivação concreta das necessidades básicas exigíveis para uma qualidade de vida a que temos direito, competindo-nos zelar pelo cumprimento, quer das promessas efectuadas, quer da realização das carências existentes nas nossas aldeias…”

“A descoberta de novos campos de actuação, por exemplo em termos culturais”, foi a segunda linha apresentada, referindo que “…compete às comissões poderem encontrar novos campos de actuação, onde possam trazer mais-valias aos moradores, possibilitando a abertura de novos horizontes quer no campo cultural, quer no campo de lazer, quer noutros campos a identificar, podendo nestes aspectos o Poder Local ajudar nesta procura de novos horizontes, partilhando conhecimentos, e novas ideias...”

A terceira, e última linha: “A efectivação de parcerias com o Poder Local”, foi referenciada pelo Dr. Luís Filipe Martins como sendo, em seu entender, a mais importante para o debate, afirmando que “…devem as Comissões de Melhoramentos ser vistas pelo Poder Local como verdadeiros parceiros sociais, disponíveis para a efectivação de verdadeiras parcerias, tendo como objectivo a melhoria das condições de vida da nossa população…”

Recordou ainda que “…o passado das Comissões é uma garantia clara da qualidade do seu trabalho, sendo esta capacidade de trabalho uma riqueza que não deverá ser ignorada pelo Poder Local, devendo aproveitá-la como um factor “alavancador” para a concretização em parceria, de diversas realizações…”

Completou a sua introdução dizendo, como o tem relatado no passado recente, nos temas de carácter transversal ao nosso Concelho, de que são exemplos, entre outros, temas como a saúde e os transportes, a Casa concelhia deverá ser, em conjunto com as diversas Comissões de Melhoramentos, o referido parceiro social.

De seguida usou da palavra a Sra. Presidente da Câmara Municipal de Góis, Dra. Maria de Lurdes Castanheira, agradecendo o convite que lhe tinha sido endereçado, dando os parabéns por esta iniciativa e dizendo que deveria existir um modelo de colaboração e interacção entre a Casa do Concelho de Góis, as Comissões de Melhoramentos e a Câmara Municipal, devendo estes ser aceites como parceiros sociais da causa do desenvolvimento e interesse público. Referiu também que o poder local não se esgota na Câmara Municipal, na medida em que as Juntas de Freguesia também têm um papel de extrema importância neste campo. Informou que estava a ser preparado um endereço de correio electrónico específico com o objectivo de fazer a ligação entre a Câmara Municipal e o movimento regionalista. Anunciou que este endereço entrará em funcionamento no próximo dia 14 de Maio, sendo responsáveis da parte da Autarquia o seu Chefe de Gabinete e o Técnico de Informática. Disse ainda que está em elaboração um Regulamento de Apoio ao Associativismo a ser apresentado na Assembleia Municipal na sessão agendada para Junho e que nesse Regulamento estarão apresentados, não apenas os apoios a ser concedidos mas também estarão indicados os retornos que a Câmara Municipal pretende obter da parte dessas Associações. A Sra. Presidente da Câmara terminou dizendo que as colectividades não perderam a razão de existir. Pelo contrário, deveriam manter-se atentas às obras que ainda não tinham sido executadas ou que careciam de melhoramentos.

De seguida foi dada a palavra aos representantes das agremiações presentes, com o objectivo de, também eles, poderem apresentar as suas opiniões e ideias.

Assim, e por ordem de inscrição, Avelino Martins da Comissão de Melhoramentos do Esporão começou por dizer que as Comissões de Melhoramentos são as Juntas de Freguesia junto das populações, pois muitos dos encargos dos pequenos melhoramentos que são feitos, são suportados pelas Comissões de Melhoramentos. Fez ainda referência ao projecto antigo da construção da Residencial de Ferias que tinha sido protocolada com o Sindicato de Seguros, onde já tinham sido gastos muitos fundos e que até ao momento esse projecto não era ainda uma realidade. João Henriques da Comissão de Melhoramentos das Estevianas questionou se no Regulamento de Apoio ao Associativismo anunciado pela Sra. Presidente da Câmara Municipal estavam descritos os objectivos e as estratégias dos vários projectos que serão apresentados pois se antigamente o importante era a electricidade ou o tanque, hoje em dia as prioridades são outras e é necessário estar atento às mesmas. António Alves, da Liga dos Amigos da Fonte Limpa, teceu algumas considerações relativamente às dificuldades e obstáculos que muitas vezes são colocados a quem pretenda construir ou reconstruir alguma habitação na Fonte Limpa, pelo que deveria existir mais colaboração da parte da Autarquia para tentar solucionar estas questões. António Rui, da Comissão de Melhoramentos de Alvares recordou que existem problemas relacionados com a pouca adesão de jovens nos órgãos directivos das diversas Comissões. João Reis, da Comissão de Melhoramentos das Cortes, começou por dizer que desde 2001 têm olhado para o Regionalismo de uma forma um pouco “ortodoxa” tendo procedido ao lançamento de “Jornadas Culturais” e estava a ser desenvolvido um projecto, por uma animadora cultural, em parceria com a Comissão de Melhoramentos. Referiu ainda que a Freguesia de Alvares era a segunda maior em termos de área a nível nacional, com uma excelente exposição solar e que esta exposição deveria ser mais explorada e de forma rentável. Finalizou dizendo que o futuro era risonho. Que não são os subsídios que resolvem os problemas das Comissões. O importante entre apresentação dos projectos para poderem obter o respectivo acompanhamento. João Baeta, da Comissão de Melhoramentos do Amioso do Senhor, começou por dizer que era necessário manter, pelo menos, os actuais residentes nas aldeias e também referiu que se deveria olhar para a floresta com outra perspectiva uma vez que está em curso um projecto de constituição da ZIF da Ribeira do Sinhel. Hélder da Comissão de Melhoramentos da Simantorta, teceu algumas considerações, nomeadamente o facto de uma parte da estrada principal da Simantorta estar a abater, tornando-a um perigo para quem nela circula, assim como o facto de por vezes a água que corre nas torneiras não estar própria para consumo. António Domingos dos Santos, da União Progressiva da Freguesia do Colmeal, teceu alguns comentários relativamente a projectos que já tinham sido apresentados anteriormente, nomeadamente o abastecimento de água para o combate a incêndios e, outra necessidade já várias vezes apontada que é a da construção de um recinto para práticas desportivas. Da Comissão de Melhoramentos do Amiosinho, José Luis disse que era urgente entre todos, tentar fixar as pessoas nas aldeias, fazendo um esforço para que essas aldeias não percam as suas características, tentando que as construções existentes sejam e estejam recuperadas. António Marques da Comissão de Melhoramentos da Chã de Alvares sugeriu que existisse uma entreajuda entre as diversas Comissões do Concelho, dando como exemplo a área da saúde, actuando na prevenção através de acções de sensibilização por parte de organizações especializadas. António Bento, da Comissão de Melhoramentos do Esporão, proferiu algumas considerações sobre este debate, enaltecendo a presença da Dra. Maria de Lurdes Castanheira, sinal da existência de uma estratégia para o bom relacionamento entre as Comissões de Melhoramentos e a Câmara Municipal. José Batista da Comissão de Melhoramentos da Sandinha, apresentou algumas preocupações daquela localidade, nomeadamente sobre a estrada recentemente aberta pela Junta de Freguesia do Cadafaz e a falta de cobertura de redes de comunicação móveis e também da Portugal Telecom que raramente satisfaz os sandinhenses. Este problema, referiu, é geral em toda a freguesia do Cadafaz. Jaime Carmo da Sociedade de Melhoramentos de Roda Cimeira, fez referência às potencialidades turísticas na Freguesia de Alvares, dando como exemplo a Ribeira do Sinhel, que chegou a ser conhecida antigamente como a “Ribeira das Trutas” tal era a quantidade e qualidade das trutas existentes, onde recordou um episódio passado na sua juventude com um pescador que veio propositadamente de Chaves em busca das maravilhosas trutas. Apresentou ainda algumas preocupações, nomeadamente à desertificação que se tem verificado, à falta de comunicações em algumas zonas, equacionando a instalação de uma antena de telecomunicações e as muitas dificuldades no que diz respeito à rede viária.

A Sra. Presidente da Câmara Municipal respondeu a todas as questões feitas pelas Comissões e demonstrou claramente a sua preocupação com os assuntos que foram levados ao plenário. Sobre outros aspectos referidos disse que hoje existem outras formas de apoio através da apresentação de candidaturas de projectos em sede própria, nomeadamente o PRODER e o AGRIS, projectos esses que a Câmara Municipal poderá indicar a forma e os critérios para os obter. Terminou reafirmando o apoio da autarquia, quer a nível financeiro, quer a nível logístico dentro das possibilidades da mesma.

O Presidente do Conselho Regional encerrou os trabalhos, agradecendo novamente a presença da Sra. Presidente da Câmara Municipal de Góis assim como dos representantes das diversas Comissões de Melhoramentos, congratulando-se pela forma positiva e enriquecedora como tinha decorrido a sessão e, aproveitando para anunciar um evento a ter lugar na Casa do Concelho de Góis no próximo dia 29 de Maio subordinada ao tema “A Saúde no Concelho de Góis”.

 

O CONSELHO REGIONAL

publicado por penedo às 23:55

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Abril de 2010

Associativismo no Concelho de Góis

 

Todos reconhecemos as vantagens de trabalhar em equipa e alinhados com objectivos comuns.

Foi neste espírito que no último Sábado se realizou mais um Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis, em Lisboa, para debater o futuro da cooperação entre as associações regionalistas e a Câmara Municipal de Góis.
Estiveram presentes representantes de diversas colectividades e a actual presidente do município, Dra Maria de Lurdes Castanheira.



Existem cerca de 60 colectividades no concelho de Góis, que é constituído pelas freguesias de Alvares, Cadafaz, o nosso Colmeal, Góis e Vila Nova do Ceira, num universo de aproximadamente 4000 habitantes, distribuídos por 263 km2.

A melhoria das condições de vida nas aldeias continua a ser o desafio que se coloca às associações regionalistas, no entanto, o meio para o conseguir deverá ser adaptado aos tempos actuais.
Cada vez mais, as colectividades devem assumir o papel de parceiros sociais dos organismos Estatais, actuando em proximidade com as populações que representam. Cabe-lhes ainda uma maior dinamização cultural das suas aldeias para lá das tradicionais festas de Verão.


Por seu turno, o poder autárquico, deverá procurar alcançar um novo patamar de desenvolvimento na região, indo além das condições básicas oferecidas às populações.
Relativamente ao associativismo, foi apresentado pela presidente da CM Góis um conjunto de iniciativas por forma a aproximar os Paços do Concelho e as Colectividades. Existem actualmente na CM Góis uma estrutura de apoio ao associativismo e juventude, um canal de comunicação dedicado, e para breve está prevista a criação de um regulamento para as nossas actividades.

Falou-se também numa das maiores riquezas do concelho, a floresta, que poderia ser utilizada de forma mais rentável para fins produtivos. Está em curso no nosso concelho, a formação das ZIF - Zonas de Intervenção Florestal, que poderão ser o primeiro passo de uma estratégia de desenvolvimento sustentável.


Ficou marcada nova sessão para o próximo dia 29 de Maio de 2010, Sábado, para analisar a Saúde no Concelho de Góis, uma questão igualmente importante, considerando a composição etária das populações na nossa região.

Aproveite também para recordar como foram celebrados os 80 anos do Regionalismo no concelho de Góis, pela freguesia do Colmeal em Janeiro de 2009, clicando aqui.

Saudações Malhadenses!
in
http://malhadaecasais.blogspot.com/
publicado por penedo às 19:21

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Abril de 2010

Comissão de Melhoramentos do Esporão

Assembleia Geral - Abril 2010

Realizou-se no passado dia 3 de Abril, pelas 15:30 e em 2ª convocatória, na Casa de Convívio do Esporão, a assembleia-geral da Comissão de Melhoramentos do Esporão, presidida pelo Dr. António Bandeira Bento, tendo a seu lado Manuela Neves Batista, na ausência dos outros membros da mesa.

O presidente da mesa, deu início à sessão, referindo o reduzido número de presentes, tendo colocado à votação a leitura ou dispensa da acta da sessão anterior, tendo sido aprovado a sua dispensa, com uma abstenção.

De seguida, o presidente da Direcção, Avelino Martins, deu as boas vindas aos presentes, lamentando não terem comparecido mais associados, e justificou a ausência de dois membros da Direcção. Luís Batista, leu a introdução do relatório e actividades do exercício de 2009, tendo Avelino Martins, resumido um pouco de todas as actividades, obras e eventos realizados durante este exercício, assim como do mandato que agora termina.
Deu também alguns esclarecimentos sobre o ponto da situação em que se encontra a obra do Lar/Centro de Férias do Sindicato das Actividades Seguradoras, bem como da correspondência trocada entre os advogados de ambas as partes, obra esta projectada para o terreno doado pela Comissão, mas que há muito esgotou o prazo estipulado para o efeito.

O vice-presidente Luís Filipe Martins explicitou todas as receitas e despesas referentes ao exercício de 2009, e esclareceu dúvidas sobre as receitas do Casal. De seguida a Dra. Marisa Barata, do Conselho Fiscal, pronunciou-se sobre o relatório e contas, ao qual deu um parecer positivo, tendo o presidente da mesa, posto o mesmo à votação pela assembleia, o qual foi aprovado por unanimidade.

Avelino Martins salientou também o facto de muitas das fontes de receita que a Comissão tinha anteriormente, estarem a acabar, apesar de as despesas correntes (água, electricidade, etc.) permanecerem bastante elevadas. O Dr. Bandeira Bento fez uma chamada de atenção para este problema, e apelou a que todos têm que colaborar de forma a haver uma melhor gestão de recursos.

Foram também aprovados os seguintes votos de agradecimento: ao Dr. António Bandeira Bento pela colaboração prestada; a todos os elementos da Equipa de Gestão da Casa de Convívio, pela colaboração e efectivação das festas realizadas, assim como a todos os conterrâneo e amigos que desinteressadamente colaboraram com a nossa comissão; aos elementos do Grupo de Teatro; aos responsáveis pelo Museu Casimiro Martins, biblioteca, Capela de S. Miguel, manutenção do apartamento e instalação sonora; aos nossos conterrâneos que ofertaram utensílios para a casa do convívio, bem como aos sócios que ofertaram livros; aos consócios auxiliares Maria Emília Duarte, Mário Mendes Mateus e José Alberto Russo, assim como aqueles que colaboraram na cobrança de quotas; às firmas patrocinadoras e ofertantes de lembranças para os vários eventos e festividades organizadas no Esporão; à Câmara Municipal de Góis pela pavimentação da nossa estrada; à Direcção da Casa do Concelho de Góis pela colaboração prestada; aos jornais “O Varzeense” e “Jornal de Arganil” pela divulgação das notícias das nossas organizações e reuniões de Direcção.

Foram ainda aprovados votos de pesar pelo falecimento de conterrâneos, sócios e seus familiares, bem como de outros regionalistas e amigos.

De seguida passou-se ao 3º ponto da ordem de trabalhos: eleição dos órgãos sociais para o período 2010-2013. Depois do presidente da mesa, comunicar que não havia recebido nenhuma lista, Avelino Martins, actual presidente da Direcção, disse que pela sua idade e tantos anos na Direcção, entende que deve sair e dar lugar aos mais novos, sem no entanto deixar de colaborar.
Frisou ainda que a actual desmotivação dos restantes membros da Direcção, levou a que não se conseguisse apresentar uma lista nesta assembleia. Bandeira Bento, lamentou que a juventude não assuma responsabilidades nestes movimentos regionalistas, facto para o qual vinha chamando a atenção nos últimos anos, e mostrou-se triste pela hipótese de a Comissão vir a acabar.

Luís Filipe Martins falou da desilusão que sente pelo desinteresse da população da terra, o que não o motiva a apresentar uma lista, onde ficaria como presidente como era o desejo de Avelino Martins.

Assim sendo, e como regem os estatutos, os actuais corpos gerentes, manter-se-ão em exercício até à convocação de novas eleições no prazo máximo de 90 dias.

No ponto 4, referente ao Casal, foram colocadas algumas dúvidas e dadas algumas sugestões sobre os últimos cortes de arvoredo, quer pela Portucel quer pela firma Adões – Exploração de Madeiras, Lda.

Quanto aos abusos que de forma arbitrária se têm continuado a verificar, o presidente confirmou que lamenta, mas têm que seguir a via judicial.

Nos outros assuntos de interesse para o Esporão, levantaram-se entre outros, os problemas do telhado, porta e apartamento da Casa de Convívio, na Capela de S. Miguel, grades de protecção em zonas onde podem ocorrer quedas, etc.

Nada mais havendo a tratar, o presidente da mesa, deu por encerrada esta assembleia.

publicado por penedo às 14:54

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

CASA DO CONCELHO DE GOIS

CONSELHO REGIONAL

Vai o Conselho Regional da Casa do Concelho de Góis realizar duas sessões, nos próximos meses de Abril e Maio, na sua sede, sita na Rua de Santa Marta 47, r/c Dto. em Lisboa.

 

Dia 24/Abril, pelas 15 horas

 

Sessão Plenária

com a presença da Sra. Dra. Maria Lurdes Castanheira, Dgma Presidente da Câmara Municipal de Góis, e com a presença dos Srs. Presidentes de todas as Colectividades Regionalistas filiadas nesta Casa, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

Ponto 1

As Comissões de Melhoramentos e a Câmara Municipal, que futuro ?

Ponto 2

 

Outros assuntos do interesse para o Concelho de Góis.

Convidamos desde já todas as Colectividades do nosso Concelho

a marcarem presença nesta sessão.

 

 

 


Dia 15/Maio, pelas 15 horas

 

Debate sobre o tema “O Estado da Saúde no Concelho de Góis”,

 

com as presenças de representantes da Câmara Municipal de Góis, de Serviços Prestadores de Saúde Publica e de Prestadores de Medicina Privada.

Este debate será aberto não só aos representantes de todas as Colectividades Regionalistas filiadas nesta Casa, como de todos os Goienses em geral.

 

 

Convidamos desde já todos os Goienses a estarem presentes, de forma a podermos debater abertamente um tema que é do interesse de todos.

 

 

O Conselho Regional com estas sessões pretende dar continuidade ao seu plano de acções possibilitando o debate dos problemas existentes no nosso Conselho.

 

Em tempo oportuno apresentaremos o programa do 2º semestre de 2010.

 

 

O Conselho Regional

publicado por penedo às 20:48

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Março de 2010

Esporão

 

Esporão

Reunião de Março 2010

Tanque para incêndios: no seguimento das diligências para o financiamento deste equipamento de prevenção, foi efectuada a inscrição no IFAP – Instituto de Financiamento de Agricultura e Pescas – entregando para o efeito os vários documentos pedidos, referentes à nossa comissão, atestando assim ser um organismo totalmente legalizado.

Almoço da Cerdeira – Góis: estivemos representados neste convívio, pelo nosso presidente, atendendo a laços de amizade entre as nossas congéneres.

Voto de felicitações: aprovado pelo lançamento de mais um livro de poesia, do nosso sócio António Manuel Rodrigues Martins, com o título “Quase Feminino”.

Voto de pesar: pelo falecimento dos pais da sócia auxiliar Maria Susana Esteves Iria e sogros do sócio José António Borges Duarte.

Aumento de quotas: Maria Mercês de Sousa, Ana Trindade Rosado, Maria Susana Esteves Iria e José António Borges Duarte.

Assembleia-Geral: a realizar em 03 de Abril, na Casa de Convívio do Esporão, tendo já sido aprovado a sua agenda e os assuntos a apresentar e discutir na mesma.

Apresentadas as contas do exercício de 2009, assim como o relatório da Direcção, apresentado pelo presidente, serão nesta assembleia também tratados assuntos de interesse para o Esporão, incluindo naturalmente o Casal do Esporão.

Órgãos sociais: em virtude de ainda não termos conseguido chegar a um entendimento, para uma lista a apresentar pela Direcção, ficamos a aguardar alternativas até à data da assembleia.
A Direcção

http://comissaoesporao.blogspot.com/

publicado por penedo às 19:39

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

BAILE DE CARNAVAL 2010 ....Esporão

                                                                        NÃO FALTE

in

http://terrasdoesporao.blogspot.com/

publicado por penedo às 19:25

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Jantar-convívio da Comissão de Melhoramentos Cerdeira

 

 
Em virtude da não realização do almoço comemorativo do 57.º aniversário da nossa Comissão, a direcção decidiu organizar um convívio para todos os cerdeirenses, familiares e amigos. Para tal, vai organizar-se um jantar no dia 30 (sábado), na Casa do Concelho de Góis, na Rua de Santa Marta n.º 47, R/C, em Lisboa.
Este jantar terá o seguinte programa: 18 horas, início da concentração; 19, início do jantar que consta de aperitivos, sopa, prato de peixe, prato de carne, sobremesas, cafés e digestivos.
Haverá ainda música ambiente e depois do jantar a música continua para diversão de todos.
O preço, adulto: 20 €; crianças dos 5 aos 10 anos, 10 €; crianças até aos 5 anos, gratuito e as inscrições podem ser feitas através dos contactos: Carlos Albino, 938931790 / 210164661; Armindo Lopes, 912596352 / 214795018; e Teresa Simões - 914941319 / 214785337.
Sofia Lopes
in A Comarca de Arganil, de 13/05/2009

 

publicado por penedo às 20:19

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Comissão de Melhoramentos do Esporão

               ASSEMBLEIA GERAL


-Apresentação do relatório das contas do ano de 2008
-Parecer do Conselho Fical
-Assuntos relacionados com Casal
-Apresentação dos votos de agradecimento,a diversas entidades
-Apresentação dos votos de pesar,pelo falecimento de conterrâneos e sócios
-Plano das futuras obras e realizações,para o ano de 2009

A mesma decorreu com uma salutar discussão,sobre diversos assuntos referentes ao "Casal do Esporão",aonde foram clarificadas algumas situações,sempre com o espírito aberto e franco,da parte do corpos dirigentes da C.M.E. bem como da parte dos associados presentes.
Encerrada a sessão, o Presidente da Mesa da Assembleia Geral ,Dr.Bandeira Bento,convidou os presentes a assistir ao descerrar da lápide toponímica,com o nome do Presidente da Comissão Sr. Avelino Lopes Martins, a uma rua do Esporão.
Agradeceu a presença de todos, relembrando que tudo o que tem feito é em memória de seu irmão Casimiro Martins,em prol do Regionalismo e em especial pelo Esporão.
Salientou que nada teria feito ao longo destas décadas,se não tivesse tido a colaboração e o desempenho de todos colegas, que com ele trabalharam,nas sucessivas direcções .
Finalizou apelando aos Conterrâneos o maior apoio á Comissão,para que se possa levar por diante as obras e os melhoramentos necessários para o Esporão,em proveito de todos,tornando-a mais sustentável, para poder enfrentar o futuro.

Mesa Assembleia Geral composta por :Dr.Bandeira Bento Presidente; José Cardoso Vice-Presidente,Manuela Baptista Secretária


Conselho Fiscal composta por;Drª.Marisa Barata Presidente e Olinda Bandeira Mesa da Direcção composta por;Avelino Martins Presidente,Dr. Luís Martins Vice-Presidente,

Ilda Celeste Tesoureiro,Luís Manuel e Edgar Secretários,Pedro Martins e Adriano Filipe Vogais

O descerrar da placa toponímica; Avelino Lopes Martins e Dr. Bandeira Bento


Fotos cedidas pela sócia Mª Adelina

Texto de Adriano Filipe
 

 

 

http://sobreirasdoesporao.blogspot.com/

publicado por penedo às 10:39

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

À volta dos Penedos- Cerdeira

                          

Cerdeira &  Póvoa de Cerdeira

 

                              Comissão Melhoramentos da Cerdeira

 

 

                             Almoço comemorativo do 57º aniversário

 

                        Dia  1 de Março  no restaurante Stadium em Lisboa

 

                                marcações  : tels. 938931790,210164661

 

                                             11 Horas- jogo de futebol 5

 

a direcção pretende a convivência entre todos os cerdeirenses, familia e amigos.

 

 

 

 

 

publicado por penedo às 17:39

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

À Volta dos Penedos ---Festa do Regionalismo

Regionalismo goiense em grande jornada cultural

 
Grande jornada de fervor regionalista ocorreu no último dia 15, na Casa do Concelho de Góis, promovida pelo Conselho Regional, organizada pela aniversariante Sociedade de Melhoramentos da Roda Cimeira e apoiada pela Junta de Freguesia de Alvares, numa manifestação de entusiástico elan regionalista que soube ocupar e desempenhar bem o papel para que tinha sido convidada e que, por direito próprio lhe cabia.
Tudo era genuinamente beirão, começando pelas pessoas dentro do seu tagarelar e, sem nos darmos conta, dava-se uma desgarrada que resultava dum encontro inesperado misturado com o cheiro da chanfana com o apelativo aspecto do aferventado, ou com o brilho das filhós. Tudo presenteado pela colectividade que não se poupou a esforços para festejar condignamente os seus 80 anos de existência. A longa tarde avançava muito preenchida com momentos inesquecíveis, associados à prova dos sabores regionais, à degustação dos mesmos, ao requinte da sua exposição que traziam à memória os aromas da flor da urze, da flor da acácia e os sons dos silvos do vento. Numa palavra pode dizer-se que a nossa região esteve condignamente representada com a colaboração da Junta de Freguesia de Alvares no transporte das pessoas.
As forças vivas da região estiveram representadas por José de Carvalho da Assembleia Municipal e Helena Moniz da parte da Câmara Municipal; Dr. Vítor Duarte e Quim Mateus por parte da Junta de Freguesia de Alvares; Dr.ª Lurdes Castanheira da parte da ADIBER; pela Sociedade de M. de Roda Cimeira os Sr.s João Baeta e Jaime Carmo, pela Casa José Dias Santos e pelo Conselho Regional Dr. Luís Filipe que presidiu à mesa de honra.
Destas individualidades realçamos os seguintes apontamentos: o regozijo do Dr. Luís Martins e de José Dias Santos em terem a Casa cheia de gente que levou ao êxito deste evento; as palavras de satisfação do Dr, Vítor Duarte pelo momento de exaltação que se vivia e de Quim Mateus ao referir que nas colectividades são as pessoas que contam e só assim faz sentido; a lembrança de João Baeta dirigiu-se para a memória dos fundadores desta colectividade, para os quais pediu um minuto de silêncio e lembrou aos autarcas que aceitem as colectividades como parceiros sociais; Jaime do Carmo deu-se por satisfeito pelo êxito alcançado; Helena Moniz realçou a festa das Freguesias do Concelho; José de Carvalho valorizou o contributo das colectividades e o seu direito ao lugar de parceiros sociais; por último a Dr.ª Lurdes Castanheira relembrou a importância das colectividades, manifestou a sua simpatia por Roda Cimeira e deixou a boa nova do programa PRODEC. Todas estas intenções deixam adivinhar o advento de um novo ciclo de relações com as colectividades.
Houve também tempo e espaço para a poesia, tratada e analisada pelo Eng.º João Coelho que se deteve um pouco sobre a obra de Adriano Pacheco, deixando campo para que fossem lidos dez poemas inéditos, nas vozes de Marina Lopes, Filipa Victor, Ana Rita e do próprio autor que intervalaram e trouxeram alguma suavidade aos ouvidos dos presentes.
Mas este tipo de eventos, a música ocupa sempre o lugar de destaque ao alterar todo o ar formal e sisudo da plateia, a arrumação e a postura das coisas e das pessoas a partir do qual a agitação toma conta delas. Ninguém consegue ficar indiferente aos sons vibrantes e harmoniosos da concertina do Marcelo e seu grupo. A música e a sua presença em palco é algo que mexe com as pessoas e cativa a aderência do mais sorumbático cidadão. Para quem já esgravatou neste instrumento e conhece minimamente a sua técnica, não pode deixar de admirar a destreza dos executantes e a harmonia dos sons conseguidos.
Em traços muito largos foi assim que decorreram parte das festividades do regionalismo goiense e se homenageou o octogésimo aniversário da Sociedade de Melhoramentos de Roda Cimeira que os ventos falarão dele. Pelo que o Conselho Regional regozija-se com as celebrações em curso e aguarda com expectativa outros desenvolvimentos que se perfilam no horizonte.
in Jornal de Arganil, de 20/11/2008
publicado por penedo às 18:13

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Á Volta dos Penedos - Festa no Esporão

                       

 Festa de S. Miguel

 
A  Comissão de Melhoramentos, com com a colaboração indispensável da Equipa de Gestão da Casa do Convívio, vai levar a efeito nos proximos dias 26 a 28 de Setembro, no Esporão a tradicional festa em honra de S. Miguel.
Este ano aproveitamos a ocasião para reabrir a capela de S. Miguel após obras de restauração que levámos a efeito.
A festa vai ter lugar na nossa casa de convivivo, e o programa será o seguinte:

Dia 26 sexta-feira

19h – Abertura do bar, quermesse e exposição e venda de artesanato.
22h – Baile e karaoke com o duo “Liliana e Azevedo”.

Dia 27 sábado

13h – Almoço tradicional, com sopa serrana, churrasco misto, arroz de lombo, sobremesas, café, etc.
15h30m – Actuação da Tuna Mouronhense.
22h – Baile com o conjunto típico “Estrelas Incomparáveis”.
Meia-noite – Sorteio das rifas.

Dia 28 domingo

13h30m – Sardinhada, oferta da organização, só têm que comprar as bebidas.
17h – inauguração das obras realizadas na Capela de S. Miguel, com celebração de missa.


A inscrição pra o almoço deve ser feita para:

Ilda Celeste: 96 660 71 36 , Maria Olinda: 91 644 44 55 ou Manuela Batista: 91 922 98 33 ou podem também ser efectuadas junto de qualquer membro da Direcção ou da Equipa de Gestão da Casa do Convívio.

Os preços são:
ADULTOS – 12 EUROS
CRIANÇAS DOS 7 AOS 12 – 6 EUROS

Contamos consigo no Esporão de 26 a 28 de Setembro, apareça que vai valer a pena, venha divertir-se connosco.
A Direcção
in http://comissaoesporao.blogspot.com
publicado por penedo às 09:53

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

À volta dos Penedos -Associações Regionalistas

                Associações Regionalistas   da  area dos Penedos

                       

                                  Ano de fundação

 

1952 - Comissão de Melhoramentos de Cerdeira de Góis
 

1952 - Comissão de Melhoramentos de Ribeira Cimeira e Fundeira
 

1955 - Comissão de Melhoramentos do Esporão
 

1956 - Comissão de Melhoramentos de Povorais
 

1957 - Comissão de Melhoramentos do Vale Torto

 

1996 - Associação de Melhoramentos das Aigras, Comareira e Cerejeira
 

2000 - Comissão de Melhoramentos da Pena

 

 

publicado por penedo às 21:30

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Góis --Lisboa....Juntas v...

. Ladeiras de Góis.

. O CONSELHO REGIONAL DA CA...

. AS CASAS REGIONALISTAS E...

. “Energias Renováveis em ...

. À volta dos Penedos- Povo...

. ADIBER convida...Casa Con...

. Assembleia Geral da Casa ...

. Casa do Concelho de Góis ...

. Freguesia do Colmeal - Re...

.links

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO