Terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

Preparação do Bodo e castanhas

Dia 20 de Janeiro é dia do Mártir São Sebastião, dia de Bodo. Este ano o Bodo será no próximo domingo, dia 23, às 9 horas será a bênção das castanhas, a seguir será celebrada missa seguida de procissão e por fim a distribuição do Bodo às pessoas presentes nesse dia.
Se ainda não conhece esta tradição carregue no link que o vai levar ao post que fiz o ano passado sobre o Bodo:
http://cadafaz-gois.blogspot.com/2010/01/o-bodo.html

Mordomos do Cadafaz:
Américo Antunes
José António Gomes (substituto do Álvaro Martins)
Juiz do Bodo:
Mário Neves

Antes do dia 23, ainda houve algum trabalho a fazer pela parte dos mordomos do Cadafaz.

A secagem das castanhas
O Américo Antunes começou a secar as castanhas no mês de Novembro e só na última semana de Dezembro é que foram pisadas. Todos os dias fazia uma fogueira em que durante várias vezes ao dia tinha de ir colocando lenha para manter o lume acesso.

O Américo a colocar lenha

Ao cimo o caniço com as castanhas a secarem
Uma vez por dia as castanhas tinham de ser mexidas para irem bem secando.

As castanhas a secarem

O Américo a mexer as castanhas
O pisar das castanhas
Quando as castanhas já estão bem secas (piladas) podem ser pisadas.

A juntar as castanhas para serem pisadas
São colocadas num cesto e são pisadas com as botas. De vez em quando abana-se o cesto para as cascas se irem soltando, a isto chama-se esquivar as castanhas, e volta-se a pisar novamente até estarem quase todas soltas da casca.
O cesto onde se pisam as castanhas

O Zé António a pisar as castanhas
A esquivar as castanhas
Este serviço é demoroso e cansativo, porque só se trabalha com os pés e é preciso fazer força, por isso no final houve um lanche ajantarado no Café, onde todos pudemos recuperar forças.
Noutros tempos quando havia muita gente para receber o Bodo, era preciso muitas castanhas, os mordomos passavam uma tarde inteira ou mais a pisa-las.

Uma parte das castanhas pisadas
Agora só falta cozer as castanhas, que é feito no dia anterior da entrega do Bodo.
Provei as castanhas piladas e posso dizer que estavam muito boas. Se as quiser também provar, só tem de aparecer no Cadafaz dia 23 a partir das 9 horas.
Video da pisagem das castanhas:

video

http://cadafaz-gois.blogspot.com/

publicado por penedo às 23:25

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Castanha

É tempo de castanha e mel. E o mel é do Joaquim, puro, amarelinho.
No passado fim-de-semana andei a apanhar castanhas com os meus tios. Não havia frio, nem um ventinho a correr. Apenas o ar quente, deste Outubro estranho.
Lá partimos depois de almoço, pela graça de procurar castanhas entre ouriços (que picam, ai se picam). Os castanheiros, de altura média, lá estavam á nossa espera. As castanhas também, que sorte. Mas aqui e ali encontrámos vestígios de cascas… os animais também gostam!
Contou-me a minha tia que antigamente a minha avó e os seus irmão herdaram alguns “soitos” (soutos). Resultava que, por serem vários os filhos, tinham que dividir os terrenos entre si.
Assim lá iam buscar o seu “quinhão” ao Soito Enladeirado e ao Soito do Munho.
Sendo, como sabem, os nossos terrenos inclinados (lá está a razão do nome do primeiro ser enladeirado), tinham que haver estratégias para a retenção do fruto.
Assim criavam-se “combaros” na ladeira e quando caíam as castanhas ficavam ali presas. A terra por baixo das árvores era limpa, e raspada, de forma a facilitar a apanha. E eram criados aquelas pequenas “barragens” de forma a reter ouriços e castanhas. Fim da história… Bem fim da história não! Trouxemos algumas castanhas, valeu a experiência e … esperamos os próximos capítulos.
Ou seja, castanha assada, sopa de castanhas… hummmmm!
 
 

 

publicado por penedo às 15:29

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Preparação do Bodo e cast...

. Castanha

.links

.arquivos

. Outubro 2018

. Junho 2018

. Setembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO