Terça-feira, 9 de Julho de 2013

RECORDANDO...Jogos de Verão

 




O tempo passa, mas as recordações boas ou más ficam guardadas numa foto,numa camisola,num troféu,foi uma caminhada longa com altos e baixos com objectivos pequenos que ficam na memória dos que construiram,participaram ,dando o contributo sempre para as grandes obras num espirito colectivo e participado.Mudam-se os tempos mudam-se as vontades...
publicado por penedo às 14:30

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 26 de Julho de 2011

Volta em GOIS ...73ª

 

 

 

voltaportugal

publicado por penedo às 19:57

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 27 de Abril de 2011

24 de Abril, um domingo cheio de sol

 

Almoço em Góis? Pode ser. Mas hoje deve estar tudo cheio. E estava. Fomos espreitando até que estacionámos. Meio dia e 10 e já a Dona Isabel não tinha parança. Vivam! cumprimentou, com aquele sorriso na cara bonita. Depois dos beijinhos, o apontar para uma mesa para dois, no fundo da sala, com gente dos lados. Só ali ou lá fora. Não, lá fora está muito calor. E ficámos. Para Marido tirar a barriga de miséria da dieta de carnes que nos imponho (não, não tinha nada a ver com a época festiva) pedimos uma costeleta de novilho para ele. Brrr. Nunca vi tanta carne junta, disse, roubando-lhe uma batata. Sobrou metade, que trouxemos para casa. O tempo não é de desperdícios. Eu, também quebrei o jejum, mas com o bitoque da casa, pequeno bife tenro, com ovinho de gema para molhar a broa. Delícia. Só para deixar aqui que somos fãs, há muitos anos, do Restaurante Beira Rio. Comida caseira, bem temperada, em quantidade mais que suficiente e bastante variada.
Um bem haja para esta família pela simpatia e modo carinhoso como trata os seus clientes, que tem conseguido manter um estabelecimento aberto há bastantes anos, sem no entanto subir muito os preços mantendo a qualidade na oferta.
Depois de almoço, a volta por Góis para de novo subir a serra, caminho de casa.
Góis estava vazia. O Penedo espreita e convida-nos, à esquerda da foto, com candeeiro a cortar. Lá em cima é que estamos bem.

http://coisas-de-tia.blogspot.com/

publicado por penedo às 23:51

link do post | comentar | favorito
Domingo, 19 de Dezembro de 2010

Janeiras á volta dos Penedos



publicado por penedo às 23:53

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Julho de 2010

CERDEIRA DE GÓIS CAMINHADA ATÉ AOS PICOS DOS PENEDOS DE GÓIS


A Cerdeira tem o privilégio de ter como natureza circundante estes belos penedos do nosso concelho.


A Direcção da Comissão de Melhoramentos da Cerdeira de Góis está organizar uma caminhada pedestre até aos mais altos picos dos Penedos de Góis

.Esta caminhada vai ser realizada no dia 14 de Agosto de 2010 e está aberto a todos os que nos quiserem acompanhar....

 

 Quem estiver interessado é só comparecer devidamente equipado para o efeito.

 

Mais informações junto de qualquer membro da direcção, ou através do contacto:

 

Presidente da Direcção – Carlos Albino – 938931790


Vem connosco desfrutar da nossa natureza….

 

in Facebook

 

 

 

publicado por penedo às 11:27

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Julho de 2010

cerdeira

tags:
publicado por penedo às 19:33

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Junho de 2010

À volta dos Penedos .... Cerdeira


No próximo dia 27, domingo, pelas 11:30h, será celebrada uma missa de 10 anos por alma de Manuel Braz Simões, na Igreja Matriz de Góis.
De seguida haverá uma romagem à sua campa no cemitério de Góis, onde será colocado um ramo de flores. Dado o passado Regionalista daquele que foi o fundador e Presidente durante muitos anos da nossa Comissão de Melhoramentos, estamos certos que a divulgação desta notícia será importante para conhecimento de tantos e bons regionalistas que conheceram e conviveram com Manuel Braz Simões.
Américo Simões, Presidente da Assembleia-geral
in Jornal de Arganil,17/06/2010

tags:
publicado por penedo às 00:07

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Abril de 2010

Cerdeira no Facebook

 

A Cerdeira de Góis é uma aldeia serrana do distrito de Coimbra.
A Natureza faz despertar o Olhar....

tags:
publicado por penedo às 10:31

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Abril de 2010

Visitar Talasnal e.....

 

 

http://www.youtube.com.GuidinhaPinto

publicado por penedo às 22:35

link do post | comentar | favorito
Sábado, 20 de Março de 2010

Cerdeira

tags:
publicado por penedo às 19:15

link do post | comentar | favorito
Sábado, 13 de Março de 2010

À Volta dos Penedos...Cerdeira de Góis

 

 

No passado dia 28 de Fevereiro, a Comissão de Melhoramentos da Cerdeira de Góis, comemorou o seu 58º aniversário, com almoço realizado no Restaurante do Campo do Pina Manique, com a presença de 100 pessoas.
A anteceder o almoço realizou-se um jogo de futebol 5 cujo resultado não interessou, mas sim o convívio de todos os participantes.
Na mesa que presidiu o almoço sentaram-se o Presidente da Assembleia – Américo Simões, o representante da Casa do Concelho de Góis – Henrique Miguel Mendes, o Presidente da Comissão de Melhoramentos do Esporão – Avelino Martins e esposa, o Presidente da Sociedade de Melhoramentos da Roda Cimeira – Jaime Carmo, o Presidente da Direcção – Carlos Albino e esposa.
Foi notória a satisfação e o convívio de todos os presentes sendo evidente o número elevado de jovens que quiseram demonstrar que a Cerdeira pode contar com eles, contrariando deste modo a alegada crise de juventude no regionalismo.
Na altura do discurso usou da palavra o Presidente da Direcção Carlos Albino que agradeceu a presença de todos, manifestando o seu enorme prazer pela resposta que os Cerdeirenses deram a mais esta iniciativa, lamentou a ausência da Presidente da Câmara Municipal de Góis, fez referência à presença do sócio mais antigo da comissão Laurindo Simões, para quem proferiu palavras de grande estima e amizade e terminou saudando a Drª Sara Neves, também presente, pela sua recente formatura em Direito. De seguida, o representante da Casa do Concelho de Góis transmitiu a todos as saudações fraternas da casa concelhia, felicitou a comissão pelo seu 58º aniversario e pelo excelente trabalho que vem desenvolvendo em prol das melhorias do concelho.

O Presidente da Comissão de Melhoramentos do Esporão, também ele sócio da nossa colectividade, manifestou a sua alegria, por mais uma vez estar na presença dos amigos da Cerdeira, disse do prazer em mais uma vez representar a sua comissão num aniversário de uma comissão com quem tem sabido manter laços de entendimento e amizade, mantendo a tradição de grande cooperação entre as duas comissões, desde o tempo do Presidente Casimiro Martins e Manuel Braz Simões, dois grandes regionalistas que recordou com saudade.
O Presidente da Sociedade de Melhoramentos da Roda Cimeira, Jaime Carmo saudou todos os presentes, dizendo que a sua alegria, em mais uma vez fazer parte dos festejos de uma comissão, onde encontra grandes amigos que são como família.
O Presidente dos Amieiros, José Carlos começou por ler dois ofícios recebidos da Comissão de Melhoramentos da Cerdeira na comemoração do 2º e 4º ano da sua existência dizendo que desde sempre houve uma excelente relação entre os Amieiros e Cerdeira, que ali quis reforçar manifestando todo o apreço que nutre por muitos dos Cerdeirenses.
O Presidente da Assembleia Geral, Américo Simões, começou por agradecer a presença e as manifestações produzidas pelos congéneres presentes.
Manifestou a sua alegria pela comemoração de mais um aniversário e pelo exemplo que os Cerdeirenses continuam a dar no movimento regionalista.
Assinalou a presença da juventude e manifestou a confiança no trabalho que possam desenvolver.
Anunciou que no dia 26 de Junho (sábado) será realizada uma missa, seguida duma romagem à campa do Presidente Manuel Braz Simões, que faz nesse dia 10 anos do seu falecimento.
Vincou bem como continua a ser importante a memória do presidente Manuel Braz Simões, lendo um artigo escrito pelo próprio no boletim do Esporão há mais de 50 anos, onde era visível o amor, a devoção e a preocupação de dotar a Cerdeira do melhoramentos indispensáveis para quem lá vive permanentemente, sendo de registar que o 1º melhoramento efectuado foi o abastecimento de água.
Manifestou a tristeza pela ausência da Presidente de Câmara, reiterando a confiança que o povo da Cerdeira mantém pelo trabalho a desenvolver na certeza de que Góis está bem servido de Presidente de Câmara.
Afirmou que em respeito ao esforço e trabalho dos seus antepassados a Câmara deverá num breve espaço de tempo, repor a água potável em todos os chafarizes existentes na Cerdeira assim como cuidar da qualidade da água que neste momento se encontra imprópria para consumo.
Apelou à união e ao respeito que deve existir entre todos os Cerdeirenses, para que a vida naquela aldeia, seja feita de acordo com a pureza e a beleza que existe na natureza com que fomos contemplados.
Dizendo que hoje, já se pode viver com qualidade nas aldeias.
Referiu ainda que a Comissão de Melhoramentos tem um papel importante a desenvolver e que devem utilizar a força da sua união.
As comissões devem juntar as suas vozes às vozes da Câmara na pressão junto das entidades oficiais, para que não seja possível proceder ao fecho do Centro de Saúde de Góis.
A estrada da vida não pode ter recuos significativos e ninguém entenderá como um melhoramento que protege há tantos anos as populações, principalmente os mais idosos possa ser posta em causa em pleno século XXI.
Terminou felicitando o Presidente da Direcção Carlos Albino por ter conseguido congregar e motivar a juventude na sua Direcção, e pela dinâmica que tem imprimido ao seu trabalho.
O almoço foi sempre abrilhantado por música ao vivo, e no final também o Carlos Albino com a sua concertina e o Tiago com a sua guitarra puseram toda a gente a cantar e a dançar as modas da terra.
A terminar foram apagadas as velas, dum magnifico bolo de aniversário e cantado o hino da Cerdeira com grande entusiasmo.
O convívio continuou numa demonstração de exaltação regionalista, e de grande amor pela aldeia que todos trazem no coração – CERDEIRA DE GÓIS
.


P.S.: Segunda-feira, logo pela manhã a Presidente da Câmara Municipal de Góis, Drª Maria de Lurdes Castanheira, justificou a sua ausência, o que agradecemos.

 

 

[HPIM2243.JPG]

 

 

 

 

in

http://cerdeiradegois.blogspot.com/

 

publicado por penedo às 17:00

link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Março de 2010

Almoço do 58º aniversário da Comissão M. Cerdeira

 
 
 
 
 
publicado por penedo às 14:48

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

Aniversário da Comissão de Melhoramentos de Cerdeira de Góis

 

 
 
 
No âmbito da comemoração do 58º Aniversário, no dia 28 de Fevereiro próximo,
 a Comissão de Melhoramentos de Cerdeira de Góis está a organizar mais um convívio.
No Restaurante Pina Manique, pelas 13:00h, um almoço.
 e  às 11:00h, um jogo de futebol 5, no Estádio Universitário de Lisboa.

 

publicado por penedo às 10:17

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Neve nos Penedos

Estória de 1 poste inclinado

Ir sábado de manhã e voltar 2ª feira, de manhã também. Euzinha, Marido e Bi. Mas está tanto frio!
Como é meu hábito, cliquei aqui, cliquei ali. Com o telélé ou com a EOS, o que estivesse mais à mão. Finalmente tinhamos chegado à terrinha para um fim de semana.
Uma manhã de sol radioso foi um belo presente. 2 graus Centígrados marcados no computador do carro, um friozinho de rachar e um calorzinho de Inverno entrava pela abertura da minha janela, mas o Penedo estava limpinho de núvens, à nossa espera.
Não reparei quando chegámos, mas estava lá. Há quantos dias? Desconheço. Um poste de electricidade perigosamente inclinado para avia pública, de que não demos conta porque estávamos a acabar de chegar ao nosso sítio e desejosos de entrar em casa - um frigorífico - e acender o fogão a lenha para a aquecer. Foi muito bom, o sábado gordo.
No dia seguinte, o tempo já a modos que a querer enfarruscar, fez-nos querer aproveitar e saír de casa para uma voltinha. Um salto aos primos Afonso e Palmira, depois de almoço, para a bica. Era Domingo Gordo, talvez vissemos alguns mascarados...
Metemo-nos no carro e lá fomos. Foi ao dar a curva ao pé da Capela que olhei e vi o poste inclinado. É pá! E se isto ainda cai? Vai fazer estragos.
O que impedia o poste de tombar de vez eram os cabos eléctricos e estavam tão esticados que poderiam romper-se a qualquer instante. Mas será que ainda ninguém viu isto? Será que já alguém comunicou para a EDP?
Já na Póvoa tinhamos apresentado os cumprimentos e distribuindo beijinhos quando chamei a atenção para o poste inclinado lá em baixo, na curva a seguir à Capela. «Ai está?» «Mas então ainda ninguém telefonou?» «Mas isso é um perigo.» «Eu já tinha reparado...».
Respostas que fui ouvindo. E ninguém de cá fez nada?
Olha, disse eu para a Palmira, sabes o número que eu ligo? É grátis e disse-mo. Liguei.
A senhora que me atendeu obteve de mim o que necessitou. Nesse Domingo Gordo à tarde, um pouco mais tarde do que a minha tarde, aparecerem dois senhores do piquete da EDP e arranjaram.
 

Chegada à Cerdeira, Sábado Gordo, numa manhã de sol.
 
Segunda feira gorda, Neve no Meu Penedo. Chuva e neve para a viagem.
 
Hoje de manhã, ao voltarmos a Lisboa, cliquei o poste que já estava na devida posição.
Tal como de um dia para o outro o tempo virou, na mesma tarde do mesmo dia uma empresa portuguesa fez o que devia.
É preciso dizer que eu não deixei andar, eu fiz o que devia. E a EDP também.
Nem TUDO é mau no meu País!
 
 
 
tags:
publicado por penedo às 14:16

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Jogos de Verão

RECORDANDO

II-JOGOS DE VERÃO

A GRANDE TURMA!...


Dando continuação ao post recordando, aqui fica mais uma imagem.
Seis povoações:Esporão,Cerdeira,Povorais,Ribeira, Vale Torto e Ladeiras,

irmanadas com o mesmo espírito.Outras mais, fizeram parte dos mesmos jogos,

 como os Amieiros e as Aigras.
Foram ambientes de grande alegria e confraternização.
Os jogos de Verão acabaram abruptamente!... Parece-me que as razões de tal acontecimento não foram bem sucedidas,enfim!...
Aproveito para felicitar todas as Aldeias e as suas Comissões Organizadoras,

que participaram nestes inventos, durante trinta e quatro anos. Foi obra podem crer!...

Por todo o vosso esforço e dedicação o meu bem hajam.

 

 


 

Não tenho conhecimento se, em todo o Concelho de Góis ouve outras
realizações do género, que durassem assim tantos anos.
Julgo ter sido um bom contributo, em diversos aspectos e serviços na vida do Concelho.
 
 
 
nota:"
Não querendo meter foice em seara alheia,penso que se podia homenagear esta grande organização, a nível concelhio, a exemplo de outras que se dão neste País".
 
 
 
foto e texto de A.Filipe

in

http://sobreirasdoesporao.blogspot.com/

 

publicado por penedo às 14:10

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010

À Volta dos Penedos.....UM PASSEIO AO PASSADO

 

 

EQUIPA DE FUTEBOL DE CERDEIRA DE GÓIS ANOS 7O

 



Em cima: Carlitos da Alda, Manuel da Ivone, Jaime, Ivo, Abílio Neves, ...........?.............?, Manuel da Tilda e Horácio da Aida.
Em baixo: Amorim da Marília, Zé Carlos Canoa, Marido da Guidinha Pinto, Américo da Bia, Fernando , Sérgio e Carlos

**************


ANO DE 1956



1 Suzete 2 Laurinda 3 Bisa-avó da Guidinha Pinto 4 Augusta da Quinta 5 Maria Helena 6 América
7 Tilda 8 Aurora 9 Alda 10 Guidinha Pinto 11Celeste 12 Augusta 13 Casimiro
14 Filipe 15 Carminda 16 Teresinha 17 Natália 18 Maria Helena


 
Agradecimento á Guidinha Pinto pela cedencia das fotos. Obrigado
Posted by Picasa
 
tags:
publicado por penedo às 15:34

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Julho de 2009

Cerdeira de Góis

 

 


 
Festa de N.ª Sr.ª dos Milagres

Dias 1, 2 e 3 de Agosto


PROGRAMA

Dia 1 - Sábado
9h - Abertura do Som Musical
15h - Abertura da Quermesse
15h - Gincana com Jogos Tradicionais
18h - Missa na nossa Capela, em honra da Nossa Sr.ª dos Milagres, seguida de procissão em volta da aldeia com cortejo de ofertas e leilão.
22h - Início do Baile com o conjunto "Os Bacanos"

Dia 2 - Domingo
9h - Reabertura do Som Musical
15h - Reabertura da Quermesse
15h - Torneio de Sueca e Dominó
22h - Início do Baile com o Conjunto "Psicose"

Dia 3 - Segunda-feira
16h - Torneio de Chinquilho

tags:
publicado por penedo às 18:52

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Jogos de Verão e a sua ausência

Cancelamento dos XXXIV Jogos de Verão

 a realizar nas Aigras, Comareira e Cerejeira

 
A Comissão de Melhoramentos dos Povorais e o Grupo Cultural e Recreativo dos Povorais informam os seus conterrâneos, sócios e amigos que foram informados pela Associação de Melhoramentos das Aigras, que a mesma não vai participar e organizar os XXXIV Jogos de Verão e os Jogos de Inverno.
A Comissão de Melhoramentos dos Povorais e o Grupo Cultural e Recreativo dos Povorais não podem deixar de lamentar tal atitude, uma vez que se trata dos XXXIV Jogos de Verão, iniciativa que nunca tinha sido interrompida ou cancelada.
Estes Jogos de Verão são um incentivo ao Regionalismo, à confraternização e a união entre as aldeias, e considerados como uma das melhores iniciativas levadas a cabo pelas aldeias participantes e que por diversas vezes foram elogiados pela Câmara Municipal de Góis e outras entidades.
Lamentando também a forma como a Comissão e o Grupo foram informados do cancelamento dos Jogos de Verão, com total desrespeito pelos regulamentos e pelas diversas povoações participantes, uma vez que a mesma foi feita por carta e com a agravante de ter sido efectivada a 18 de Maio passado, é deixado em aberto se alguma das povoações pretende assumir a realização dos Jogos, que para o efeito deve ser convocada uma reunião de delegados.
A Comissão de Melhoramentos dos Povorais e o Grupo Cultural e Recreativo dos Povorais lamentam ser os portadores de tal informação, mas até à data não foi verificado qualquer notícia na imprensa regional sobre o assunto.
 comissão de melhoramentos dos povorais,

 

 

 

Transcrição de comentário do blog

 

notasdecarvalhal-miudoeladeirasdegois.blogspot.com

 

Anónimo disse...
 

 

 

Muito boa tarde.
Não o conheço mas desde já fica aqui os meus votos de parabéns pelo magnifico trabalho que tem feito neste seu blogue.
Devo ser de uma geração mais recente mas ficou e ficará para sempre na minha memória os tempos que passei nos anos que participei nos jogos de verão.

Era uma maneira de criar novos laços de amizade e só tenho pena que a minha aldeia que tanto admiro se tenha retirado,

e o motivo não ter sido por causa dos jovens que durante os jogos de futebol, onde se aquecia um bocadinho mais o ambiente.

Mas tive o previlegio que era só durante o jogo porque fiz muitos amigos.
De novo o meu muito obrigado e já agora sou um filho da CERDEIRA.

 

 

 

 

 

foto da  ultima entrega de prémios

aos representantesdas aldeias participantes

 

 in hi5

 

publicado por penedo às 20:55

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Jantar-convívio da Comissão de Melhoramentos Cerdeira

 

 
Em virtude da não realização do almoço comemorativo do 57.º aniversário da nossa Comissão, a direcção decidiu organizar um convívio para todos os cerdeirenses, familiares e amigos. Para tal, vai organizar-se um jantar no dia 30 (sábado), na Casa do Concelho de Góis, na Rua de Santa Marta n.º 47, R/C, em Lisboa.
Este jantar terá o seguinte programa: 18 horas, início da concentração; 19, início do jantar que consta de aperitivos, sopa, prato de peixe, prato de carne, sobremesas, cafés e digestivos.
Haverá ainda música ambiente e depois do jantar a música continua para diversão de todos.
O preço, adulto: 20 €; crianças dos 5 aos 10 anos, 10 €; crianças até aos 5 anos, gratuito e as inscrições podem ser feitas através dos contactos: Carlos Albino, 938931790 / 210164661; Armindo Lopes, 912596352 / 214795018; e Teresa Simões - 914941319 / 214785337.
Sofia Lopes
in A Comarca de Arganil, de 13/05/2009

 

publicado por penedo às 20:19

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

Cerdeira... mais pobre

Adeus Ti'Júlia, até sempre

 
Júlia, em Setembro quente de 2005: *Vem, senta-te aqui. Vou contar-te estórias de vidas que por aqui passaram…

Partiu hoje a minha prima Ti'Júlia, de manhã cedo. Com Laura-a-pastora, são protagonistas de algumas das minhas estórias. Laura, sem pais nem filhos sente-se orfã. Desde que nasceu viveu com a mãe, todos os dias. Júlia, quase com 93 anos, teve uma vida que chegou a bisnetos.
O fundo do Lugar da Cerdeira de Góis ficou mais pobre, porque se foi uma contadora de estórias-reais, uma pessoa que apesar de *feitiosinho das Antónias* sabia cativar quem a visitava. E que por isso mesmo eu a visitava assiduamente, enquanto por lá, em férias.
Foi testemunho da estória viva das gentes deste povoado. Bastava perguntar-lhe por sicrano ou beltrano do antigamente e ela sabia de tudo. Sim, do antigamente, porque nos últimos anos ela apenas repetia o que lhe contavam. Fazia questão de afirmar: oh! filhinha, eu não estava lá para ver ...
E já agora Ti Júlia, se me estiver a ouvir, pergunto-lhe: já encontrou o guarda republicano???
Até sempre Ti'Júlia. Um último xi-coração de saudade.
 
 
tags:
publicado por penedo às 19:15

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

Cerdeira

 

Cerdeira

 

 

Irá realizar-se no dia 11 de Abril do corrente ano, a Assembleia Geral,

na casa de convívio na Cerdeira, pelas 15 horas,

com a seguinte ordem de trabalhos:


1.º - Apreciação e Votação do relatório de actividades e contas do ano de 2008


2.º - Assuntos de interesse geral para a Cerdeira de Góis


3.º - Eleição dos corpos gerentes para o biénio 2009/2010.

É importante a presença de todos para um debate dos interesses da nossa aldeia.


Américo Simões

publicado por penedo às 18:47

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

À volta dos Penedos- Cerdeira

                          

Cerdeira &  Póvoa de Cerdeira

 

                              Comissão Melhoramentos da Cerdeira

 

 

                             Almoço comemorativo do 57º aniversário

 

                        Dia  1 de Março  no restaurante Stadium em Lisboa

 

                                marcações  : tels. 938931790,210164661

 

                                             11 Horas- jogo de futebol 5

 

a direcção pretende a convivência entre todos os cerdeirenses, familia e amigos.

 

 

 

 

 

publicado por penedo às 17:39

link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Janeiro de 2009

Vale Torto, Cerdeira,Póvoa

publicado por penedo às 22:40

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

II-Estória dos anos que já lá vão

 

SETE DIAS À TOA NA SERRA DA LOUSÃ

FASCÍCULO SEGUNDO 

( continuação )

O nosso primeiro contacto foi com o Ti Manel Henriques, nosso velho conhecido e amigo, guarda nocturno (sereno) na Rua do Crucifixo e biscateiro, em Lisboa. E também confidente de amores mal parados e de muitas angústias existenciais. Logo se juntou por ali um punhado de gente curiosa. Quem serão, de onde virão e ao que virão ? Somos da Ribeira de Pera, vimos do Coentral e andamos a monte; meninos loucos, às carreirinhas, a fazer " westerns "do pim- pam-pum. A presença do Ti Manel Henriques e a referência ao Coentral, tranquilizou o pessoal. E então vai de aclarar propósitos e relembrar vidas e histórias passadas. Aquela história roxa da ceguinha que perdera a vista, quando menina, por olhar, obstinadamente, horas e dias sem fim, para a telha (caco) de vidro, única fonte de luz que alumiava e aquecia o buraco onde a mãe a "arrecadava ", enquanto ia à vida ( e os milhafres continuavam a pairar, lá nas alturas, em curvas suaves de liberdade absoluta... ). Aqueles nevões à moda antiga que levavam o isolamento a pontos críticos. Os lobos uivavam por perto e, à noite, os cabecilhas das alcateias, ousavam atravessar o povoado e farejar os cortelhos. Consta que os antigos lançavam, por vezes, uma morteirada na noite silente, para "limpar o terreno". Adoecer ou morrer por ali, era o cabo dos trabalhos. O acesso ao alcatrão só a pau e corda ou em carro de bois. As mulheres das meias ( tarefeiras de acabamentos ) deslocavam-se, frequentemente, ao Coentral. Penosas caminhadas, sobretudo durante as duras invernias.

E houve merenda que, por sinal, também foi almoço, nesse primeiro dia da nossa maravilhosa aventura serrana: sopas de almece com pão de centeio, queijo fresco e mel. Veio depois o grande momento do lavrar dos autos testamentários e o pedido de encomendação das nossas almas, dirigidos ao Padre Tomaz, do Coentral. Documento gravado sobre papel pardo, era uma ternurenta ladainha, em que se apaziguavam as famílias e em que se faziam magnânimas doações à Paróquia. Depois foi o momento solene da entrega desta importante missiva à recoveira, exactamente uma simpática tarefeira de acabamento de meias, que ia, naquele momento, partir para o Coentral.

O Padre Tomaz era um castiço de corpo inteiro. Pastor de almas e de cabras, paisano assumido, mastigava alho e emburcava tintos (ou brancos) com isquinhas de bacalhau, na taverna do Ti Joaquim Côvado, escala técnica obrigatória, nas suas penosas caminhadas para a Vila. Durante uma missa na N. S:ª da Guia, descaíram-lhe as calças (atadas com um baraço) . Valeram-lhe as longas e avantajadas véstias sacerdotais e a pronta e discreta solicitude do fiel sacristão. Noutra ocasião, e na mesma capela, corriam os anos da guerra 39-45, nas suas prédicas, chamava a atenção dos fiéis para os custos e dificuldades na obtenção, no mercado negro, da farinha triga para as hóstias, tornando-se, por isso, óbvia a necessidade de uma compensação. Consta que, para além do pastoreio do seu próprio efectivo, chegou a ir para a serra com a cabrada comunal do Coentral, a troco de uns tostões para ajudar a custear o seu múnus. Caçava e pescava por gosto e necessidade. A memória do Padre Tomaz ficaria, para sempre, colada ao historial da Paróquia, que servira durante largos anos.

Adeus Povorais, talvez para nunca mais! O nosso destino era, agora, Góis, onde pretendíamos recuperar a tralha do Pinaz na Casa Grande, testemunho de glórias passadas (papel Prado- Ceira). Em fila indiana, seguimos ao longo do monumental paredão, àquela hora fortemente iluminado pelo Sol poente. À esquerda ficava a Ribeira de Pena, célebre pelas suas trutas indígenas, criadas em águas lusas, fortemente batidas e oxigenadas.

A alegria nos nossos corpos e a ardência nas nossas cabeças eram tão intensas que, a páginas tantas, por um estranho impulso de levitação e por uma inversão do sentido da força dos gravitões, descolámos como um bando de perdigotos. Ao atingirmos a altitude do milhafre espião- planador, entrámos em cruzeiro, com navegação neurónica, ponto a ponto. Rapidamente avistámos, à direita, o alcatrão e, lá muito no fundo de um cerro, quase a pique, qualquer coisa como uma enorme pedra branca, camuflada pelo denso pinhal velho, que nos pareceu ser a Vila de Góis. O nosso radar de bordo não tinha capacidade de resolução suficiente para distinguirmos bem. Uma pequena inflexão para a esquerda e estávamos á vertical da Cerdeira de Góis. Aqui resolvemos cumprir uma escala técnica. Numa tasca rasca, do tempo da Maria Castanha, o taberneiro ficou de pé atrás, ao ver entrar aqueles meliantes munidos de varapaus e com aspecto duvidoso. Enquanto se desenrolava o difícil diálogo, olhava-nos de soslaio e rebuscava, discretamente, qualquer coisa debaixo do tampo do balcão. Não, certamente, o freio que o Ti Álvaro Tomaz puxou debaixo do balcão e ofereceu a um caixeiro viajante, quando este lhe perguntou se tinha qualquer coisa que se metesse na boca. Talvez antes, pondo a jeito algum " tira teimas". Para o que desse e viesse.

O nosso fundo de maneio era apenas de sete tostões. Um pouco mais do que um tostão por cabeça. Não era com este dinheiro que poderíamos travar a fome a seis galfarros na idade de comer este mundo e o outro. Resolvemos, então, enganá-lo, investindo, pecaminosamente, todo o nosso dinheiro em tabaco. Os sete tostões não davam sequer para o maço mais barato. Faltavam mais uns tostões. Estávamos nós a negociar com o casmurro do taberneiro como tapar o buraco, eis que entra taverna dentro um caixeiro- viajante, vindo dos lados da Lousã, que logo desanuviou o ambiente e sanou a nossa pendência. Homens da estrada, a tempo inteiro, de proverbial bonomia e boa disposição. Vendedores de mercadorias, mas também de sonhos e ilusões. Passadores de boas e más notícias; exímios contadores de histórias e anedotas.

O nosso providencial benfeitor logo assumira que se tratava de "maralhal de Coimbra ", tesos, como de costume. Refrescos e bolachas para todos. Um momento de boa disposição e reconforto; um óptimo estímulo para retomarmos a nossa empresa. O nosso caixeiro viajante seguia lá para as bandas de Alvares ( Coração da Amazónia Lusitana ). Escusado será dizer que estava lançado o "marketing" da nossa bizarra cruzada. Terra alqueivada, meia sementeira amanhada!

Antes que chegasse a noite, tornava-se mister alcançar a vila de Góis. Os nossos estômagos já andavam a dar horas trocadas. Era imperioso alimento substancial e descanso prolongado para os nossos corpos e espíritos. A etapa do dia seguinte (Góis- Alvares, através da Portela do Vento ) seria igualmente longa e emocionante.

 

Ernesto Ladeira

(Continua )

do  jornal O Castanheirense

 

 

 

publicado por penedo às 17:15

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

Um abraço às nossas aldeias...

 

Dos Penedos aos Povorais,
vai o salto de um coelho...
é querer e chorar por mais,
paisagem vista ao espelho!...

A Pena não vou olvidar,
por paragem obrigatória...
da Folgosa ao Cadafaz,
é sempre a mesma história.

Para a Cerdeira a mensagem,
na Póvoa vou recordar...
onde os meus pais por miragem,
começaram, um dia, a estudar!...

Num roteiro pitoresco,
feito de simples maneira...
das Rodas nos vem o fresco,
da Cimeira e da Fundeira!...

Ao Esporão agora escrevo,
também com grande carinho;
esquecer-te, não me atrevo!...
"berço" do meu padrinho.

Para um contorno perfeito,
vou passar pela Ribeira...
num itinerário a preceito,
que nos fica ali à beira!...

Não me lembra quem lá vem,
nem disso eu faço alarde...
encosto em Cimo de Alvém,
meu pensamento, toda a tarde...

Ladeiras, por ti passei,
e isso ninguém o nega...
olho em frente, avistei
do outro lado Cortecega.

Carvalhal-Miúdo não esqueço,
calço, agora, os meus chinelos,
vou já, por qualquer preço,
com destino a Carcavelos!...

Alguns nomes de aldeias citei,
outros ficaram em carteira...
Mas para terminar me lembrei,
da povoação da Cabreira!...

Por António Martins (hoje... numa alusão incompleta ao Concelho de Góis)

notasdecarvalhal-miudoeladeirasdegois.blogspot.com

publicado por penedo às 19:15

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

À volta dos Penedos- Cerdeira

                              

 

Dia 2 e 3 de Agosto 

em Cerdeira de Góis, festa em honra de Nossa Senhora dos Milagres.

Dia 2 poderá contar com os famosos jogos tradicionais, por volta das 15 horas, e com a missa na Capela da aldeia às 17 horas, seguida de procissão de Nossa Senhora dos Milagres.

À noite, haverá baile com o conjunto “Notas Soltas”.

No dia 3, domingo, haverão torneios de sueca e dominó às 15 horas, e baile com o conjunto “Psicose”.

No dia 4, de forma a encerrar os festejos da melhor maneira, realizar-se-á um torneio de chinquilho

publicado por penedo às 18:35

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. RECORDANDO...Jogos de Ver...

. Volta em GOIS ...73ª

. 24 de Abril, um domingo c...

. Janeiras á volta dos Pene...

. CERDEIRA DE GÓIS CAMINHAD...

. cerdeira

. À volta dos Penedos .... ...

. Cerdeira no Facebook

. Visitar Talasnal e.....

. Cerdeira

.links

.arquivos

. Outubro 2018

. Junho 2018

. Setembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO